Armadilhas para o Combate da Dengue e Demais Arboviroses

Saiba Mais!

  


ARMADILHA DE AUTO DISSEMINAÇÃO DE LARVICIDA: Estratégia de Supressão Populacional de Aedes aegypti


A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), por meio da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (COVISA), adquiriu 20 mil armadilhas de autodisseminação de larvicidas, desenvolvidas para combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, que começaram a ser instaladas na quarta-feira (12/04/2023).

Saiba como foi o início das instalações das armadilhas de combate à dengue na capital!

 

 

Os equipamentos serão montados para que as fêmeas do Aedes aegypti (responsáveis pela disseminação da doença), após contato com o larvicida das armadilhas, distribuam o produto em seus criadouros a fim de eliminar o mosquito ainda em estado larval, não permitindo que ele se desenvolva para sua fase adulta.

 

FONTE: Biovec

O larvicida utilizado nas armadilhas não afeta a saúde humana nem dos animais domésticos e tem liberação da Organização Mundial da Saúde (OMS), além de registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Com tecnologia e recursos inovadores, o equipamento é uma nova estratégia que se somará às demais do Plano Municipal de Enfrentamento da Dengue e Demais Arboviroses, como os equipamentos de nebulização veicular, visitas casa a casa, entre outras atividades específicas.  

Clique na imagem para saber mais informações sobre o Plano Municipal de Enfrentamento da Dengue e Demais Arboviroses:

Clique na imagem para saber mais informações sobre as ações de combate a dengue e demais arboviroses no Município de São Paulo : 


LOCAIS DE INSTALAÇÃO


A instalação das armadilhas, na Cidade de São Paulo, será feita pelas equipes das Unidades de Vigilância em Saúde (UVIS), da COVISA, nas seis Coordenadorias Regionais de Saúde (CRSs), nas áreas com histórico de maior incidência de casos de dengue nos últimos anos, como Brasilândia, Jardim Ângela, Raposo Tavares, Sacomã, Itaquera e Santa Cecília. 

 

 

FONTE: DVZ/COVISA       

Clique para acessar os mapas dos DAs de implantação: 


INSTALAÇÃO DAS ARMADILHAS 


A instalação das armadilhas será feita pelas equipes, pelos Agentes de Controle Endemias e pelos técnicos, das Unidade de Vigilância em Saúde (UVIS), da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa).

Para acessar o termo de orientação e consentimento para a instalação das armadilhas nos imóveis basta clicar na imagem abaixo:


CAPACITAÇÕES 


A prefeitura de São Paulo realizou capacitações para as equipes técnicas de campo para execução do projeto em 16 de fevereiro e um treinamento prático nos dias 23 e 24 de março:


LISTA DE DOCUMENTOS


 Arquivos para operacionalização do projeto

 

Instruções de distribuição de armadilhas GAT Ovitrapa 2023

Orientação mapas armadilhas disseminadoras 2023

Orientação mapas GAT Ovitrapas

Projeto armadilhas disseminadoras 2023 da prioritários capacitação V2

Roteiro instalação armadilhas disseminadoras ADI 2023

Roteiro instalação armadilhas Ovitrapas 2023

Roteiro resumido instalação disseminadoras

Termo autorização armadilha disseminadora 2023

Termo autorização Ovitrapa e GAT 2023

Termo retirada posse tablet modelo COVISA 2023

 


SAIBA MAIS!


Clique saber mais informações sobre: