M'Boi Mirim

 Sul                              

Mosaico com quatro fotografias sendo a primeira de uma ponte de madeira com grades verdes e árvores nas laterais, a segunda água passando entre as pedras com algumas folhas caidas, a terceira de mesa de xadrez com bancos de concretos, e a quarta campo cheio de árvores com folhas verdes.

Estrada do M’Boi Mirim, 7.100 – Jardim Ângela
Inaugurado em 12/08/2012
Subprefeitura de M’Boi Mirim
Área: 190.000 m²
Aberto diariamente das 6h às 18h, a partir de sábado (31/10)

INFRAESTRUTURA
Sede, guarita, Projeto Sala Verde pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), acesso para cadeirante, banheiro acessível, trilhas de caminhada e corrida com declividade de nível médio de dificuldade, área de bosque e ponte de madeira para contemplação da natureza. Possui parquinho infantil, bancos e mesas de cimento para piquenique, área exclusiva para piquenique com bancos e mesas feitos com troncos de madeira. Estão previstos equipamento de ginástica para terceira Idade.

Acessibilidade nas entradas do parque e nas áreas de circulação, que apresentam três níveis de acessibilidade. O primeiro nível engloba a entrada do parque e todas as edificações existentes, com pavimentação de blocos intertravados de concreto e acesso universal. O segundo nível, que também possui acessibilidade universal, compreende a trilha ao redor do lago e os estares ao longo dela, que será de terra batida na parte paralela ao lago e de madeira na parte sobre o brejo. O terceiro e último nível compreende as trilhas naturais já existentes na área, que possuem alguns pontos de declividade bastante acentuada e piso irregular, não possuindo acessibilidade universal. São indicadas para caminhadas de maior grau de dificuldade.
Possui a “trilha do lago” com as estações: administração, jardim suspenso, mandala de ervas, minhocário, viveiro, composteira, lago e playground. Pode ser agendada por telefone em horários entre 13h e 17h, de segunda a sexta.

PARTICULARIDADES

Localizado em área de preservação de mananciais, sua a vegetação é composta por eucaliptal com sub-bosque, remanescente de Mata Atlântica em estágio inicial de sucessão, campo antrópico, brejo e vegetação aquática. Destaques da FLORA: areca-bambu (Dypsis lutescens), aroeira-mansa (Schinus terebinthifolia), caá-açu (Bathysa australis), crindiúva (Trema micrantha), cumaté (Myrcia splendens), embaúba-branca (Cecropia pachystachya), eucalipto (Eucalyptus sp.), jaqueira (Artocarpus heterophyllus), jerivá (Syagrus romanzoffiana), pau-jacaré (Piptadenia gonoacantha), samambaiaçu-com-espinho (Cyathea atrovirens), sibipiruna (Poincianella pluviosa var. peltophoroides), tapiá-guaçu (Alchornea sidifolia) e tucum (Bactris setosa). Já foram registradas 47 espécies vasculares. Inventário de flora 2020.

Foram observadas 90 espécies de FAUNA, a maioria aves, incluindo aquáticas como garças, socozinho e ananaí. Áreas de brejo e riacho com mata ciliar fornecem condições adequadas para a subsistência de saracura-sanã e joão-porca. Também foram observadas: juriti-gemedeira, papagaio, alma-de-gato, beija-flor besourinho-de-bico-vermelho, guaracava-de-bico-curto, saíra-viúva, pula-pula, mariquita e diferentes espécies de sabiás e pica-paus, incluindo espécies endêmicas da Mata Atlântica. O imponente gavião-pega-macaco, rapinante florestal que se encontra ameaçado de extinção, foi visto “patrulhando” o espaço aéreo do parque. Este rapineiro necessita de grandes áreas florestadas para sua manutenção e, portanto, seu registro nos lembra de que estamos em uma região importante a ser preservada. Em adição, foram detectados lagarto-teiú, rãzinha-piadeira, gambá-de-orelha-preta e caxinguelê.

CONSULTE AQUI O REGULAMENTO DO PARQUE 

CONSELHO GESTOR
Os Conselhos Gestores dos Parques Municipais foram criados em 2003 para garantir a participação popular no planejamento, gerenciamento e fiscalização das atividades que ocorrem nos parques. O objetivo é envolver a comunidade na discussão das políticas públicas de forma consultiva, com enfoque nas questões socioambientais. Os Conselhos são integrados por representantes da sociedade civil (em geral, três frequentadores e um representante de movimento social ou entidade local), um representante dos trabalhadores do parque e três representantes do Poder Executivo.
Saiba mais sobre os Conselhos Gestores no site da SVMA.
 

COMO CHEGAR?
7049/10 – Terminal Campo Limpo / Parque do Lago
6014/10 - Term. Rod. Jd. Jacira / Term. Sto. Amaro
6840/10 - Terminal Jd. Jacira / Terminal Capelinha
7004-10 - Terminal Jd. Jacira / Est. Sto. Amaro/Guido Caloi
+ informações: www.sptrans.com.br