Barra de Impressão

Biblioteca Afonso Schmidt


Secretarias / Cultura / bibliotecas / bibliotecas_bairro / bibliotecas_a_l / afonso_schmidt_


BIOGRAFIA DO PATRONO AFONSO SCHMIDT

Afonso Schmidt


O jornalista, romancista e poeta brasileiro Afonso Schmidt nasceu no dia 29 de junho de 1890, na cidade de Cubatão, São Paulo.

Aos dezesseis anos e morando em São Paulo, o escritor já colaborava em pequenos jornais do interior do Estado. Após uma estadia na Europa, mudou-se para a cidade de Santos onde, decidido a se dedicar ao jornalismo, fundou o periódico Vésper e publicou seu primeiro livro Janelas Abertas.

Retornou à Europa em 1913, trabalhando como correspondente de Língua portuguesa em um jornal de Milão. Com o início da Primeira Guerra Mundial retornou ao Brasil se estabelecendo na cidade do Rio de Janeiro e trabalhando como diretor do “Jornal do Povo”. Trabalhou também nos jornais “Folha da Noite” e “O Estado de São Paulo”.

Foi justamente no “O Estado de São Paulo” que Afonso Schmidt publicou em formato de folhetim seus romances Zanzalá, A Marcha e A sombra de Júlio Frank.

Poeta parnasiano, em suas obras destacava as injustiças sociais. Também foi o pioneiro da ficção científica no país com Zanzalá.

No ano de 1963 recebeu pela União Brasileira de Escritores o troféu “Juca Pato” como “Intelectual do Ano”. Foi sócio fundador do Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo, além de membro da Academia Paulista de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo.

Morreu em São Paulo, no dia 3 de abril de 1964, aos 73 anos.

Outras obras: A locomotiva: a outra face da revolução de 1932; A marcha: romance da abolição; Colônia Cecília; O romance de Paulo Eiró; São Paulo de meus amores.


logo SMB

Afonso Schimidt