Mês da Consciência Negra tem programação ao longo de todo o mês

Programação especial traz o Festival Feira Preta e outras atrações que acontecem nos centros culturais, casas de cultura e casas históricas

Comemorado em 20 de novembro, o Dia da Consciência Negra tem seus festejos estendidos por todo o mês, em diversos pontos da cidade. Com uma programação que traz música, dança, bate-papo, exposições e desfile de moda, a Secretaria Municipal de Cultura não deixar nada de fora e procurou destacar e valorizar a produção cada vez mais ampla e diversificada da cultura afro-brasileira presente no nosso dia a dia.

Festival Feira Preta
Iniciada na Praça Benedito Calixto, na zona oeste, a Feira Preta chega aos 16 anos de existência como um dos maiores eventos de cultura afro-brasileira tanto na cidade de São Paulo como em toda a América Latina. Neste ano, ganha lugar de destaque na programação. 

Na região central, o epicentro será na Praça das Artes e o Boulevard São João. Nesse local, acontece a tradicional feira, entre os dias 17 e 20, com cerca de 130 expositores de vários segmentos. A abertura da Feira acontece no dia 17, às 20h30, com presença da DJ Vivi Marques. 

Nos dias 18, 19 e 20 acontecem, a partir das 14h, num palco montado nas proximidades, no Boulevard São João, diversas apresentações artísticas que integram o Festival. No dia 18, haverá um encontro de rodas de samba com Samba da Laje, Na palma da mãe e projeto Bate Fundo. Ao meio-dia, haverá um cortejo, a partir do meio-dia, com o Ilú Obá de Min. A partir das 14h, acontecem apresentações de Heloa convida Luedji e Simba, Vitrola 70, Aláfia convida Rael, e DJ MF. O encerramento no dia 20 fica por conta de Saravá convida Simba, Liniker e os Caramelows, Afrika Bambaata e DJ Zezão.

Idealizadora da Feira Preta, Adriana Barbosa, que neste ano foi reconhecida como uma das pessoas negras mais influentes do mundo pelo Mipad (Most Influential People of Africa Descent), na ONU, diz que a edição de 2017 é especial, “pois está olhando para a cidade”. “Com a descentralização da programação, estamos levando um conteúdo qualificado e mostrando que muitos parceiros podem se unir em torno de um interesse comum”, afirma.

Espalhados pela cidade
A programação conta ainda com shows espalhados por outros cantos da cidade. O rapper Rico Dalasam faz shows dias 11 e 26, nas casas de cultura da Freguesia do Ó e Hip Hop Sul; no dia 18, a Orquestra Brasileira de Música Jamaicana se apresenta no Centro Cultural da Penha, o Trio Virgulino no Centro de Formação Cultural de Cidade Tiradentes, Jaloo na Casa de Cultura da Vila Guilherme. Já no dia 19, a Banda doBrás faz show na Casa de Cultura Raul Seixas e, no dia 25, a Banda Black Rio na Casa de Cultura da Brasilândia.

Atividades diversas no Museu da Cidade
A rede de casas históricas que compõem o Museu da Cidade de São Paulo também recebe programação do Mês da Consciência Negra.

O Sítio da Ressaca tem três atividades no dia 4, entre elas uma roda de maracatu, às 15h30, em uma parceria com o Centro de Culturas Negras do Jabaquara. Na Casa do Sertanista, acontece, no dia 11, uma oficina de modelagem que aborda a cultura negra por meio dos padrões decorativos. A partir da própria história do imóvel, de documentos e artefatos arqueológicos, os participantes devem moldar em argila algumas representações estéticas associadas à cultura material africana e afro-brasileira.

No dia 18, uma novidade promete dar vida nova ao Beco do Pinto: um sarau de poetas marca a reabertura do local para a realização de eventos. O Beco fica entre o Solar da Marquesa de Santos e a Casa da Imagem, próximo do Pátio do Colégio, e servia de antiga passagem de pessoas e animais quem vinham da Várzea do Rio Tamanduateí.

Casas de cultura com música e cortejo
Também as casas de cultura entram na programação especial do Mês da Consciência Negra. Para falar sobre os 40 anos do movimento Baile Black, foram convidados Serafim, da Equipe Zimbabwe (SP); Maurício, da Equipe Black Mad (SP); e Willian Magalhães, da Banda Black Rio (RJ); para participarem de um bate-papo, seguido de discotecagem, sobre a história desses bailes e sua importância na cena cultural da época. Os encontros ocorrem em cinco locais.

