PRÊMIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS

Prêmio Municipal de Educação em Direitos Humanos

O Prêmio Municipal de Educação em Direitos Humanos é um projeto do Departamento de Educação em Direitos Humanos, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação (SME), que ocorre anualmente desde 2013.

O objetivo do Prêmio é incentivar, promover e colaborar para o fortalecimento da educação em direitos humanos na rede municipal de ensino, valorizando e divulgando projetos que tratem dos Direitos Humanos na escola.

Ao longo de todas as edições, foram 104 iniciativas premiadas e 718 inscritas, com participação de escolas de todas as Diretorias Regionais de Ensino, que vão da Educação Infantil ao Ensino Médio.

Os projetos falam dos mais diversos temas, como: Diversidade Sexual e de Gênero, Racismo, Bullying, Prevenção ao Suicídio, Feminismo, entre outros. Essas ações contribuem para importantes discussões acerca dos direitos humanos na Rede Municipal de Ensino, reforçando a potência da Educação como um dos mais importantes meios de transformação social.

O Prêmio dialoga e está ancorado no Plano Municipal de Educação em Direitos Humanos (Decreto nº 57.503, de 06 de dezembro de 2016), especialmente nos seguintes itens, referentes à política para a Educação Básica:

i) desenvolver mecanismos institucionais e participativos que assegurem o respeito aos direitos humanos e sua prática no processo educativo;
ii) apoiar a implementação de projetos culturais, artísticos e educativos, iniciativas de grêmios e demais coletivos escolares, visando ao enfrentamento de todas as formas de discriminação e violações de direitos no ambiente escolar;
iii) apoiar a implementação de experiências de interação das unidades educacionais com a comunidade, que contribuam para a formação da cidadania numa perspectiva crítica dos direitos humanos;
iv) incentivar a organização estudantil por meio de grêmios, associações, entidades, observatórios, grupos de trabalhos, assembleias, rodas de conversa, e demais coletivos, como forma de aprendizagem e prática dos princípios dos direitos humanos, da ética, da cidadania, da convivência e da participação democrática na escola e na sociedade;
v) incentivar estudos e pesquisas sobre as violações dos direitos humanos no sistema de ensino e outros temas relevantes para garantir a promoção dos direitos humanos;

Por meio do Prêmio, se espera fomentar o estudo e a prática dos direitos humanos dentro das escolas municipais. A ação também é uma forma de valorizar o trabalho da unidade educacional, dos professores e estudantes. Pretende-se também, a partir da premiação, dar continuidade aos projetos, fortalecendo a cultura da cidadania nas escolas.

Formulário de inscrição 2022 – Prêmio Municipal de Educação em Direitos Humanos

Vencedores da edição 2022 

 

 

 


Livro comemorativo

Livro do Prêmio Municipal de Educação em Direitos Humanos (versão PDF)

Em 2019, devido ao contexto de pandemia, não foi possível a realização do Prêmio EDH. Assim, não só como alternativa ao cenário atual, mas também como uma forma de marcar essa política de educação em direitos humanos, que a cada ano vem se consolidando, iniciaram-se os preparativos para uma publicação comemorativa, que marcasse a importância do Prêmio e valorizasse os projetos premiados.

Para isso, foi enviado um formulário para todos os responsáveis dos 98 projetos vencedores, contendo os seguintes itens a serem respondidos:

• Resumo do projeto
• Tema global
• Cinco palavras-chave
• Qual a importância de se falar, na Escola, sobre o tema escolhido?
• Como surgiu a ideia de realizar o projeto?
• O que motivou a inscrição do projeto no Prêmio Municipal de Educação em Direitos Humanos?
• O que impactou ter o projeto vencedor no Prêmio EDH?

O Livro, publicado em 2021, foi construído junto aos alunos, gremistas, professores, diretores e coordenadores, que escreveram sobre seus projetos e o impacto na comunidade escolar com relação ao Prêmio Municipal de Educação em Direitos Humanos.