Ocupação: Movimento Cultural Ermelino Matarazzo

O Movimento Cultural Ermelino Matarazzo irá realizar atividades artísticas culturais em novembro na Biblioteca Rubens Borba Alves de Moraes.

Biblioteca Rubens Borba Alves de Moraes

Slam Fluxo convida – Especial Mês da Consciência Negra

Slam Fluxo convida – Especial Mês da Consciência Negra
Poetry Slams são encontros de poesia onde há performances de poesia, geralmente em forma de competição. Nos formatos mais comuns, acontecem em 3 rodadas, com poesias autorais de até três minutos, com notas de zero a dez. Com algumas particularidades, surge o Slam Fluxo, trazendo uma abordagem diferente para o sistema de notas. Nesta batalha as poesias são julgadas por meio de cores (vermelho, amarelo e verde), como o sistema de um semáforo. As edições fixas acontecem mensalmente na Ocupação Cultural Mateus Santos, localizada em Ermelino Matarazzo, Zona Leste de São Paulo. Em novembro, mês da consciência negra, o Slam Fluxo fará uma edição especial. Nosso time contará somente com artistas negros, representados pelos poetas Beká e Andrio Candido e os convidados musicais Beto Bongô e Guilherme Theodoro.
Dia 5 de novembro às 14h30

Ei, Erê – Roda de Cânticos com Berimbau 

Ei, Erê – Roda de Cânticos com Berimbau
“Ei, Erê” é uma atividade lúdica que busca introduzir as crianças aos elementos da capoeira regional contemporânea, aproximando-as deste universo por meio de cânticos e do berimbau. A atividade é promovida pelo professor Éder, integrante do grupo Nagô Iê Brasil, e outros capoeiristas que realizam atividades na Ocupação Cultural Mateus Santos desde abril de 2019 sempre às segundas e quintas-feiras.
Dia 16 de novembro às 14h

Cânticos que Encantam

Cânticos que Encantam
O projeto “ Cânticos que encantam” é uma proposta musical de voz e percussão interativo com performance corporal e brincadeiras com muita interatividade com o público, inspirado em algumas expressões culturais existentes em nosso país, como: Ciranda, afoxé, maculelê, capoeira, coco de roda, samba de roda, jongo, samba reggae, puxada de rede, percussão corporal, dança de rua, cacuriá, brincadeiras e bumba meu boi. O trabalho é concebido para ser realizado em espaços alternativos, como áreas de convivência, pátios, praças, ruas ou teatros onde o público possa ter acesso ao palco. O que mais nos interessa nesse trabalho é proporcionar integração, interação, valorizar a espontaneidade, a oralidade e as ações coletivas que são princípios básicos dessas expressões da cultura brasileira, que, por sua vez, potencializam o diálogo entre as culturas, proporcionando um espaço democrático de aprendizado. Estes espaços de encontro, trocas e socialização proporcionados pelos cantos e brincadeiras populares se mostra potente e revelador de processos tradicionais de ensino e aprendizado. Proporcionando ao público infantil, infanto-juvenil, educadores, pesquisadores e público em geral, uma releitura de algumas formas de expressões e manifestações populares brasileiras.
Dia 19 de novembro às 14h30

Brincando com a natureza

Brincando com a natureza
Uma oportunidade de estabelecer vínculos primários, criar novos significados, dar vida àquilo que consideramos já morto, funcionando como um protagonista gentil aos processos simbólicos e nos mostrando a intimidade quase imperceptível de nossa vida cotidiana com a natureza. A vivência é idealizada sob a perspectiva da pedagogia Reggio Emília, que tem como prioridade a primeira infância, reconhecendo a criança em suas múltiplas potencialidades diante de amplas linguagens, baseando-se no empenho, na pesquisa e na experimentação. Sob essa perspectiva, temos como objetivo valorizar a criança como agente transformador do meio e situá-la como fazedora de fenômenos, sendo a manifestação artística a conclusão dos processos cotidianos do conhecimento. A vivência se dá em dois momentos. No primeiro, utilizamos a contação de histórias como ferramenta, por meio da Dramatização do Conto “A Árvore Generosa”. Em seguida, as crianças são divididas em grupos e são oferecidos materiais para que possam desenvolver artisticamente, por meio de diversas modalidades de artes plásticas, suas impressões e experiências. Entre os materiais, estarão elementos da natureza, como folhas, galhos, tintas orgânicas, entre outros. Todos os materiais serão levados pela própria mediadora da atividade.
Dia 5 de novembro às 14h30
Dia 16 de novembro às 14h
Dia 19 de novembro às 14h30
Dia 30 de novembro às 14h

Biblioteca Rubens Borba Alves de Moraes
Rua Sampei Sato, 440 Ermelino Matarazzo - 03814-000 São Paulo, SP Tel.: 11 2943-5255
Veja aqui como chegar à biblioteca