Resgate e Cuidados com o Filhote

RESGATE
Caso não seja possível devolver o filhote aos pais, a ave deve ser encaminhada imediatamente a algum órgão competente. Para o transporte, utilize uma caixa de papelão fechada, com pequenas aberturas para o animal respirar. Procure não transportar aves em gaiolas, pois essa estrutura, muitas vezes, acaba ferindo os animais.
As instituições capacitadas para o recebimento destes animais são os Centros de Manejo de Fauna Silvestre. Eles se dividem em Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) ou em Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS).
A Prefeitura de São Paulo possui unidades para o recebimento destes animais nos parques Ibirapuera e Anhanguera. Antes de encaminhá-los, ligue para o telefone (11)3885-6669 ou (Whatsapp) (11) 96715-5424 e informe o ocorrido aos técnicos da Divisão de Fauna.


CUIDADOS COM O FILHOTE
Tenha sempre em mãos o contato das instituições responsáveis pelo manejo da fauna silvestre em sua região. Na impossibilidade de levar o filhote imediatamente aos órgãos encarregados, é importante o munícipe providenciar alguns cuidados até seu encaminhamento:
• Contenha o animal em um local adequado. Um pano limpo e macio pode ser útil nestes casos. É necessário manter os filhotes aquecidos, longe de correntes de ar, e ao mesmo tempo em local arejado e fora do sol.
• Mantenha disponível um pequeno recipiente com água e não force a alimentação da ave, pois ela poderá se sufocar. Mantenha animais domésticos, como cães e gatos, afastados. Após isso, informe-se por telefone com a Divisão de Fauna Silvestre sobre como proceder.