Toxocaríase Humana

 

 

 Larva de Toxocara canis 

 (Fonte: Magnaval, J. M. Lab. Parasitology, France) 
 

 

 

 O que é?

 Doença causada pelo Toxocara canis e Toxocara cati, ambos ascarídeos nematóides cujos hospedeiros definitivos são o cão e o gato. A Toxocaríase Visceral e a Toxocaríase Ocular são as principais formas clínicas. Acredita-se que a maioria dos casos de infecção seja assintomática.

Na Toxocaríase Visceral, a faixa etária mais acometida é de 1 a 5 anos e os principais sintomas são: febre, hepatomegalia, esplenomegalia, anemia, manifestações pulmonares, pneumonias, manifestações neurológicas, edema nos membros inferiores e manifestações cutâneas.

Na Toxocaríase Ocular, a faixa etária mais acometida é a partir dos 6 anos sendo o quadro clínico restrito ao olho, com diminuição da acuidade visual, hiperemia ocular, estrabismo, endoftalmia crônica, entre outros. 

Transmissão

Os ovos de Toxocara spp eliminados nas fezes de cães e gatos são muito resistentes, podendo permanecer viáveis no ambiente por vários anos. Uma das vias de transmissão é a ingestão de ovos infectantes diretamente através de contato com o animal infectado ou indiretamente no meio ambiente, através de mãos ou objetos contaminados com ovos larvados. 

Tratamento

Podem ser tratados os sintomas da doença ou aplicar-se especificamente drogas que atuem nas larvas, com objetivo de reduzir a carga larvária nos tecidos. 

Diagnóstico Laboratorial

Pesquisa de anticorpos em soro, líquor ou humor aquoso.

Ensaio imunoenzimático (ELISA): detecta anticorpos da classe IgG. Na Toxocaríase, níveis de anticorpos IgG e IgM podem permanecer elevados por longos períodos, portanto a IgM não é um bom marcador de fase aguda.

Resultado: 5 dias 

Interpretação

Valores de referência

  • Toxocaríase Visceral: título ≥ 320
  • Toxocaríase Ocular: título ≥ 160 

Envio Correto de Material

  • Material

o Soro (1ml)
o Sangue (5ml)
o Líquor (1ml)
o Humor Aquoso (1ml) 

  • Conservação/Transporte

o Soro, líquor e humor aquoso: refrigerado ou congelado
o Sangue: refrigerado 

Prevenção

  • Educação em saúde com conscientização da população sobre a importância da posse responsável de animais domésticos (não deixar o animal solto na rua, vacinar, vermifugar);
  • Tratamento de animais infectados;
  • Evitar o acesso de animais nos tanques de areia e áreas de lazer;
  • Recolher as fezes dos animais;
  • Realização de avaliação parasitológica da areia antes de ser colocada para uso em tanques de áreas de lazer freqüentadas por crianças e após, periodicamente (pelo menos de seis em seis meses);
  • Cobrir os tanques de areia com plástico resistente ou lona, principalmente à noite;
  • Revolver periodicamente a areia das partes mais profundas para as mais superficiais, assim como deslocar a que estiver em áreas sombreadas para as mais ensolaradas e vice-versa.

 

Veja também:

Preço dos Exames Laboratoriais;