Sobre o Programa Jovem Monitor Cultural

Desde 2013, o Centro Cultural da Juventude responde pela gestão compartilhada do Programa, coordenando sua expansão para outros equipamentos da Secretaria Municipal da Cultura

Jovem Monitor/a Cultural é um programa de formação e experimentação profissional em gestão cultural para as juventudes realizado pela Secretaria Municipal de Cultura (SMC) da Prefeitura de São Paulo, sob coordenação do Centro Cultural da Juventude (CCJ), que, atualmente, conta com a parceria das organizações conveniadas, Ação Educativa e Instituto Pólis.

A iniciativa nasce, em 2008, da experiência de trabalho e formação de 27 jovens no CCJ, voltada para o desenvolvimento artístico e o atendimento ao público, em um contrato de prestação de serviços. No ano seguinte, é instituída a Lei 14.968/09, posteriormente, regulamentada pelo Decreto 51.121/09, que cria regras e procedimentos do programa.

A partir de 2013, o Programa Jovem Monitor/a Cultural (PJMC) é colocado em prática de acordo com as normativas da legislação que o regulamenta e ganha novo caráter e tamanho. Passa a ser implementado por meio de convênio e expande para outros espaços culturais da SMC, como teatros, bibliotecas, casas de cultura, museus, centros culturais, entre outros; incluindo, assim, jovens de todas as regiões de São Paulo, do centro às periferias, em 90 equipamentos culturais da Prefeitura.

O programa inova ao promover uma formação combinada em que o/as jovens ampliam seu repertório e experimentam, na prática, os diversos aspectos da gestão cultural: funcionamento do cotidiano de um equipamento/departamento cultural, produção, desenvolvimento de programas e projetos; e valorização do patrimônio cultural material e imaterial. Além disso, a formação conta com uma perspectiva teórica sobre questões que envolvem a diversidade das juventudes e das manifestações culturais, cidadania, direito à cidade, questões étnico-raciais e de gênero, bem como a participação e importância do/as jovens nos processos de transformação social e política da sociedade.

O exercício do protagonismo dos/as jovens é uma premissa do PJMC.
Por isso, são garantidos espaços de participação e diálogo no âmbito do programa, como o Conselho Participativo, que possibilitam a construção dessa política pública de forma coletiva, transparente e mais próxima da realidade dos/as jovens e das dinâmicas dos territórios. Atualmente, temos 263 jovens exercendo seus direitos e construindo uma das principais políticas públicas voltadas exclusivamente para as juventudes.

Para participar, é necessário ter concluído o ensino médio; ter entre 18 e 29 anos; residir na cidade de São Paulo, pertencer, preferencialmente, à família de baixa renda; e residir na região da subprefeitura do equipamento ou das subprefeituras vizinhas.

Para mais informações, consulte o site do Programa Jovem Monitor/a Cultural.