No dia 20, a Casa de Cultura da Vila Guilherme é palco para uma celebração ao reggae, trazendo o Sound System - Quintal dos Pretos e a festa Black Yard, com os convidados KLJ, Zàfrika, Max BO, Arcanjo Ras, Junior Black Style e Shirley Casa Verde.

Outra atração musical é DJs in Concert, encontro que homenageia o disco de vinil e a música negra brasileira de uma só vez. DJs Paul, Negrito e Bull Dog se apresentam no dia 18, às 20h, na Casa de Cultura de São Mateus, e repetem o programa em outros dois locais.

Os fãs de samba rock têm destino certo: a Casa de Cultura de São Miguel Paulista. Dia 23, às 20h, a banda Vitrolla 70 embala o público com um repertório de canções autorais.

Um dos pontos altos das comemorações é o Cortejo Maracatu, no dia 25, às 15h. Os grupos Porto de Luanda, Batuque Urbano, Baque CT, Maracatu Agô e Anama realizam um trajeto que percorre o Parque Raul Seixas, onde fica a Casa de Cultura de Itaquera.

Por Giovanna Longo

*Confira a programação completa

FEIRA PRETA

Dia 17/11
20h30 - Abertura e apresentação da programação da Feira Preta
Local: Praça das Artes
DJ: Vivi Marques.

Dia 18/11
Das 16h às 21h
Local: Boulevard São João:
Encontro das Rodas de Samba
Samba da Laje, Na Palma da Mão, Projeto Bate Fundo

Das 12h às 22h
Local: Praça das Artes:
Ilú Obá de Min
DJ Evelyn Cristina
Sistema Negro
Dj Bola – A Banca
Vanessa Soares

Dia 19/11
Das 14h às 20h
Local: Boulevard São João :
Heloa convida Luedji e Simba
Vitrola 70
Aláfia convida Rael
Dj MF

Das 12h às 22h
Local: Praça das Artes
DJ Vivian Marques
Felipe Costa
Samba Rock na Paulista

Dia 20/11
Das 14h às 20h
Local: Boulevard da São João
Saravá convida Simba
Liniker e os Caramelows
Afrika Bambaata
Dj Zezão

Das 12h as 22h
Local: Praça das Artes
DJ Miriam Alves
O Sarau Musical Capoeira
Gumboot

OUTROS LOCAIS

Rico Dalasam
O rapper Rico Dalasam sobe ao palco da Casa de Cultura da Freguesia do Ó, para propagar mensagens de aceitação da sexualidade e luta contra o preconceito, temas presentes nos hits "Aceite-C" e "Não Posso Esperar". +10 anos.
|Dia 11/11, às 19h. Casa de Cultura Freguesia do Ó.
|Dia 26/11, às 19h. Casa de Cultura Hip Hop Sul.

Orquestra Brasileira de Música Jamaicana
Para unir a música jamaicana de raiz (ska, rocksteady e early reggae) com os clássicos da música brasileira, sobe ao palco do CCPenha a Orquestra Brasileira de Música Jamaicana (OBMJ)
| Dia 18/11, às 19h. Centro Cultural da Penha.

Trio Virgulino
Formado por Enok Virgulino (sanfona), Adelmo Nascimento (triângulo) e Roberto Pinheiro (zabumba). Com 36 anos de carreira, o grupo toca forró pé-de-serra para público do Canto da Ema. O trio já se apresentou com Caetano Veloso, Elba Ramalho, Moraes Moreira, Dominguinhos e Osvaldinho do acordeão.
| Dia 18/11, às 19h. Centro de Formação Cultural de Cidade Tiradentes.

Jaloo
Jaime de Souza Melo Junior, mais conhecido pelo nome artístico Jaloo, é um cantor, compositor e Produtor musical do Brasil. É considerado uma das grandes surpresas e uma das apostas da música eletrônica brasileira.
| Dia 18, às 19h. Casa de Cultura da Vila Guilherme – Casarão.

Banda DoBrás
Atuando há 9 anos em casas noturnas e espaços culturais de São Paulo, a DoBrás apresenta em seus shows releituras de clássicos da música brasileira misturadas a grooves instrumentais.
| Dia 19/11, às 19h. Casa de Cultura Raul Seixas.

