TEMÁTICA CULTURA AFRO-BRASILEIRA

Temática Cultura afro-brasileira

Das 54 bibliotecas atuantes do Sistema Municipal de Bibliotecas, 13 delas são temáticas.
Além do acervo geral, respeitando a missão das bibliotecas públicas de promover condições básicas para a aprendizagem contínua sem distinção de idade, cor, sexo, religião, nacionalidade, língua ou condição social, fornecendo documentos adequados a todos os grupos (UNESCO, 1994), as bibliotecas temáticas concentram dentro do seu acervo um espaço e coleção voltados para um diálogo direcionado. As bibliotecas públicas temáticas de bairro entendem a valorização do conhecimento e da memória de seus respectivos temas atendendo às necessidades e interesses do público leitor dentro de uma abrangência específica ou mais geral.

Em 2012, juntamente com a transferência do Acervo da Memória e do Viver Afro-Brasileiro Caio Egydio de Souza Aranha para o Centro de Culturas Negras (na época, Centro Cultural do Jabaquara), a biblioteca passa a se caracterizar como biblioteca temática de estudos afro-brasileiros (Decreto n 53.155 (Artigo 10),  de 18 de maio de 2012 - pdf). Integrando o grupo de bibliotecas temáticas do Sistema Municipal de Bibliotecas de São Paulo, a Biblioteca Paulo Duarte inicia um processo de representatividade da cultura afro-brasileira propondo a reflexão sobre a memória da população negra. Alguns termos e conteúdos da cultura africana e afro-brasileira ainda são desconhecidos no, dito, senso comum, apesar do negro africano estar aqui há cinco séculos construindo o país.

No processo de ruptura com a história única e dialogando com a memória do espaço onde está construído o prédio da biblioteca, a biblioteca Paulo Duarte traz com a sua temática a preservação e divulgação da cultura afro-brasileira através dos livros e das atividades culturais realizadas no espaço. O acervo da temática conta com quase três mil livros, com assuntos de filosofia, religião, ciências sociais, exatas, literatura, história, etc., e também conta com a seção afro infantil. Eles podem ser consultados no local ou levados para casa por empréstimo. As atividades culturais acontecem regularmente todos os meses, com contação de histórias, música, circo, entre outras.

A biblioteca temática Paulo Duarte surge como um ponto cultural para pessoas interessadas no assunto, de todas as faixas etárias e etnias, pessoas que desejam receber e passar conhecimento sobre as muitas culturas do povo afro-brasileiro e de seus antepassados africanos, visando alcançar maior entendimento social, respeito à cidadania e prosperidade.
A representatividade é um caminho para a formação de gerações mais seguras e integradas na sociedade.