Seu navegador não suporta javascript!
Barra de Impressão

Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania


  • Início
  • Secretarias
  • Direitos Humanos / Notícias


    08/02/2017 11h50

    Secretaria afirma que é preciso desburocratizar o incentivo a doações

     Secretária de Direitos Humanos durante coletiva de imprensa na Prefeitura de São Paulo 

    Responsável por gerenciar uma espécie de “fundo” com doações de integrantes da administração municipal para entidades do terceiro setor, a Secretária de Direitos Humanos e Cidadania, Patrícia Bezerra, ressaltou a importância das doações para a manutenção dos trabalhos das entidades sociais. Na segunda-feira, o prefeito João Dória repassou o primeiro salário à Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD). O chefe de gabinete de Dória, Wilson Pedroso, também fez uma doação de R$ 200, por ter atrasado mais de 15 minutos em uma reunião com secretários, como foi anunciado pelo prefeito no início do mandato. A doação também saiu do bolso do secretário.

    Durante a entrega dos valores à AACD, Patrícia Bezerra enfatizou que as maiores parceiras do poder público para o atendimento das demandas sociais são as ONGs. “Nós chegamos a um nível de demandas tão elevado, que nós, como Poder Público, não temos capacidade de absorver sozinhos”, disse.

    “Hoje, sabemos que para atender as demandas sociais de saúde, por exemplo, as atividades que há 10 anos eram divididas entre 80% de subvenção e 20% de contrapartidas, hoje foram elevadas para até 50% de compensação pelas entidades. Não há mais como fazermos um trabalho do porte e da qualidade do que é feito pela AACD, sem uma contrapartida alta, que envolva mais do que é recebido em forma de subvenção. Por isso, o incentivo a doações precisa ser desburocratizado no país. Temos vias que ainda são muito complexas”, explicou.

    Doações

    Por ser uma instituição privada e sem fins lucrativos, a AACD depende de doações para manter o trabalho, que se tornou referência mundial no tratamento de pessoas com deficiência física. Em seus 67 anos de existência, foram feitos mais de 20 milhões de atendimentos. No total, 2 mil colaboradores e 1.700 voluntários ajudam a manter o funcionamento de todos os serviços prestados pela associação.

    A doação do prefeito foi de R$ 17.948,00, correspondente ao valor de seu salário líquido.

    No próximo mês, a doação do salário do prefeito e das multas por atraso será destinada ao Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (GRAAC).

     

     

     

     

     


    • Copyright
    • SAC