Logo SMDHC

São Paulo é novo membro da Rainbow Cities Network

Anúncio aconteceu nesta sexta (9), durante mutirão para mudança de nome social de transexuais

 

Foi confirmada a associação do município na Rainbow Cities Network (RCN), rede internacional de governos locais para o combate à discriminação e à homofobia e pela promoção dos direitos da população LGBT. São Paulo foi a 31ª cidade a se associar à rede, sendo a primeira da América do Sul.

A rede busca promover o intercâmbio de experiências, intervenções e iniciativas em políticas LGBT, tendo em vista que por meio desse canal as cidades podem aprender da experiência e das boas práticas de outras, visando aumentar o impacto e eficácia das políticas locais dessa temática. A Rainbow Cities se reúne anualmente, sempre em uma cidade diferente.

A relação da SMDHC com a RCN foi consolidada em Amsterdam (cidade-sede da rede) em agosto desse ano, quando a Secretaria foi convidada pela prefeitura holandesa a participar da parada LGBT da cidade. Na ocasião, a entrada da PMSP na rede foi fortemente encorajada.

O processo de adesão à RCN se dá por meio de assinatura de memorando de entendimento e envio de resumo sobre as políticas LGBT implementadas pelo governo local. Esses documentos passam pela avaliação dos demais membros da rede que aprovam a adesão da nova cidade. São Paulo foi aprovada por unanimidade.

Saiba mais sobre a Rainbow Cities Network

 

LGBT nas relações internacionais

A adesão de São Paulo à Rainbow Cities Network não é a primeira atividade internacional da temática. Em 2014, o Alto Comissariado das Nações Unidas para Direitos Humanos (ACNUDH) lançou no Brasil, em parceria com a SMDHC, a campanha Livres e Iguais, para aumentar a conscientização sobre a violência e a discriminação a população LGBT.

Recentemente, o Programa Transcidadania foi selecionado para se apresentar no Congresso da Associação Internacional de Cidades Educadores (AICE) em Rosário (Argentina), integrando também seu banco online de melhores experiências.

As políticas LGBT do município já tiveram repercussão internacional por meio de diferentes canais de notícias como o El Pais e o The Guardian.