ACERVOS ESPECIAIS - MÚSICA

A Discoteca Oneyda Alvarenga do Centro Cultural São Paulo possui um acervo de discos (33 e 78rpm), CDs, livros, partituras e hemeroteca. Sua coleção de música brasileira e estrangeira, de diferentes gêneros, é resultado da política cultural idealizada e iniciada por Mário de Andrade, que visava integrar o erudito ao popular. A coleção brasileira, com cerca de 20 mil discos 78rpm e em torno de mil títulos de partituras, está sendo digitalizada. Todo o acervo está disponível para consulta e audição. Alguns registros sonoros também podem ser copiados para fins de pesquisa. As partituras estão disponíveis para empréstimo, mediante matrícula do usuário.

Rua Vergueiro, 1000 (Estação Vergueiro do Metrô)
Fone: 11 3383-3471
Horário de funcionamento: de terça a sexta, das 10h às 20h; sábados, domingos e feriados (exceto Carnaval e Páscoa), das 10h às 18h.
Atenção: A consulta a audições só será permitida até 1 hora antes do término do expediente e a entrada de usuários, até 30 minutos antes do fechamento da Discoteca.
Informações: 3397-4071 ou pelo e-mail discoteca@prefeitura.sp.gov.b
r




A Biblioteca Cassiano Ricardo,
temática em música, adquiriu 500 novos títulos sobre o tema. O acervo impresso foi selecionado seguindo a orientação do curador do núcleo, o compositor e professor universitário Walter Garcia e foi planejado com o intuito de atender aos vários interesses que se ligam à música, contemplados a partir de dois eixos pelos quais a música realiza-se no nosso dia-a-dia. De um lado, coloca-se o ensino musical, a prática (profissional ou amadora) e a pesquisa (acadêmica ou mesmo diletante). De outro, as três formas diversas por meio das quais as músicas se produzem e são ouvidas: a canção e a música popular-comercial, a canção e a música popular de tradição oral e a música de tradição erudita.

Dessa forma o acervo contempla:
  • Livros e revistas acadêmicas e comerciais com ensaios importantes sobre estética musical, canção popular-comercial brasileira, música erudita e música popular de tradição oral;
  • Crônicas e biografias (pesquisas históricas, sociológicas ou jornalísticas);
  • Análises e interpretações;
  • Produções dos cancionistas (incluindo obras literárias, ensaios, etc., todas fundamentais para o estudo dos artistas);
  • Livros de partituras e Songbooks;
  • História, biografias e análises de música de tradição erudita (brasileira ou não);
  • Canção e música popular-comercial de outros países;
  • Teoria e prática musical;
  • Composições para teatro e cinema;
  • Dicionários e enciclopédias;
  • Crítica e teoria estética;
  • História e sociedade brasileira.

Acervo Sonoro de Música

São quase 30 mil fonogramas gravados entre o começo do século 20 e meados dos anos 1960. É uma amostra significativa do período que, além de chamado “época de ouro”, tem como diferencial as gravadoras brasileiras das décadas de 1950 e 1960 (Mocambo, Todamérica, Elite Especial, Star, Sinter, etc...) que abrangem a fase embrionária do Rock no Brasil pré jovem Guarda e Bossa Nova. Essas obras são uma cópia em CD do acervo de música brasileira gravada em discos de 78 rotações da Discoteca Oneyda Alvarenga do Centro Cultural São Paulo. Entre as raridades do acervo estão composições de Pixinguinha e canções do início das carreiras de Elis Regina e Roberto Carlos.
Há ainda uma pequena coleção de CDs e DVDs mais contemporâneos para consulta local. Não é permitido empréstimo e reprodução do acervo sonoro.


Pesquise no catálogo online do Sistema Municipal de Bibliotecas

Endereço: Av. Celso Garcia, 4200
Tatuapé - 03064-000 São Paulo, SP
Tel:  11 2092-9952 
Horário: 2ª a 6ª feira das 10h às 19h e sábado das 9h às 16h

logo SMB