Barra de Impressão

Biblioteca Afonso Schmidt


Secretarias / Cultura / bibliotecas / bibliotecas_bairro / bibliotecas_a_l / afonso_schmidt_


BAIRRO DE FREGUESIA DO Ó

bairro
A Freguesia do Ó foi fundada pelo bandeirante Manuel Preto em 1580, quando com sua família e índios escravos tomou posse daquelas terras. O local inicialmente era apenas para descanso dos bandeirantes que acreditavam que o Pico do Jaraguá tinha ouro. Em 1610, solicitou à sede da paróquia autorização para erguer uma capela em honra de Nossa Senhora do Ó, que deu nome ao lugar. Em 1615 a obra foi finalizada e este foi ano do primeiro registro oficial da existência do bairro.

Distrito localizado na região noroeste de São Paulo, que servia de caminho entre a cidade e a região de Campinas e Jundiaí. Sendo um dos mais populosos e antigos bairros da cidade, conserva ainda fortes traços do período colonial na arquitetura de suas construções.

Durante muitos anos o bairro foi considerado como pertencente ao chamado "Cinturão Verde" da Capital Paulista. No princípio, a principal cultura era a de cana-de-açúcar, principalmente para a produção de aguardente, que durante muitos anos foi seu principal negócio. Café, mandioca, algodão, milho e legumes eram outras culturas, porém utilizadas para a subsistência. A importância da cana foi tamanha que ainda hoje algumas casas conservam uma minúscula plantação em seus quintais.

Um dos fatores que contribuiu para que o bairro mantivesse aspectos preservados foram as constantes enchentes do Rio Tietê, que também possui traçado tortuoso, topografia íngreme e é relativamente afastado do centro de São Paulo. Além disso, ruas estreitas e sinuosas, calçamento feito com paralelepípedos, criação de bois, carneiros e galinhas e outros fatores também ajudaram a manter preservados os aspectos físicos do bairro.

Atualmente o bairro sofre um aumento do ataque especulativo de empresas construtoras. Um dos motivos se deve justamente à presença terrenos descampados e casas velhas simples, de baixo valor comercial em comparação a outros bairros. Isto se deve em grande parte a retificação pela qual o Rio Tietê passou durante a administração do prefeito Prestes Maia.

O bairro da Freguesia do Ó possui duas bibliotecas municipais, a Biblioteca Afonso Schmidt e a Biblioteca Thales Castanho de Andrade.


logo SMB

Afonso Schmidt