Ibirapuera

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Av. Pedro Álvares Cabral, s/n - Vila Mariana
Inaugurado em 21/08/1954
Subprefeitura de Vila Mariana
Área: 1.584.000 m²
Telefone: (11) 5575-5045 / 5573-4180
Funcionamento:
- Portões: 2, 3, 5 e 10: das 5h às 00h.
- Portões: 4, 6 e 9: das 5h às 22h.
- Portões: 7, 8 e 9-A: das 6h às 20h.
- Portão: 7-A: das 7h às 17h.

Aos sábados:
Portões de acesso a veículos fecham às 22h; todos os veículos no interior do Parque devem sair até meia noite, exceto credenciados.
Portões de acesso de pedestres fecham às 22h, exceto os portões 02 e 10, com livre acesso 24h.

Acesso a veículos:
- Av. Pedro Álvares Cabral – portão 01 – Serviços auditório Ibirapuera; portão 03 - livre acesso, mediante uso de cartão Zona Azul; portão 10 – acesso apenas a veículos credenciados.
- Av. República do Líbano – Portão 07 – livre acesso, mediante uso cartão Zona Azul.
Ciclofaixa de lazer – circuito zona Oeste e circuito Paulista Centro funciona aos domingos e feriados, das 7h às 16h.

INFRAESTRUTURA

Pista de Cooper, parque infantil, áreas de estar, ciclofaixa, bicicletário com aluguel de equipamentos, fonte multimídia, quadras poliesportivas, campos de futebol, aparelhos de ginástica e praças. Oferece estacionamento operado pelo sistema zona azul; acessibilidade em equipamentos de ginástica, banheiros, entrada do parque e áreas de circulação; o cachorródromo é informal. O parque é um dos destinos mais procurados pela população paulistana e também uma das mais importantes áreas verdes, de cultura e lazer da cidade. É um referencial de visitação turística da cidade. Consulte a programação do mês.

PARTICULARIDADES

Inaugurado em 21 de agosto de 1954 durante as comemorações do IV Centenário de São Paulo, o projeto do Parque foi concebido pelos arquitetos Oscar Niemeyer, Ulhôa Cavalcanti, Zenon Lotufo, Eduardo Kneese de Mello, Ícaro de Castro Mello, além do paisagista Augusto Teixeira Mendes.

São incríveis 314 espécies de animais que dividem espaço com milhares de usuários; a sua FAUNA comporta 44 borboletas, 10 peixes, nove répteis (cágados, tigres-d’água e serpentes), um anfíbio, mamíferos (incluindo morcegos e gambá-de-orelha-preta) e cerca de 200 espécies de aves. Entre estas, destacam-se: sabiás, joão-de-barro, canário-da-terra e pintassilgo, bandos de papagaios, maracanãs e periquitos. É possível observar várias espécies de beija-flores, pica-paus, pombos silvestres e papa-moscas, além de aves migratórias, algumas chegando na primavera e outras no inverno. Um grande atrativo são as aves aquáticas, tais como, as elegantes garças, socos e os graciosos marrecos e mergulhões. A grande quantidade de aves também atrai predadores como o gavião-de-cauda-curta, gavião-de-cabeça-cinza, gavião-miúdo, quiri-quiri, falcão-de-coleira e peregrino, além de corujas, como mocho-diabo.

Vegetação de eucaliptal (Eucalyptus sp.) com sub-bosque, bosques heterogêneos, jardins, gramados, alamedas e conjuntos arbóreos homogêneos e brejo. Destaques da FLORA: alecrim-de-campinas (Holocalyx balansae), araribá-rosa (Centrolobium tomentosum), aroeira-mansa (Schinus terebinthifolia), aroeira-salsa (Schinus molle), bambu-gigante (Dendrocalamus asper), bunya-bunya (Araucaria bidwillii), chichá (Sterculia curiosa), cipreste-italiano (Cupressus sempervirens), dendezeiro (Elaeis guineensis), falsa-figueira-benjamim (Ficus microcarpa), falsa-seringueira (Ficus elastica), figueira-de-bengala (Ficus benghalensis), flamboiã (Delonix regia), flor-de-abril (Dillenia indica), ipê-branco (Tabebuia roseoalba), ipê-de-el-salvador (Tabebuia rosea), ipê-rosa (Handroanthus heptaphyllus), jaboticabeira (Plinia cauliflora), jacarandá-mimoso (Jacaranda mimosifolia), jaqueira (Artocarpus heterophyllus), jasmim-manga (Plumeria rubra), jequitibá (Cariniana estrellensis), jerivá (Syagrus romanzoffiana), magnólia-amarela (Magnolia champaca), mulungu (Erythrina falcata), paineira (Ceiba speciosa), palmeira-coca-cola (Roystonea borinquena), palmeira-de-leque-da-china (Livistona chinensis), palmeira-garrafa (Hyophorbe lagenicaulis), palmeira-princesa (Dictyosperma album), palmeira-rabo-de-peixe (Caryota urens), palmeira-rabo-de-peixe-anã (Caryota mitis), palmeira-triângulo (Dypsis decaryi), pau-ferro (Libidibia ferrea var. leiostachya), pinange (Koelreuteria elegans), pinheiro-americano (Pinus elliottii), pinheiro-do-paraná (Araucaria angustifolia), seafórtia (Archontophoenix cunninghamiana), seringueira (Hevea brasiliensis), sete-capotes (Melaleuca leucadendra), sibipiruna (Poincianella pluviosa var. peltophoroides), tamareira-anã (Phoenix roebelenii), tamareira-das-canárias (Phoenix canariensis) e tipuana (Tipuana tipu).