Banda Black Rio
Nos anos 70 quando a Banda Black Rio surgiu, foi estabelecida uma clara filosofia - ter o samba com funk-grooves nas bases, trazer encorpados arranjos de metais e misturar tudo harmonicamente com diferentes ritmos brasileiros. Desde então, a Banda Black Rio tem sido uma grande referência para o mundo da música. Artistas renomados como MosDef e a banda Incognito têm gravado suas músicas. Ao longo dos anos, a banda teve várias formações e competentes músicos fizeram respeitosamente parte dessa continuidade.
| Dia 25/11, às 19h. Casa de Cultura da Brasilândia.

40 anos movimento Baile Black: Zimbabwe, Black Med e Wiliam Magalhães (Banda Black Rio)
Para celebrar os bailes black, as Casas de Cultura receberão Serafim, da Equipe Zimbabwe (SP), Maurício da Equipe Black Mad (SP) e Willian Magalhães, da Banda Black Rio (RJ), para um bate papo sobre a história dos bailes e a importância na construção da identidade do movimento. Na sequência baile e discotecagem. +16 anos. 60min.
| Dia 5, 16h. Casa de Cultura Brasilândia
| Dia 10, 19h. Casa de Cultura Hip-Hop Sul
| Dia 11, 17h. Casa de Cultura Campo Limpo.
| Dia 12, 18h. Casa de Cultura M’Boi Mirim.
| Dia 24, 18h. Casa de Cultura do Tremembé.

Vivência de Tambores – Ponto de Equilíbrio
Lucas Kastrup, músico e antropólogo, destaca no evento a importância da música jamaicana e abre horizontes para refletir sobre a história da música contemporânea. Ele faz também um paralelo do reggae com a MPB e o rock nacional. Livre. 120 min.
| Dia 19, 17h30. Casa de Cultura São Miguel Paulista.
| Dia 20, 14h. Casa de Cultura Vila Guilherme.

Sound System: Quintal dos Pretos, Black Yard – KLJ; Zàfrika, Max BO; Arcanjo Ras; Junior Black Style e Shirley Casa Verde
Black Yard é uma festa que reúne amigos da Zona Norte apaixonados por música que apresentam as batidas do reggae e suas apresentações. Como convidados estarão presentes KLJ, Zàfrika, Max BO, Arcanjo Ras, Junior Black Style e Shirley Casa Verde. +16 anos. 120 min.
| Dia 20, 14h. Casa de Cultura Vila Guilherme.

Contação de Histórias Afro – Marcos da Conceição
O evento “Histórias que contam, contadas e encantadas” busca resgatar essa tradição presente também no Brasil como na África a fim de repassar ensinamentos e aventuras desses povos. 7 a 14 anos. 90 min.
| Dia 16, 15h. Casa de Cultura do Itaim Paulista.
| Dia 17, 15h. Casa de Cultura São Rafael.
| Dia 26, 17h. Casa de Cultura Hip Hop Leste.

Máscaras Africanas com Rodrigo Ramos
A oficina foi vai mostrar um pouco sobre identidade dentro dos grupos étnicos que compõem o continente africano e usará as máscaras para ressaltar a beleza e as cores de um continente repleto de muitas ligações socioculturais conosco. Ao final será realizada uma exposição com os trabalhos. Livre. 120 min.
| Dia 11, 16h. Casa de Cultura do Ipiranga.
| Dia 17, 16h. Casa de Cultura São Rafael.
| Dia 18, 15h. Casa de Cultura do Itaim Paulista.
| Dia 26, 15h. Casa de Cultura Hip Hop Leste.

Djs In Concert: Encontro de discotecagem de vinil e roda de conversa sobre música negra no Brasil, com Dj Paul, Negrito e Bul Dog
Djs In Concert é um encontro dos djs Paul, Negrito e Bul Dog, com o intuito de difundir a música negra no Brasil, com discotecagem com disco de vinil. Haverá também um debate com os participantes sobre as relações da música negra com a brasilidade e a atualidade musical. Livre. 90 min.
| Dia 18, 20h. Casa de Cultura de São Mateus.
| Dia 19, 18h. Casa de Cultura do Itaim Paulista.
| Dia 26, 18h. Casa de Cultura Hip Hop Leste.

