RAIVA HUMANA

Unidades de referência para profilaxia

UNIDADES DE SAÚDE DE REFERÊNCIA

 Em caso de acidente

Qualquer Unidade de Saúde pode realizar o primeiro atendimento com avaliação e análise de critérios de risco. Nos casos com indicação de tratamento (vacina ou soro), o médico fará o encaminhamento para uma das unidades de referência que fazem a aplicação. 

Consulte aqui as Unidades de Referência Pós-Exposição a partir de 20/12/2022

(clique na figura para fazer download) 

*A partir do dia 20/12/2022, o Município de São Paulo estará realizando plano de estratégias de contingência para otimização do uso dos imunobiológicos, soro antirrábico (SAR) e imunoglobulina antirrábica humana (IGHAR), indicados em algumas condutas de acidentes com animais potencialmente transmissores do vírus da raiva.

De acordo com o ofício circular Nota técnica Nº 134/ 2022-CGZV / DEIDT/ SVS/ MS, estas medidas foram solicitadas em caráter excepcional, para atender a demanda nacional.

Da mesma forma, visando centralizar, ainda mais, a utilização dos imunobiológicos, o município determinou que, temporariamente, manterá somente 4 unidades de referência para aplicação de SAR e IGHAR.

Importante enfatizar que em acidentes com cães e gatos, a vítima deve informar ao serviço de saúde se o animal pode ser observável pelo período de 10 dias, ou, se logo após o acidente, o animal for a óbito, informar aos serviços de saúde para possibilidade de remoção para o diagnóstico de raiva animal.

Em casos de adentramento de morcegos ou se encontrados em situação anormal (voando durante o dia, caídos no chão, pousados em muros ou paredes ou mortos), não manipular, nem tocar ou segurar o animal. Colocar caixa, balde ou pano em cima para contê-lo de forma segura e entrar em contato com 156 imediatamente informando o ocorrido, para a prefeitura proceder com a remoção do animal e, posterior, diagnóstico de raiva.  


 

IMPORTANTE! Não falte ou abandone o tratamento, mesmo que as feridas sejam superficiais. O tratamento completo é a garantia do sucesso na prevenção da doença.

CONTRAINDICAÇÃO: A vacina não tem contra indicação. Indivíduos imunodeprimidos, gestantes, em lactação podem receber o tratamento. 

 

Profissional de Saúde - Prevenção
Você que é profissional, previna-se! Consulte aqui as Unidades de Referência Pré-Exposição