São Paulo ganha primeiro Centro de Esportes Radicais

Espaço fica localizado próximo a Marginal Tietê

No último sábado (26), a Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação realizou a abertura do primeiro Centro de Esportes Radicais da cidade São Paulo. Localizado na Avenida Presidente Castelo Branco, 5.700, no Bom Retiro, o espaço fica ao lado do Estádio Municipal de Beisebol Mie Nishi e da Marginal Tietê.

Com aproximadamente 38.500 m², o local possui ciclovia, pista de caminhada, uma Mini Ramp, pista para iniciantes; e a Pump track, um circuito com início, meio, mas nunca um fim, onde o praticante anda “bombeando”, sem impulsionar, apenas ganhando velocidade na medida em que passa pelos obstáculos.

Como o objetivo do Centro de Esportes Radicais é promover a prática esportiva de forma gratuita para todas as pessoas, a pista pump track foi divida em três níveis: para iniciantes; pessoas que nunca tiverem contato; a intermediária, destinada a quem já tem uma familiaridade e a avançada, para os praticantes com experiência.

João Henrique de Oliveira, de 26 anos, anda de skate há oito anos e falou sobre a importância de lugares como este para São Paulo: “Estávamos precisando de pistas assim para a cidade. É um lugar totalmente acessível para quem quer fazer algum tipo de esporte”.

Oliveira, que é deficiente físico, disse ainda que conheceu o esporte através dos amigos: “eles fizeram uma vaquinha para comprar meu primeiro skate”, revelou o skatista.

Além das pistas, há um espaço dedicado ao Parkour (esporte de obstáculos onde se usa apenas o movimento do corpo com objetivo explorar o ambiente utilizando técnicas de corrida, salto, equilíbrio e escalada). Entre os praticantes desta modalidade, estava o analista de sistema Rafael Oliveira, de 26 anos, que, enquanto saltava, acabou deslocando o braço - situação que acha normal. “Já me acostumei e não o vejo [o Parkour] como um esporte perigoso. Tem outros piores”, concluiu Rafael, que gostou bastante da variedade de movimentos que o espaço projetado possibilita.

O Centro de Esportes também conta com uma academia ao ar livre para terceira idade; ginásio de sumô; área de convivência para piqueniques e pausas para o lanche; praça para eventos variados, estação de ginástica especifica para alongamentos e um playground para crianças de até 12 anos.

Gustavo, de sete anos, estava aproveitando os equipamentos dedicados às crianças enquanto comentava que adorou o parkour: “aprendi hoje e já estou muito bom nesse esporte”, disse o pequeno que estava acompanhado do pai, Mario Vezzá Braga, de 37 anos.

 

O espaço funciona segunda a segunda, das 8 às 22 horas. A entrada e os equipamentos são gratuitos.
 

Confira mais fotos do evento no link: https://www.flickr.com/photos/secretariadeesportes