Barra de Impressão

Biblioteca Helena Silveira


Secretarias / Cultura / bibliotecas / bibliotecas_bairro / bibliotecas_a_l / helenasilveira


BAIRRO DO CAMPO LIMPO

bairro
O subdistrito do Campo Limpo está localizado a cerca de 20 quilômetros do Marco Zero da cidade de São Paulo, na Zona Sudoeste.

Uma das origens do nome do bairro reside no fato de, antigamente, ter funcionado nas imediações uma antiga chácara do Jockey Club de São Paulo.

O Campo Limpo era inicialmente formado por chácaras e áreas verdes, que foram sendo loteadas ao longo da Estrada do Campo Limpo, a principal via do bairro. Os primeiros moradores, em sua maioria de origem pobre e migrante, principalmente do interior de São Paulo, dos estados das Regiões Nordeste e Sul do Brasil, se estabeleceram na região a partir das décadas de 1960 e 1970.

O crescimento da região, assim como em outras áreas periféricas da cidade, ocorreu de maneira mais intensa entre as décadas de 1970 e 1980, sem planejamento necessário pelos órgãos públicos.

A partir da década de 1990 o bairro sofreu um grande crescimento imobiliário com o lançamento de empreendimentos residenciais para a classe média: o bairro, por ser vizinho de outros grandes centros comerciais e de escritórios em crescimento acelerado, como o Centro Empresarial São Paulo, a Marginal Pinheiros e a região da Avenida Luiz Carlos Berrini, além de também ser vizinho de bairros considerados nobres, como a Vila Andrade e Morumbi, começou a atrair novos moradores com perfil diferente dos moradores que vieram na primeira fase de ocupação na década de 1960: muitos destes novos moradores tem nível superior e/ou são profissionais liberais e paulistanos de outros bairros em busca de preços de imóveis mais baratos e próximos das novas áreas de trabalho.

Apesar dos investimentos em piscinões e canalização de córregos, a região ainda sofre em alguns pontos isolados com as enchentes e alagamentos no Córrego Pirajuçara, principalmente em casos de chuva muito forte. As chuvas muito fortes, particularmente no verão, também provocam o deslizamento de terra em áreas onde famílias vivem precariamente, quase sempre áreas invadidas e de risco já conhecido.

Mesmo após a construção de Centros Educacionais Unificados (CEU), faltam mais opções de lazer e cultura para a população da área.

O trânsito também é difícil e pesado, principalmente na Estradas do Campo Limpo e de Itapecerica e Largo do Campo Limpo.

O bairro de Campo Limpo possui duas bibliotecas municipais, a Biblioteca Helena Silveira, e a Biblioteca Marcos Rey

logo SMB

Helena da Silveira