Alerta Epidemiológico - Varíola causada pelo vírus Monkeypox (MPXV)

A varíola causada pelo vírus Monkeypox (MPXV) é uma doença zoonótica viral, em que sua transmissão para humanos pode ocorrer por meio do contato com animal ou humano infectado ou com material corporal humano contendo o vírus.

No dia 7 de maio a Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido (UKHSA) reportou o primeiro caso de varíola causada pelo vírus Monkeypox que, acredita-se, se tratar de um caso importado.
Desde 13 de maio de 2022, casos de varíola pelo MPXV foram relatados à OMS em 12 Estados Membros que não são endêmicos para o MPXV, em três regiões da OMS.

 

Acesse aqui o Alerta Epidemiológico elaborado pela Coordenadoria de Vigilãncia em Saúde COVISA/SMS-SP:

-Alerta Epidemiológico n° 03/2022/SE24 - Varíola causada pelo vírus Monkeypox (MPXV) - 21/06/2022

Acesse aqui o Alerta Epidemiológico nº 06/2022 do CVE:

-Alerta Epidemiológico - Número 06/ 2022 – 20/06/2022

 

NOTIFICAÇÃO

Os casos suspeitos de varíola causada pelo vírus Monkeypox devem ser notificados de forma imediata, em até 24 horas, por se tratarem de eventos de saúde pública (ESP) conforme disposto na Portaria nº 1.102, de 13 de maio de 2022.

-Formulário de notificação (clique aqui)

Na descrição da notificação devem ser incluídas as informações quanto: histórico recente de viagens; exposição recente a um caso provável ou confirmado; tipo de contato com o caso provável ou confirmado (quando aplicável); história recente de parceiros sexuais; presença de erupção vesicular; presença de outros sinais ou sintomas clínicos de acordo com a definição do caso; data de confirmação (em qual laboratório foi confirmado); método de confirmação (se aplicável); caracterização genômica (se disponível); outros achados clínicos ou laboratoriais relevantes, particularmente para excluir causas comuns de erupção cutânea de acordo com a definição do caso. Se o caso for internado, incluir a data de internação (local de internação); data de alta e data do óbito (se aplicável)