Segurança Urbana

Seis pichadores são detidos durante o fim de semana em SP

Desde 1º de janeiro, 60 pichadores foram detidos na capital paulista, segundo levantamento da GCM

Desde a última sexta-feira (10), seis pichadores foram detidos na capital paulista em ações da Guarda Civil Metropolitana (GCM) e Polícia Militar. Com as novas prisões, chega a 70 apenas neste inicio de ano o número de pessoas levadas a delegacias da cidade por pichações em imóveis públicos e privados.

No total, entre sexta e domingo, foram registradas cinco ocorrências nas regiões da Barra Funda, Casa Verde, Belenzinho e no Centro da cidade, envolvendo três mulheres e três homens. Todos foram encaminhados a distritos policiais e liberados após a assinatura dos Termos Circunstanciados.

A Prefeitura de São Paulo vai continuar os esforços para o combate à pichação, um crime ambiental que danifica o patrimônio da cidade, inclusive edifícios e monumentos tombados, com valor histórico.

Por isso, todos os pichadores estão sendo alvo de ações civis públicas movidas pela prefeitura para que sejam condenados a ressarcir os danos causados ao patrimônio público.

É importante ressaltar que grafite e pichação estão recebendo tratamentos diferenciados pela Prefeitura. Os pontos de grafite serão ampliados. A intenção é valorizar essa modalidade de arte urbana com a criação de cursos e oficinas para estimular que pichadores adotem o grafite e passem a atuar em locais permitidos.

Secom