Banda Vitrolla 70
A banda esbanja a essência da música que marcou as décadas de 60, 70 e 80, quando se ouvia música do lado A e lado B do vinil. Com um toque mais moderno o ritmo e a vibração deles estão carregados de swing ao resgatar a aura destas décadas em canções autorais. Livre. 120 min.
| Dia 23, 20h. Casa de Cultura de São Miguel Paulista.

Grupo Raça
Formado por oito músicos e os ex-integrantes do Raça Negra, Fena e Paulinho, o grupo apresenta uma vertente romântica do qual uma das influências é o reggae. 120 min. Livre.
| Dia 10, 20h. Casa de Cultura São Mateus.
| Dia 26, 16h. Casa de Cultura São Rafael.

Cortejo Maracatu: Porto de Luanda, Batuque Urbano, Baque CT, Maracatu Agô Anama
Os grupos Cia. Porto de Luanda, Coletivo Batuque Urbano, Baque CT, Maracatu Agô Anama realizarão uma grande confraternização num cortejo que se inicia na Casa de Cultura e percorre toda a extensão do parque Raul Seixas. Livre. 120 min.
| Dia 25, 15h. Casa de Cultura de Itaquera.

Endereços:

Casa de Cultura da Brasilândia
Pç. Benedicta Cavalheiro, s/nº (altura 1450 da est do Sabão). Zona Norte. Tel: 3922-9123 / 3922-7664.
Casa de Cultura do Butantã
Rua Junta Mizumoto, 13, Jardim Peri Peri. Zona Oeste. Tel.: 3742-6218/ 3744-4369

Casa de Cultura do Campo Limpo
R. Aroldo de Azevedo, 100 - Campo Limpo. Zona Sul. Tel: 5841-8164

Casa de Cultura do Ipiranga – Chico Science
Av. Tancredo Neves, 1265 - Moinho Velho. Zona Sul. Tel.: 2969-7066 / 2352-1138.

Casa de Cultura Hip Hop Leste (C.Ti). da Fazenda
Av. Sarah Kubitschek, 165, Cidade Tiradentes. Zona Leste. Tel.: 3396-0106

Casa de Cultura Hip Hop Sul
R. Sant’Ana, 201, Vila São Pedro. Zona Sul. Tel.: 5631-0740.

Casa de Cultura da Vila Guilherme - Casarão
Praça Oscar Silva, 111, Vila Guilherme. Zona Norte. Tel.: 2909-0065.

Casa de Cultura do Itaim Paulista
Rua Monte Camberela, 490, Itaim Paulista. Zona Leste. Tel: 2568-3329 / 2963-2742

Casa de Cultura de Santo Amaro
Rua Antonio Bandeira, 114. Zona Sul. Tel: 5522-8897 / 5691-0164

Casa de Cultura do M'Boi Mirim
Av. Inácio Dias da Silva, s/nº, M’Boi Mirim. Zona Sul. Tel.: 5514-3408

Casa de Cultura da Freguesia do Ó
Largo da Matriz de Nossa Senhora do Ó, 215 - Freguesia do Ó. Zona Norte. Tel: 3932-7113 / 3931-8266

Casa de Cultura de São Mateus
R. José Francisco dos Santos, 502. São Mateus. Zona Leste. Tel.: 3793-1054.

Casa de Cultura de São Miguel
R. Irineu Bonardi, 169, Vila Pedroso, São Miguel Paulista. Zona Leste. Tel.: 2297-9177 / 2037-5009.

Casa de Cultura de São Rafael
Rua Quaresma Delgado, 376, Parque São Rafael. Zona Leste. Tel: 3793-1071.

Casa de Cultura de Itaquera
R. Murmúrios da Tarde, 211, Cohab 2 José Bonifácio - Itaquera. Zona Leste. Tel: 2521-6411

Casa de Cultura do Tremembé
R. Maria Amália Lopes de Azevedo, 190 - Tremembé. Zona Norte. Tel.: 2991-4291

Casa de Cultura de Guaianases
Rua Castelo de Leça, s/nº Jardim Soares, Guaianases. Zona Leste. Tel: 2016-1961

Centro Cultural da Penha
Largo do Rosário, 20, Próximo do Shopping Penha. Zona Leste.| tel.2295-0401.

Centro de Formação Cultural de Cidade Tiradentes
R. Inácio Monteiro, altura do nº 6.900, esq. com Rua Alexandre Davidenko. Cidade Tiradentes. Zona Leste. | tel.: 2555-2840.

Praça das Artes
Av. São João, 281, Centro.