Programação 2024

Vem conferir a programação do mês de junho no Arquivo Histórico Municipal

A programação pública do Arquivo Histórico Municipal no mês de junho de 2024 está repleta de eventos imperdíveis, com destaque para a nossa participação na 8ª Semana Nacional de Arquivos. Durante os dias 06, 07 e 08 de junho, teremos seminários, exposições, mesas redondas e oficinas, proporcionando uma rica troca de conhecimentos sobre a preservação do patrimônio documental.  

No sábado, dia 29 de junho, realizaremos o roteiro "Cenas de São Paulo em um Arquivo Vivo", com visitas aos espaços do Arquivo e uma exposição de acervo inédito. Além disso, o programa de visitação do Arquivo Histórico Municipal de São Paulo, realizado todas as terças, quintas e sábados, estimula diálogos com o acervo e o patrimônio edificado, explorando a cultura material e imaterial, bem como a história da administração pública. 

 

6/6/2024 - Quinta-feira 

Experiências de mediação com acervos documentais  |  das 10h às 12h30, no auditório

A mesa será um ambiente de diálogo sobre as possibilidades de práticas educativas com acervos documentais de diferentes instituições. Tendo o acesso, a difusão e a promoção de pensamento crítico como preocupações centrais, debateremos os desafios e potencialidades de cada acervo. Ao final convidaremos o público para uma vivência prática relacionada aos temas discutidos.  

Atividade com certificado para público presencial. 

Acessível em Libras e com transmissão ao vivo aqui. 

 

Exposição 100 anos da revolta Paulista  |  das 10h às 19h, na sala 26

No ano do centenário desse levante tenentista que abalou a cidade de São Paulo na primeira metade dos anos 20, o Arquivo Histórico Municipal selecionou diversos itens de seu acervo que reconstroem a memória de uma revolta militar esquecida por grande parte da população paulistana, com o objetivo de difundir seu acervo apresentando fontes históricas do evento encontradas nele, para favorecer e incentivar a pesquisa e lançar o olhar dos visitantes sobre este evento ocorrido na São Paulo dos anos 20.

Acesse o material extra da exposição clicando aqui

 

Seminário A Revolta Paulista de 1924 (mesa 1)  |  das 14h às 16h, no auditório

Em 2024 completa 100 anos "A Revolta Paulista de 1924", um levante militar organizado por jovens oficiais do Exército que faziam parte do movimento instaurado nos quartéis denominado Tenentismo. O levante paulista vinha na esteira de outro, realizado em 1922 denominado Os "18 do Forte de Copacabana". Os rebeldes pretendiam derrubar o governo de Artur Bernardes, pois não estavam contentes com os rumos tomados pelos civis enquanto líderes da república brasileira. A posta do presente Seminário é discutir as causas e as consequências daquele ato e tanto para a cidade de São Paulo quanto para o país.  

Atividade com certificado para público presencial. 

Acessível em Libras e com transmissão ao vivo aqui. 

 

Seminário A Revolta Paulista de 1924 (mesa 2)  |  das 16:30h às 18:30h, no auditório

Em 2024 completa 100 anos "A Revolta Paulista de 1924", um levante militar organizado por jovens oficiais do Exército que faziam parte do movimento instaurado nos quartéis denominado Tenentismo. O levante paulista vinha na esteira de outro, realizado em 1922 denominado Os "18 do Forte de Copacabana". Os rebeldes pretendiam derrubar o governo de Artur Bernardes, pois não estavam contentes com os rumos tomados pelos civis enquanto líderes da república brasileira. A posta do presente Seminário é discutir as causas e as consequências daquele ato e tanto para a cidade de São Paulo quanto para o país.  

Atividade com certificado para público presencial. 

Acessível em Libras e com transmissão ao vivo aqui.

 

7/6/2024 - Sexta-feira 

Exposição 100 anos da revolta Paulista  | das 10h às 19h, na sala 26

No ano do centenário desse levante tenentista que abalou a cidade de São Paulo na primeira metade dos anos 20, o Arquivo Histórico Municipal selecionou diversos itens de seu acervo que reconstroem a memória de uma revolta militar esquecida por grande parte da população paulistana, com o objetivo de difundir seu acervo apresentando fontes históricas do evento encontradas nele, para favorecer e incentivar a pesquisa e lançar o olhar dos visitantes sobre este evento ocorrido na São Paulo dos anos 20 

 

Live Festival Arquivo Aberto e a difusão no campo arquivístico  |  das 11h às 12h, online

A discussão abordará os potenciais e desafios enfrentados pelas instituições com vocação arquivística na difusão de seu patrimônio documental. Os convidados irão apresentar e debater modelos e projetos bem-sucedidos na promoção desse patrimônio junto à sociedade, incluindo o modelo inovador do Festival Arquivo Aberto do AHM. A mesa redonda será composta por Elisabete Ribas (IEB-USP), Thiago Nicodemo (Coordenador do Arquivo Público do Estado de São Paulo) e Guilherme Borba (Diretor do Arquivo Municipal de São Paulo)." 

