Sífilis

Orientações ao cidadão

O que é a sífilis?

A sífilis é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) causada pela bactéria Treponema pallidum. Ela pode ocasionar complicações a longo prazo se não for tratada corretamente.


Como a sífilis é transmitida?

A sífilis é transmitida de pessoa a pessoa durante a relação sexual desprotegida (vaginal, anal ou oral), pelo contato direto com as feridas. Estas feridas nem sempre são facilmente visíveis, podem estar escondidas na vagina, ânus, pênis ou boca.

A sífilis também pode ser transmitida pela gestante infectada para o bebê, durante a gestação ou o parto.


Como evitar a infecção por sífilis?

O uso correto e regular da camisinha masculina ou feminina é uma importante medida de prevenção da sífilis. A lavagem dos genitais ou realização de duchas após a relação sexual não previne a sífilis.

A testagem e tratamento da gestante e de suas parcerias durante o pré-natal contribui para o controle da sífilis congênita.


Como a sífilis afeta a gestante e seu bebê?

A gestante com sífilis pode passar a infecção para o seu bebê (sífilis congênita - link para sífilis congênita) e tem maiores chances de ter abortos, natimorto e parto prematuro. Para proteger o bebê, todas as gestantes devem ser testadas para sífilis pelo menos no início do pré-natal, no terceiro trimestre da gestação e no parto e aquelas com a infecção devem fazer o tratamento com Penicilina G Benzatina.


Como a sífilis se manifesta em adultos?

A sífilis em adultos costuma progredir em diferentes fases (sífilis primária, secundária, latente e terciária). O tempo entre a infecção e o aparecimento dos primeiros sintomas é de 21 dias em média, mas pode variar de 10 a 90 dias. Os sintomas da sífilis podem imitar muitas outras doenças.

  • Sífilis primária

Na primeira fase da sífilis a pessoa pode notar o aparecimento de uma ferida única no local de entrada da bactéria (em alguns casos pode haver múltiplas feridas). A ferida normalmente é arredondada, tem bordas firmes, não dói, não coça, não arde e não tem pus e pode estar acompanhada de ínguas (caroços) na virilha. A ferida fica por três a seis semanas e desaparece espontaneamente, mesmo se não houver tratamento. O desaparecimento da ferida não significa que a sífilis foi curada. O tratamento é necessário para curar a infecção e impedir a progressão para a sífilis secundária.

  • Sífilis secundária

Os sinais e sintomas da sífilis secundária aparecem seis semanas a seis meses após o aparecimento da ferida inicial e de sua cicatrização espontânea. Nesta fase, a pessoa pode apresentar lesões e manchas em diversos locais do corpo, como vagina, anus, boca, tronco, palmas das mãos e plantas dos pés. A pessoa também pode ter febre, ínguas, dor de garganta, cansaço e dor muscular. Os sinais e sintomas da sífilis secundária também desaparecem espontaneamente, mesmo se não houver tratamento. O desaparecimento não significa que a sífilis foi curada. O tratamento é necessário para curar a infecção e impedir a progressão para a sífilis latente e terciária.

  • Sífilis latente

A sífilis latente se inicia com o desaparecimento dos sintomas apresentados anteriormente e pode durar anos. Nesta fase, a infecção permanece latente no corpo, sem provocar nenhum sinal e sintoma. A sífilis latente se divide em recente (menos de um ano de infecção) e tardia (mais de um ano de infecção). Na sífilis latente recente, as manifestações da sífilis secundária podem reaparecer e desaparecer espontaneamente em algumas pessoas, podendo haver transmissão da doença.

Sífilis terciária

A sífilis terciária pode surgir dois a 40 anos depois do início da infecção. Nesta fase, a infecção pode acometer a pele, os ossos, o coração e o sistema nervoso, com sinais e sintomas mais graves, que podem levar à morte. A maior parte das pessoas não tratadas nas fases anteriores não desenvolverá a sífilis terciária.


Como saber se estou com sífilis?

O diagnóstico da sífilis normalmente é feito por exames de sangue. Estes exames podem ser feitos em qualquer unidade de saúde. Converse com um profissional de saúde e pergunte se deve ser testado para sífilis e outras ISTs.

Existe um teste rápido (TR) de triagem, cujo resultado fica pronto em 30 minutos. As pessoas com o TR positivo precisam fazer um outro teste laboratorial para confirmar o diagnóstico. As gestantes com o TR positivo devem começar o tratamento enquanto aguardam a confirmação do diagnóstico.


Como é feito o tratamento?

A sífilis é uma doença curável e o tratamento de escolha nos adultos é a Penicilina G Benzatina, via intramuscular. Nas fases iniciais da doença (sífilis primária, secundária e latente precoce), as pessoas podem ser curadas com apenas uma dose do medicamento. Nas fases mais tardias (sífilis latente tardia e terciária), as pessoas precisam receber três doses, com intervalos de uma semana.

As gestantes devem receber o mesmo tratamento, exceto nas fases secundária e latente precoce, quando devem receber duas doses.

As parcerias sexuais das pessoas infectadas também precisam ser examinadas, investigadas e tratadas. O tratamento para a sífilis não confere proteção permanente. Pode haver reinfecção da sífilis se houver relação desprotegida com uma parceria com sífilis.

 

 

 

 Clique na figura abaixo e acesse a unidade mais póxima de você!