Telecentros

Há 16 anos, os Telecentros surgiram como o primeiro programa de inclusão digital da cidade de São Paulo. Na época, 90% da população não tinha acesso à internet. Desde então, iniciou-se uma disseminação de acesso aos computadores, celulares e outros equipamentos, como os tablets. Apesar disso, verifica-se ainda a relevância dos Telecentros, principalmente nas áreas de alta vulnerabilidade social.

Com 164 mil atendimentos mensais, em média, os 137 Telecentros contribuem para promover o desenvolvimento humano, econômico e social por meio do uso da linguagem digital como elemento básico para o exercício da cidadania. Além disso, possibilitam que a inovação seja acessível a todos os cidadãos, dando-lhes a oportunidade para que produzam, consumam e aprendam pelas ferramentas de tecnologia e inovação utilizando ferramentas digitais. A inclusão digital se completa com a integração e convergência com programas como Fab Lab Livre SP e WiFi Livre SP.