Share

Hoje tem Espetáculo

"Hoje tem Espetáculo” convida o público a espiar pela cortina a fabulosa e espetacular aventura do circo no Brasil, ao longo de quase duzentos anos, desde a sua chegada, no raiar do século XIX, até os dias de hoje.O circo brasileiro foi constituído por famílias circenses, vindas em sua maioria da Europa, que aqui se estabeleceram, e que quando começaram a viajar pelo país com seus circos de lona (que o povo deu o nome de Circo de Cavalinhos - expressão exclusiva do nosso idioma que atesta a importância do cavalo no espetáculo de então), foram incorporando artistas e culturas das regiões por onde passava, diluindo o caráter internacional do circo em criações locais. O processo de abrasileiramento do circo acabou por gerar um novo tipo de espetáculo circense, o Circo-Teatro, que apresenta circo na primeira parte e teatro na segunda. Mas o tempo do teatro, assim como aconteceu com o dos cavalinhos, passou. E o circo passou a ser então Circo de Variedades, em meados dos anos 1960, até que um novo conceito de circo, o Circo Escola, começou a ser difundido. Essa é uma época em que muitas famílias tradicionais se afastaram definitivamente do circo, e os circenses, perplexos com a mudança dos tempos, e conscientes de que uma arte não sobrevive sem seguidores, passaram a apontar a necessidade de escolas de circo no Brasil. E quando essas escolas se tornaram realidade, a partir de 1978, surgiram com elas outros conceitos de circo como Circo Novo e Circo Social. Todos esses e também outros circos estão presentes na exposição Hoje tem Espetáculo. No térreo, encontra-se o núcleo Artes do Circo, que tem como destaque as maquetes do mestre Maranhão. Na sobreloja, o espaço está organizado em duas alas: Área de Convivência, destinada a eventos, palestras e debates e Área Expositiva, onde são apresentados os núcleos Destaques, homenagem a artistas que se sobressaíram no circo brasileiro, Linha do Tempo e Saberes do Circo – grande maquete mostrando os processos de arquitetura, cenário, gastronomia, transporte e artes gráficas do circo. Importante ressaltar que esta exposição é resultado de uma pesquisa que ainda está em andamento. O levantamento da história do circo no Brasil, respeitável público, apenas começou.

Verônica Tamaoki - curadora da exposição Hoje tem Espetáculo, fundadora e coordenadora do Centro de Memória do Circo.