Ponte do Piqueri - SMSO conclui a remoção da viga e da caçamba às 4h38 da manhã

A empresa Falcão Bauer, contratada pela SMSO, trabalhou por 43h. Às 5h da manhã do dia 19/07, a CET - Companhia de Engenharia de Tráfego liberou a pista central da Marginal Tietê.

Durante a madrugada do dia19/07, a empresa Falcão Bauer - Centro Tecnológico de Controle da Qualidade, concluiu a remoção da viga danificada da ponte do Piqueri, desmontando o escoramento e executando a limpeza da pista central da Marginal Tietê, sentido Ayrton Senna. A pista ficou interditada por quase 50 horas. No dia 19 (domingo), às 5h da manhã, a Companhia de Engenharia de Tráfego liberou a pista central da Marginal Tietê.

A próxima etapa será a construção da nova viga, que será executada em canteiro de obra e lançada na ponte posteriormente.

Meia  faixa de rolamento e o passeio da Ponte do Piqueri,, sentido bairro/centro, permacem interditados por medida de segurança e para dar andamento as obras de recomposição da viga danificada.

Esta operação mobilizou mais de 20 funcionários da empresa, além de equipamentos de alta tecnologia para que a remoção da viga pudesse ser feita no menor tempo possível, totalizando 43 horas de trabalhos ininterruptos. A empresa iniciou as obras às 10h da manhã do dia 17 de julho, e concluiu às 4h38 da manhã do dia 19. Também vale ressaltar a presença constante das equipes da CET, da Polícia Civil e Militar, da Defesa Civil, e da equipe de engenharia da SMSO.

Histórico

Por volta das 03h04, um caminhão basculante com a caçamba levantada ficou preso na Marginal Tietê, sentido Ayrton Senna, pista central, Ponte do Piqueri, no dia 17/07. O Corpo de Bombeiros socorreu o motorista ferido e a CET bloqueou a pista central (às 06h42), desviando o tráfego para as pistas local e expressa.

O delegado do 91º DP acionou a perícia técnica e os engenheiros da SMSO foram para o  local verificar os impactos na estrutura da ponte. Os engenheiros de SMSO chegaram por volta de 9h da manhã do dia 17.

Segundo informações dos engenheiros que estavam no local, houve a necessidade do escoramento do concreto no ponto onde a caçamba bateu. Esse trabalho foi feito durante todo o fim de semana (18 e 19). Este foi um esforço inédito para liberar a pista da Marginal antes de segunda-feira. No entanto, a faixa de rolamento sobre a ponte do Piqueri, permanecerá fechada durante a execução da obra de recuperação da ponte.

A Defesa Civil do Município de São Paulo, CET, SMSO e Policiamento de Trânsito permaneceram no local avaliando as questões de segurança.

A SMSO estuda condições de trabalho que evitem interdições de qualquer pista da Marginal Tietê, e está otimizando esforços para reduzir ao máximo o prazo da obra. De acordo com a Lei 8666/93 o prazo para executar a obra é de até 180 dias, mas a SMSO busca alternativas para reduzir este prazo, e deve concluir a obra em 90 dias.

Após o levantamento dos custos a empresa será acionada para o ressarcimento do dano causado.

Por volta de 20h15, do dia17,  o escoramento, o caminhão pipa para demolição com água, a retroescavadeira para apoio a demolição, os equipamentos para o corte da viga estavam na obra. Por volta de 20h50 começaram os cortes dos gradis da ponte, e a preparação para o corte da viga danificada. O gerador demorou um pouco mais do que o previsto para chegar na obra, assim a operação de furar e laçar a viga danificada para o início do corte começou por volta de meia-noite do dia 17. A empresa está trabalhando no local desde às 10h da manhã do dia 17/07.

A remoção da viga de 17 metros e que pesa cerca de 60 toneladas e da caçamba que está presa na ponte do Piqueri foi dividida em três partes. A primeira parte da viga foi cortada com equipamento denominado fio de diamante, e içada por cabos de aço, e já foi retirada, sendo esta parte equivale a 5,5 metros. Esta etapa foi iniciada as 10h do dia 18/07 e concluída às 10h45. A segunda parte, exatamente onde está a caçamba do caminhão, foi em preparada para içamento por volta de 15h30. Esta segunda parte da viga já foi removida e tem cerca de 5 metros. Depois de retiradas, as vigas foram demolidas e colocadas em caminhões para serem transportadas para bota fora adequado.

Por volta de 19h a empresa começou a cortar a terceira e última parte da viga, para remover durante aquela  noite. Superando as expectativas às 22h59 a terceira parte da viga foi removida.

A próxima etapa foi remover totalmente a caçamba da pista, terminando a demolição controlada das partes da viga, e desmontando o escoramento que foi feito na ponte para garantir a segurança desta fase da obra.

A Ponte do Piqueri tem altura de 4,9 m, conforme as placas existentes no local. Esta ponte foi inaugurada em 1964 e faz a ligação da avenida Ermano Marchetti com a avenida General Edgar Facó.

Veja o álbum de fotos no Flickr da SMSO  

Texto: Maria Regina Nogueira

Jornalista Mtb 19.271

Fotos: Erika Kwiek / Sthefany Minatto De Martino

Fotos da remoção da viga e da caçamba: engenheira Shirley Costa