Acesse a live aqui!

 

Os livros de emplacamento de São Paulo e seu uso na construção de um geolocalizador de endereços históricos  |  das 15h às 17h, no auditório

O geolocalizador de endereços históricos é uma ferramenta desenvolvida no contexto do Projeto "Pauliceia 2.0 - mapeamento colaborativo da história de São Paulo (1870-1940)". Seu objetivo é indicar no mapa a localização de endereços da cidade do começo do século passado, algo tão útil como inovador para a história urbana. A discussão pretende abordar a documentação histórica utilizada no desenvolvimento da ferramenta, constituída basicamente dos livros de emplacamento, sob a guarda do AHM. 

Atividade com certificado para público presencial. 

Acessível em Libras e com transmissão ao vivo aqui!

 

Exibição Entre Rios  |  às 17h30, no auditório

O documentário conta a história da cidade de São Paulo sob a perspectiva de seus rios e córregos. Até o final do século XIX esses cursos d’água foram as grandes fontes da cidade. Hoje, escondidos pelas canalizações, passam despercebidos pela maioria dos paulistanos. Mas, na época de chuvas, a cidade para quando as enchentes mostram a face soterrada da natureza local. 

Entre Rios fala sobre o processo de transformação sofrido pelos cursos d’água paulistanos e as motivações sociais, políticas e econômicas que orientaram a cidade a se moldar como se eles não existissem. A boa notícia é que a cidade, assim como os rios, está em constante transformação e pode tomar novos rumos dependendo dos valores e anseios de sua sociedade. 

Entre Rios, dir. Caio Silva Ferraz, Brasil, 2009, 25 min, livre 

Direção: Caio Silva Ferraz | Produção: Joana Scarpelini |Edição: Luana de Abreu, Fred Siviero | Animações: Lucas Barreto, Peter Pires Kogl, Heitor Missias, Luis Augusto Corrêa, Gabriel Manussakis, Heloísa Kato, Luana Abreu. 2009" 

 

8/6/2024 - Sábado 

Oficina de acondicionamento com técnica origami  |  das 14h às 16h, na sala 26

[VAGAS ESGOTADAS]

A oficina apresentará a técnica milenar do Origami, que envolve dobrar e estruturar o papel sem a utilização de outros materiais. Esta técnica será explorada como uma possibilidade de criação de objetos de acondicionamento. Durante a atividade, além de discutir o contexto da conservação na instituição, a oficina terá como objetivo a criação de embalagens do tipo ""caixa"" para o armazenamento de slides e outros pequenos itens ou documentos. 

Ministrante: Gabriela Gagliani, conservadora da Supervisão de Conservação do Acervo do Arquivo Histórico Municipal de São Paulo." 

Para inscrição gratuita acesse aqui!

 

29/06 - Sábado 

ROTEIRO CENAS DE SÃO PAULO EM UM ARQUIVO VIVO 

O Roteiro é uma opção para quem deseja conhecer todas as exposições do AHM numa super visita mediada. Ele é formado pelas seguintes etapas: 

Exposição Acervo e Conservação: exemplares do AHM, com documentos originais do acervo que percorrem a construção da cidade de São Paulo e suas transformações até os tempos atuais; 

Exposição Atas da Câmara (1555-1899): dos documentos do passado ao território do presente, um conjunto de obras com os documentos mais antigos da América Latina; 

Visita ao laboratório de conservação e restauro do AHM; 

Visita à Biblioteca do Arquivo, especializada em temas relacionados à cidade; 

Ocupação Arquivo Vivo que aborda reflexões para uma atualização da função social dos arquivos na contemporaneidade. 

A participação no Roteiro Cenas de São Paulo em um Arquivo Vivo é feita através de agendamento prévio. A visita guiada é presencial, e feita em grupos de no máximo 15 pessoas. 

Em junho: sábado 29/06  

Para inscrição gratuita clique aqui!

 

Todas as terças, quintas e sábados 

VISITAS PATRIMONIAIS | para pessoas ou pequenos grupos com interesse no patrimônio edificado e curiosidade sobre as práticas de arquivo. 

O programa de visitação do Arquivo Histórico Municipal de São Paulo estimula diálogos com o acervo e o patrimônio edificado, a cultura material e imaterial e a história da Administração Pública. O Núcleo Educativo realiza propostas de investigação a partir de experiências de mediação para sensibilizar e aproximar os diferentes públicos da documentação, memória e história da cidade de São Paulo. 

Visitas presenciais - individual ou em grupo* (máximo 10 pessoas) 

Dias e horários: terças (14h30), quintas (10h30) e sábados (10h30 e 14h) - duração de aproximadamente 1h30. 

Para retirada gratuita de ingressos clique aqui!

Observação: Caso a data que possui interesse não esteja disponível, significa que neste dia e horário o agendamento de grupos já foi solicitado ou o núcleo educativo possui outra atividade programada. Neste caso, orientamos que escolha outra data de seu interesse. 

 

Vem pro AHM!

Para mais informações acesse nosso perfil no Instagram!