Áreas de Abrangência das unidades básicas de saúde do município de São Paulo

Definição | Territórios | Processo de Atualização | Mapa dinâmico |

Camadas geográficas | Geowebservice | Mapas em PDF | Dados e informações

 

 

Definição

Consta como diretriz na Portaria Nº 2.436, de 21 de setembro de 2017 que aprova a Política Nacional de Atenção Básica1, estabelecendo a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) e na Portaria de Consolidação Nº 2, de 28 de setembro de 2017 que consolida as normas sobre as Políticas Nacionais de Saúde do Sistema Único de Saúde: definida como área de corresponsabilidade entre a população e o Poder Público, é o espaço de atuação da Unidade Básica de Saúde.

Leva em conta o perfil e as necessidades da comunidade, por isso é o “território vivo” onde as equipes de Saúde e de Saúde da Família tem a responsabilidade frente a questões sanitárias, ambientais, epidemiológicas, culturais e socioeconômicas, contribuindo por meio de intervenções clínicas e sanitárias nos problemas de saúde da população com residência fixa, os itinerantes ou trabalhadores da área adstrita.

Em suma, a área de abrangência de UBS (AA-UBS) é o território delimitado de referência da Unidade Básica de Saúde, sendo esta responsável pelo atendimento e encaminhamento das demandas locais com foco na atenção integral à saúde, atuando em rede com os demais equipamentos de saúde do Sistema Único de Saúde seguindo diretrizes operacionais sob a gestão da Coordenação de Atenção Básica, de forma descentralizada, por meio das Supervisões Técnicas de Saúde e Coordenadorias Regionais de Saúde.2

 

1 BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria Nº 2.436, de 21 de setembro de 2017. Disponível em: https://bit.ly/3b9iSvd

2 SÃO PAULO, Secretaria Municipal da Saúde. Diretrizes operacionais - Fortalecendo a Atenção Básica no Município de São Paulo, janeiro/2016. Disponível em: https://bit.ly/3cNE0az

 

Início 

 


 

Territórios

A configuração destes territórios deve considerar:

 

  • critérios demográficos e socioeconômicos, assistenciais, epidemiológicos, entre outros, que ajudem a caracterizar a população residente;

  • a alteração dos limites desencadeia ações nos diversos níveis da administração (por exemplo, no nível local, a transferência de prontuários e o (des)cadastramento de famílias na ESF);

  • a digitalização das AA-UBS, por meio de técnicas de geoprocessamento, permite a associação com diversas bases de dados, entre elas a base de nascidos vivos, mortalidade, internações hospitalares SUS e COVID-19/SG e SRAG;

  • a organização de programas e ações estratégicas que se utilizam do recorte territorial local para organização da cobertura (EMAD, triagem neonatal, comitê de mortalidade infantil, entre outros);

  • a disponibilização para o público em geral, no Portal da Prefeitura de São Paulo, do aplicativos Consulta UBS e Busca Saúde que tem como principal objetivo a localização de estabelecimentos ou serviços de saúde públicos municipais, dentre os quais a identificação da AA_UBS de acordo com o endereço de residência.

 

Na busca do aprimoramento constante do processo e de seu fluxo de informações, é fundamental que tal processo e seu cronograma sejam de amplo conhecimento entre os profissionais das CRS, STS, estabelecimentos de saúde, instituições parceiras e conselhos gestores, a fim de atribuirmos para além da qualidade, agilidade e legitimidade, a responsabilidade entre todos os envolvidos.

  

 

Início 

 


 

Processo de produção / atualização

Nesse sentido, a produção da camada geográfica com a delimitação das Áreas de Abrangência de cada UBS, a partir de atualização feita pelos gestores dos estabelecimentos, as Supervisões Técnicas de Saúde, Coordenadorias Regionais de Saúde e a Coordenação de Atenção Básica da SMS-SP, deve utilizar o conjunto de dados cartográficos do GEOSampa / Mapa Digital da Cidade de São Paulo de forma a atender o Decreto Municipal 57.770 de 03 de julho de 2017.

O conjunto de informações produzidas pelos mais diversos órgãos da Prefeitura de São Paulo e disponibilizadas a partir da infraestrutura municipal de dados espaciais (IMDE), as informações de outras instituições e as aplicações de geotecnologias abertas e proprietárias da SMS-SP, permitem a geração de informações nesta granularidade espacial.