Foram registradas 528 espécies vasculares, sendo que 55 foram registradas no Campo Experimental da Escola de Jardinagem. Estão ameaçadas de extinção: cambucá (Plinia edulis), canela-amarela (Nectandra barbellata), carvalho-brasileiro (Euplassa cantareirae), cedro (Cedrela fissilis), jequitibá-rosa (Cariniana legalis), palmito-jussara (Euterpe edulis), pau-brasil (Paubrasilia echinata), pinheiro-do-paraná (Araucaria angustifolia) e Saranthe composita. Também já foram registradas 30 espécies de briófitas, das quais Rhynchostegium conchophyllum está ameaçada de extinção. Inventário de flora 2018.

EQUIPAMENTOS

Secretaria do Verde e do Meio Ambiente

VIVEIRO MANEQUINHO LOPES

O viveiro produz mudas de espécies ornamentais herbáceas, arbustivas, trepadeiras, de interior e plantas medicinais para uso no município, além de receber e distribuir mudas de árvores usadas nos programas de arborização urbana.

 

 > Clique aqui para mais informações

 

 

HERBÁRIO MUNICIPAL

O herbário possui um grande acervo de plantas identificadas e catalogadas, sendo fonte valiosa para fins de pesquisa. As mais de 12.000 espécies estão prensadas e secas, o que as mantém conservadas por muitos anos.

 

> Clique aqui para mais informações 

 

 

UNIVERSIDADE ABERTA DE MEIO AMBIENTE E CULTURA DE PAZ - UMAPAZ

Seu propósito é a difusão da educação socioambiental, a partir da promoção de cursos , oficinas e encontros.

  

> Clique aqui para mais informações

 

 

 

PLANETÁRIO PROFESSOR ARISTÓTELES ORSINI

Primeiro planetário construído no Brasil, o prédio é importante patrimônio histórico, científico e cultural, abrigando regularmente sessões abertas ao público.

  

> Clique aqui para mais informações

 

 

ESCOLA MUNICIPAL DE ASTROFÍSICA

A escola oferece cursos e palestras de níveis variados, destinados ao público que deseja ampliar seus conhecimentos no campo da astronomia.

 

 > Clique aqui para mais informações

 

 

ESCOLA MUNICIPAL DE JARDINAGEM

A escola oferece cursos, palestras e oficinas destinados ao público que deseja ampliar seus conhecimentos na área de jardinagem. Abriga também o Programa de Atendimento às Plantas, com o propósito de auxiliar os munícipes a respeito de como cuidar das plantas.

  

> Clique aqui para mais informações

  

DIVISÃO DE FAUNA – UNIDADE DE ATENDIMENTO E MANEJO À FAUNA SILVESTRE

A Divisão de Fauna Silvestre presta atendimento veterinário visando à recuperação de animais silvestres da cidade São Paulo. É responsável ainda pelo levantamento e conservação da fauna municipal.

 

> Clique aqui para mais informações

 


Secretaria Municipal de Cultura

AUDITÓRIO IBIRAPUERA

Projetado por Oscar Niemeyer, o local abriga diversos shows e espetáculos para plateias internas e externas. Abriga ainda uma escola que oferece aulas de música.

  

> Clique aqui para mais informações

 

 

BOSQUE DA LEITURA

Vinculado ao Sistema Municipal de Bibliotecas, é um ambiente cultural que incentiva a leitura e o acesso à informação. Dispõe de acervo de literatura e informação e recebe doações de revistas, quadrinhos, mangás e gibis.

 

> Clique aqui para mais informações

 

 

FUNDAÇÃO BIENAL

Criada na década de 50, a fundação tem como sede um pavilhão emblemático projetado por Oscar Niemeyer, e abriga anualmente exposições de arte e outros eventos de grande porte.

  

> Clique aqui para mais informações

 

 

MUSEU AFRO BRASIL

O museu destaca a perspectiva africana na formação do patrimônio, identidade e cultura brasileira, celebrando a Memória, História e a Arte Brasileira e a Afro Brasileira.

 

 > Clique aqui para mais informações

  

 

MUSEU DE ARTE MODERNA

Sua coleção contém mais de 5 mil obras produzidas pelos nomes mais representativos da arte moderna e contemporânea, principalmente brasileira. Abriga ainda uma grande gama de atividades como cursos, palestras e performances.

