Núcleos Verdes

 

 Núcloes Verdes

 

 

DGD-G

DGD Norte 1  DGD Norte 2 

DGD Sul 1   DGD Sul 2  DGD  Sul 3

DGD Leste 1    DGD Leste 2    DGD Leste 3

DGD Centro-Oeste 1  DGD Centro-Oeste 2

 

 

São Paulo é uma das maiores e mais complexas cidades do mundo, com características e problemas ambientais também complexos. Mananciais ameaçados, impermeabilização do solo, falta de áreas verdes e concentração da poluição são exemplos da ampla gama de questões a serem abordadas nas diferentes regiões da cidade. Por essa razão, a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente (SVMA) estabeleceu como uma de suas principais políticas a descentralização e desconcentração de atividades, criando assim núcleos verdes.

Esses núcleos foram transformados em DGDs Regionais – Norte, Sul, Leste e Centro-Oeste. Pela complexidade e extensão territoriais, há mais de um núcleo na mesma região: DGD Norte 1 e 2; DGD Leste 1, 2 e 3; DGD Sul 1, 2 e 3; e DGD Centro-Oeste 1 e 2. Cada um deles atende a um grupo de bairros, vinculados a uma ou mais Prefeituras Regionais. O modelo auxilia no planejamento e desenvolvimento conjunto de atividades, compatibiliza os recursos existentes com as necessidades de cada região e auxilia a estabelecer prioridades nos seus respectivos territórios.
Os DGDs atuam basicamente em três eixos:

Biodiversidade
Com o objetivo de ampliar e requalificar a arborização, as equipes efetuam plantio e manutenção de mudas e árvores em calçadas, áreas livres, corredores verdes e ao longo da rede hídrica na cidade, além de auxiliar na implantação e manutenção de hortas comunitárias. Também atuam em conjunto com o Departamento de Parques e Áreas Verdes (DEPAVE) em atividades realizadas dentro dos parques municipais.

Fiscalização Ambiental
As equipes de fiscalização ambiental atendem denúncias de pessoas físicas, de vários órgãos e entidades que tenham informações sobre infrações ambientais: danos à vegetação, emissão de poluentes atmosféricos (odor, fumaça, fuligem), deposição irregular de resíduos, lançamento de produtos indevidos em cursos d’água, contaminação do solo, entre outros.

Os especialistas aplicam a Lei Federal de Crimes Ambientais (clique aqui para ter acesso ao documento na íntegra). As penalidades, se confirmadas as infrações, vão desde multas simples até a suspensão total das atividades irregulares. Os DGDs atuam coibindo ocupações irregulares em Áreas de Proteção Permanente (APPs) e em áreas de mananciais, trabalhando em conjunto com projetos específicos de defesa ambiental, como a Operação Defesa das Águas (clique aqui para conhecer o projeto), Programa Córrego Limpo (clique aqui para conhecer o projeto) e a Operação Fogo Zero (clique aqui para conhecer o projeto).

Educação Ambiental
As equipes de Educação Ambiental são formadas por profissionais de diversas áreas de conhecimento. Esse seleto grupo técnico desenvolve atividades junto à população com base em sua realidade e demandas. Os educadores atuam no planejamento, implantação e acompanhamento de projetos de educação ambiental, participam de fóruns e grupos de trabalho que contribuem para a formulação de políticas públicas voltadas para questões socioambientais, de segurança alimentar e nutricional e de políticas de desenvolvimento urbano com ênfase na sustentabilidade. Também realizam o acompanhamento técnico-pedagógico de Projetos de Educação Ambiental contemplados pelo Fundo Especial de Meio Ambiente (FEMA). Clique aqui e saiba mais sobre o FEMA.

Os educadores ambientais estabelecem parcerias locais com o poder público e sociedade civil para realização das ações no território. A atuação também se dá de maneira integrada com os Conselhos Regionais de Meio Ambiente e Cultura de Paz e com a Universidade Aberta de Meio Ambiente e Cultura de Paz (UMAPAZ).

 

 

 Folder - Núcleos (arquivo pdf)