SMPED

Site da Secretaria da Pessoa com Deficiência atinge 99,5% de acessibilidade na web

O processo de reformulação também irá atingir as demais secretarias municipais.

O site da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência passa por reestruturação e atinge 99,5% de acessibilidade, segundo o Avaliador e Simulador de Acessibilidade em Sítios (ASES) do Governo Federal. Com isso, a página passa a cumprir da Lei Brasileira de Inclusão, Art. 63 – Acesso a Informação e Comunicação.


  

Novo site da SMPED

Isto significa que a plataforma não impede que pessoas com deficiência naveguem utilizando dispositivos de tecnologia acessível, como leitores de tela, teclado, monitoramento pelos olhos, entre outros.

Com um layout mais limpo e informações importantes em destaque, a nova página facilita a navegação de usuários com deficiência, com os recursos de contraste, favorecendo pessoas com baixa visão, idosos e daltônicos. “Estamos trabalhando para garantir a acessibilidade em todas as páginas da prefeitura de São Paulo. Também vamos lançar o Selo de Acessibilidade Digital, que vai qualificar as páginas na web, sejam do governo ou do setor privado, que possuam os recursos acessíveis”, explica o Secretario Municipal da Pessoa com Deficiência, Cid Torquato.

No site da SMPED (prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/pessoa_com_deficiencia), o usuário encontra diversas informações sobre o trabalho desenvolvido pela pasta. Há, também, um espaço para divulgação dos serviços disponíveis voltados a pessoa com deficiência, como informações sobre o Bilhete Único Especial e o Atende.
Outras secretarias municipais já estão em processo de adequação de suas páginas, caso das Secretarias de Comunicação, Inovação E Tecnologia, Gestão, Direitos Humanos, Habitação, entre outras. Todas passarão a ser acessíveis a pessoas com deficiência.
 

CPA- Digital

Entre as metas da gestão do prefeito João Doria, está a criação da Comissão Permanente de Acessibilidade Digital (CPA- Digital), setor que será vinculado a SMPED, que garantirá a acessibilidade digital. Ainda em fase de planejamento, este órgão irá justamente avaliar a acessibilidade de aplicativos, sites e da web em geral.
As diretrizes da CPA Digital será o Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico (eMAG), com o avaliador do ASES. Ele extrai o código HTML (url, arquivo ou código fonte) de uma página web e faz a análise do seu conteúdo.