Para além de subsidiar o fornecimento de mapas para visualização destas sobre o território, como a localização de eventos, redes de serviços, uso e ocupação do solo, situações de risco, áreas contaminadas, favelas e outros assentamentos precários, estabelecimentos sociais e outras de interesse, a adoção destes territórios como unidade de análise para diagnósticos e estudos propiciando maior detalhamento e evidenciando desigualdade e inequidades. Para a gestão da assistência e/ou vigilância à saúde, a organização do território permite a construção de tecnologias que permitam a atribuição da UBS à um evento a partir de seu(s) endereço(s) de forma ágil e oportuna para as ações e providências previstas.

Objetivos

  1. Instrumentalizar os gestores locais com mapas das Áreas de Abrangência em base cartográfica.

  2. Instrumentalizar os gestores locais com informações demográficas e socioambientais oriundas do Censo Demográfico (IBGE).

  3. Viabilizar o cálculo de Indicadores socioambientais, demográficos, epidemiológicos, de estrutura e produção por Área de Abrangência de UBS.

Periodicidade

Atualmente a periodicidade das alterações nos limites das áreas é bianual, realizada de forma sistematizada em processo descentralizado para todo o município de forma que seja garantida a representação temporal daquela configuração para análises e estudos.

Estes processos de revisão demandam um grande esforço por parte dos muitos atores envolvidos e resultam em impactos operacionais importantes como a transferência de prontuários, além das modificações nos dados elaborados e atribuídos para cada área em diversos sistemas que fazem uso desta unidade de análise.

O último processo, concluído na 1ª semana de julho/2022, levou em torno de oito meses de duração e, utilizando as tecnologias disponíveis atualmente na SMS, teve participação de técnicos atuando na digitalização e padronização dos dados informados pelos níveis descentralizados, em mapas impressos ou digitalmente por meio de softwares GIS.

Aos profissionais interlocutores, são disponibilizados os instrumentais de apoio ao processo, incluindo material de orientação técnica em geoprocessamento e ferramentas digitais de territorialização e suporte para desempenho das atividades previstas. Estas e outras informações acerca do processo podem ser acessadas no Portal da Revisão das Áreas de Abrangência 2021/2022 ou clicando na imagem abaixo. 

 

 

 

Início 

 


 

Mapa com a delimitação das áreas de abrangência de UBS

Ferramenta desenvolvida para visualização dos limites vigentes das áreas de abrangência de UBS, consulta de endereços e verificação das respostas fornecidas pelo sistema Busca Saúde, disponível ao cidadão. Para instruções de uso, clique aqui.


Clique na imagem ou neste link para acessar o mapa dinâmico

 

Início 

 


 

Camadas Geográficas

Estão disponíveis, para download, os arquivos de mapa em formatos interoperáveis no padrão Open Geospatial Consortium (OGC)².

Estes arquivos possibilitam a visualização dos limites administrativos sobre o território por meio das imagens aéreas e do recurso de visão da rua, ambos disponíveis em softwares de geoprocessamento livres ou pagos, como o Google Earth Pro ou QGIS.

 

Para abrir os arquivos em formato shapefile e geowebservice é necessária a instalação do programa QGIS. Clique aqui para fazer o download gratuitamente.

Para abrir os arquivos em formato KMZ/KML é necessária a instalação do programa Google Earth Pro. Clique aqui para fazer o download gratuitamente.

Para visualizar instruções básicas para manipulação de arquivos geográficos, acesse: Google Earth | QGIS

 ² O OGC é um consórcio internacional contendo mais de 500 empresas, agências governamentais, organizações de pesquisa e universidades imbuídas em tornar as informações e serviços geoespaciais localizáveis, acessíveis, interoperáveis e reutilizáveis. Veja mais em: https://www.ogc.org/about

 

Versões disponíveis segundo ano:

 

Acesse estas e outras camadas na área da GISA/CEInfo, em camadas geográficas.

 

Início 

 


 

Geowebservices (conexão para sistemas e automatizações)

Geowebservice é um serviço on-line de mapas e informações espaciais interoperáveis, também nos padrões OGC disponíveis para conexão por usuários ou sistemas, diretamente no mapa digital da cidade (MDC) e permite também download de arquivos em diversos formatos e softwares. Para acessar dados das AA-UBS por meio de serviço on-line, utilize os links abaixo:

  • Serviço de mapas (web map service) - WMS

  • Serviço de feições e geometria - WFS

 

Início 

 


 

Mapas cartográficos segundo CRS, Subprefeitura e UBS

Área de Abrangência de UBS e Cobertura da Estratégia Saúde da Família segundo UBS, STS e CRS, versão 2022 (em PDF)

Para visualização dos mapas com em melhor resolução, faça o download dos arquivos.

