Ciclofaixas de Lazer da capital estão de volta

Prefeitura reativou o circuito com patrocínio da Uber, seguindo orientações da área de saúde

A partir do dia 19/07, domingo, a Prefeitura de São Paulo e a Uber trazem de volta as Ciclofaixas de Lazer na capital paulista. O prefeito Bruno Covas e a secretária municipal de Mobilidade e Transportes, Elisabete França, acompanharam a retomada das atividades na ciclofaixa de lazer da Avenida Paulista.

Segundo o prefeito Bruno Covas, a cidade conta com 117 km de ciclofaixas de lazer. “A Uber fez um investimento de quase R$ 12 milhões para que as ciclofaixas possam funcionar pelos próximos 12 meses aqui na cidade de São Paulo”, afirmou.

A iniciativa marca mais uma etapa da retomada das atividades na cidade em meio à pandemia do novo coronavírus. A reativação se somará aos esforços da Prefeitura de São Paulo para oferecer condições seguras tanto de mobilidade quanto de lazer nesse momento de flexibilização da quarentena, sempre em conformidade com as orientações das autoridades de saúde pública.

Sob o patrocínio da Uber, as Ciclofaixas de Lazer voltaram a operar nos mesmos trechos e horários de antes (clique aqui e veja o mapa das ciclofaixas). A empresa também oferecerá aos usuários todas as condições de segurança exigidas pelo Poder Público e a sinalização será complementada com mensagens de prevenção ao novo coronavírus.

Segundo o diretor da Uber, Ricardo Ribeiro, a recomendação é que os ciclistas utilizem os equipamentos de proteção individual. “Estamos cuidando da operação com um investimento para manutenção das ciclofaixas. A ideia é manter as ciclofaixas de lazer como a gente conhecia, mas com o nosso patrocínio a partir de agora”, explicou.

“Me sinto mais segura de utilizar a ciclofaixa com as divisões feitas pelos cones e com os monitores nos auxiliando com os bloqueios de acordo com o semáforo”, explicou Martha Silva, moradora da região.

As Ciclofaixas de Lazer de São Paulo são implementadas aos domingos e feriados, das 7h às 16h.

“Apesar de todo esse processo de flexibilização na cidade, nós ainda estamos enfrentando pandemia do coronavírus. Peço que as pessoas lembrem da utilização da máscara, evitem aglomerações e todas as recomendações que a gente tem feito continuam a valer também para as ciclofaixas de lazer. Elas nunca foram proibidas na cidade de São Paulo, mas não tínhamos nenhum patrocinador que queria colaborar. Agradeço a Uber por essa disposição”, disse o prefeito Bruno Covas.

Orientações da Prefeitura aos ciclistas

- O uso de máscara é obrigatório a todos, inclusive durante a prática de exercício físico

- Mantenha distância segura dos demais ciclistas

- Não compartilhe garrafas de água ou alimentos

- Sempre que possível, lave as mãos ou as higienize com álcool gel

- Em casa, tome banho e higienize suas roupas e seus equipamentos

Mais 173,5 km de vias para ciclistas

Até o fim do ano a capital ganhará mais 173,5 km de vias (ciclovias e ciclofaixas) para ciclistas, além dos 310 km que estão sendo requalificados.

“É um investimento para que a gente possa ter mais pessoas utilizando esse modal com a devida segurança que é necessária”, finalizou o prefeito Bruno Covas.

 

 

 

 

                                                                                                              Crédito das fotos: Sidnei Santos/SPTrans

Foto com MASP ao fundo e ciclofaixa de lazer com ciclistas no primeiro plano

 

Foto com agente da CET fazendo sinal de "pare" em primeiro plano, à esquerda, e motocicleta e ônibus aguardam liberação de passagem atrás da faixa de contenção, à direita da foto.

 

Foto de ciclistas de costas, pedalando na ciclofaixa de lazer
 


Imagem de ciclistas na ciclofaixa da Avenida Paulista

 

Em primeiro plano, à direita da foto, totens redondos com o logotipo da Prefeitura de São Paulo e da "ciclolazer sp", e ao fundo da foto está a ciclofaixa de lazer da Avenida Paulista.