BIOGRAFIA DA PATRONESSE HELENA SILVEIRA

Helena Silveira foi contista, cronista e teatróloga. Sua estréia como contista se verificou no suplemento literário da "Folha da Manhã" com o conto Vida, ilustrado por Belmonte.

Dedicou-se, também, ao teatro. Tornou-se cronista social da "Folha da Manhã" sob o pseudônimo Helen. Recebeu o prêmio Alcântara Machado da Academia Paulista de Letras por seu livro de contos Mulheres.

Foi membro da Associação Brasileira de Escritores. Escreveu A humilde espera, Na selva de São Paulo, Sombra azul, entre outras obras. Para o teatro escreveu a peça No fundo do poço em parceria com seu marido, Jamil A. Haddad, e A Torre, que ganhou um prêmio do Departamento de Cultura de São Paulo.

Nasceu em 9 de dezembro de 1912, em São Paulo, e morreu em 31 de agosto de 1984.

Outras obras: A cachorrinha cósmica; Amanheceu e já é ontem; Memória da terra assassinada; Paisagem e memória.


logo SMB

Helena da Silveira