 

Camadas incluídas, para os mapas segundo UBS:

  • Áreas de Abrangência de UBS - PMSP / SMS / CEInfo / GISA - 2022

  • Quadras cobertas pela ESF - PMSP / SMS / CEInfo / GISA - 2022

  • Estabelecimentos de Saúde - PMSP / SMS / CEInfo / EstabSUS - mai2022

  • Estabelecimentos de Educação - PMSP / SME - abr2022

  • Estabelecimentos de Assist. e Desenv. Social / Abrigos - PMSP / SMADS - jan2022

  • Estabelecimentos de Cultura - PMSP / SMC - dez2018

  • Estabelecimentos de Esportes - PMSP / SEME - dez2018

  • Estabelecimentos de Direitos Humanos e Cidadania - PMSP / SMDHC - mai2019

  • Estabelecimentos de Segurança Alimentar - PMSP / SMDHC - set2020

  • Estabelecimentos de Limpeza Urbana - PMSP / SMSUB / AMLURB - dez2021

  • Estabelecimentos de Segurança Pública - PMSP / SMSU - dez2015

  • Áreas de risco geológico - PMSP / SMSU/COMDEC - mar2021

  • Áreas inundáveis - PMSP / SIURB/FCTH - mar2020

  • Áreas contaminadas - PMSP / SVMA - out2020

  • Assentamentos precários - PMSP / SEHAB / HABITASampa - mai2022

  • Terras indígenas - PMSP / GEOSampa / SMUL / GEOInfo - jan1996

  • Quadras, lotes e logradouros - PMSP / SF - jun2020

  • Terminais de ônibus, linhas e estações Metrô e CPTM - PMSP / SMT - jun2020

  • Linhas e estações projetadas Metrô - PMSP / SMT - mar2022

  • Parques Municipais - PMSP / SVMA - mai2016

  • Parques Estaduais - PMSP / SVMA / DEPAVE - set2013

  • Cobertura Vegetal - PMSP / SVMA - mar2020

  • Represas - PMSP / MDC/GEOSampa - maio2021

Versões anteriores disponíveis segundo ano:

2020 | 2016 | 2014 | 2012

 

Início 

 


 

Dados e Informações

Nesta área são disponibilizadas tabelas em formato (.XLS) com os dados³ por Área de Abrangência de UBS.

³Dados do Universo e da Amostra do Censo Demográfico 2010, disponibilizados pelo IBGE e elaborados pela GISA nos anos de 2012, 2014, 2016, 2020 e 2022.

Dados demográficos e territoriais segundo Área de Abrangência de UBS, Estratégia Saúde da Família, STS e CRS, versão 2022

O elenco de dados demográficos elaborados foi sendo reduzido a dados populacionais, por conta da defasagem dos dados censitários.

Para esta versão, também estão disponíveis as bases de dados originais das camadas exibidas nos mapas cartográficos, com a identificação da UBS, STS e CRS correspondente.

Para mais informações sobre as bases de dados e variáveis, consulte diretamente os metadados do GEOSampa ( internet | intranet PMSP ) ou a secretaria responsável.

 

Versões anteriores disponíveis segundo ano:

2020 | 2016 | 2014 | 2012

 

Para mais informações sobre os dados demográficos elaborados, consulte o dicionário de variáveis (clique aqui para fazer download)

 

Os dados estão agrupados pelos seguintes temas:

  • Pessoas por Faixa Etária

  • Pessoas por Idades

  • Homens por Idades

  • Mulheres por Idades

  • Pessoas por Raça/Cor

  • Pessoas por Dificuldade / Deficiência

  • Pessoas por Escolaridade e Raça/Cor

  • Pessoas por Nível de Instrução

  • Responsáveis por Sexo

  • Domicílios e Moradores

  • Densidade de Moradores por Dormitório

  • Renda Domiciliar per Capita

  • Tempo de Deslocamento para o Trabalho

  • Área territorial (km²)

  • Perímetro territorial (km)

  • Densidade demográfica

  • Densidade domiciliar

  • População em Situação de Rua

  • População em Situação de Rua há menos de dois anos

 

Início