 

> Clique aqui para mais informações

 

 

OCA - PAVILHÃO LUCAS NOGUEIRA GARCEZ

Projetado por Oscar Niemeyer, possui uma estrutura peculiar e recebe diversas exposições e instalações durante todo o ano. No passado chegou a abrigar o Museu da Aeronáutica de São Paulo e o Museu do Folclore.

 

> Clique aqui para mais informações

 

 

PAVILHÃO DAS CULTURAS BRASILEIRAS

Trata-se de um espaço de exposição e centro de referência e pesquisa voltado para a proteção e divulgação da diversidade cultural brasileira.

 

> Clique aqui para mais informações  

  

 

PAVILHÃO JAPONÊS

Inspirado no Palácio Katsura, em Quioto, o espaço promove a memória e as remete às tradições da cultura japonesa.

 

  > Clique aqui para mais informações

 

 Secretaria Municipal da Saúde

 CECCO

É um espaço que oferece ações de caráter cultural, educativo e de saúde, para promover a criatividade, a solidariedade e a interação entre os participantes.

 

 

  

 

O BAIRRO
Quem está de passagem pela Vila Mariana e repara apenas em seu aspecto residencial pode não imaginar a quantidade de espaços dedicados a esportes, cultura, pesquisa, saúde e educação existentes. O bairro apresenta um poder aquisitivo elevado, acima do índica médio do município. Também os dados sobre educação indicam seu desenvolvimento (quase 80% dos moradores completaram o Ensino Fundamental, contra 49,9% do município; 71,34% da população concluíram o Ensino Médio.

O bairro praticamente nasceu a partir da instalação do antigo Matadouro Municipal, que funcionou de 1854 a 1927, em cuja edificação funciona hoje a Cinemateca Brasileira. Com o matadouro, vieram as oficinas de Ferro Carril, instaladas ao longo da rua Domingos de Moraes, assim como a fábrica de fósforos e a Escola Pública de Dona Maria Petit, inaugurada na Rua Vergueiro. A ocupação das ruas já existentes e a abertura de outras se deu devido à chegada dos imigrantes. Fábricas de diversos segmentos também alavancaram o progresso do bairro, como a indústria ceramista, além do farto comércio, pautado por armazéns, açougues, padarias, floriculturas, quitandas e hotelaria.

Em 1928 foi iniciada a construção do Instituto Biológico, concluído em 1945, principalmente para combater doenças, como o Instituto Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro. Mas sua atuação foi diversificada para “além” da saúde do homem, realizando pesquisas contra pragas, doenças vegetais e animais. O Instituto foi o primeiro a produzir antígenos para as campanhas contra a brucelose e tuberculose bovina, pesquisando também o impacto de pesticidas e agrotóxicos no solo e alimentos transgênicos. Mas não deixou de realizar pesquisas contra as chamadas “pragas urbanas” (cupins, baratas e ratos), criando a primeira campanha pelo adequado armazenamento e recolhimento do lixo urbano como controle dessas pragas.

O bairro é conhecido por seus inúmeros equipamentos de cultura (Teatro João Caetano), educação (Escola de Belas Artes, Escola Superior de Propaganda e Marketing), seus complexos de lazer (Centro Esportivo Ibirapuera Mané Garrincha, Ginásio Poliesportivo) e hospitalares (Hospital do Servidor Público Estadual, Associação de Assistência à Criança Deficiente - AACD, Instituto Dante Pazzanese).

CONSELHO GESTOR
Os Conselhos Gestores dos Parques Municipais foram criados em 2003 para garantir a participação popular no planejamento, gerenciamento e fiscalização das atividades que ocorrem nos parques. O objetivo é envolver a comunidade na discussão das políticas públicas de forma consultiva, com enfoque nas questões socioambientais. Os Conselhos são integrados por representantes da sociedade civil (em geral, três frequentadores e um representante de movimento social ou entidade local), um representante dos trabalhadores do parque e três representantes do Poder Executivo.
Saiba mais sobre os Conselhos Gestores no site da SVMA.

CICLOFAIXA DE LAZER:

Circuito Zona Oeste e Circuito Paulista Centro - funciona aos domingos e feriados, das 7h as 16h.

COMO CHEGAR
175T-10 – Metrô Santana / Metrô Jabaquara
477U-10 – Heliópolis / Metro Vila Mariana
509M-10 – Jd. Miriam / Term. Princ. Isabel
5154-10 – Term. Sto. Amaro / Term. Princ. Isabel
5164-21 – Cidade Leonor / Pq. Ibirapuera
5175-10 – Balneário São Fco. / Pça. da Sé
5178-10 – Jd. Miriam / Pça. João Mendes
5185-10 – Term. Guarapiranga / Pq. D. Pedro II
5194-10 – Jd. Apurá / Parque Ibirapuera
5300-10 – Term. Sto Amaro / Term. Pq. D. Pedro II
5318-10 – Chácara Santana / Pça. da Sé

+ informações: www.sptrans.com.br