Prefeitura vai investir mais de R$ 300 milhões na requalificação de 30 Km de corredores de ônibus

No total, serão requalificados cinco corredores de alta demanda, cujos projetos já estão em desenvolvimento

Uma metróple como São Paulo demanda investimentos contínuos em moblilidade urbana que acompanhem o seu crescimento. Por esta razão, oferecer um transporte público de qualidade para a população é prioridade para a Prefeitura. Para atender essa necessidade, a SPObras está desenvolvendo os projetos de requalificação de 30 quilômetros de corredores de ônibus da Capital. A iniciativa prevê melhorias em cinco corredores de alta demanda: o corredor Imirim (trecho entre a Av. Deputado Emílio Carlos e Alameda Afonso Schimdt), na zona Norte; Amador Bueno da Veiga (trecho entre a Praça Micaela Vieira e Rua Embira, na zona Leste; Itapecerica (trecho entre o Terminal João Dias e o Terminal Capelinha) na zona Sul; Santo Amaro/João Dias, na zona sul; e Interlagos, também na zona sul. Após concluída a etapa de projetos, as obras serão licitadas. No total, R$ 312,5 milhões serão destinados para os projetos, serviços ambientais e obras.

As requalificações visam facilitar o trajeto dos ônibus e preveem reforço da pavimentação na extensão dos corredores, a implantação de nova rede semafórica inteligente, com fibra ótica ao longo dos corredores, permitindo maior fluidez aos ônibus em horário de pico; novas iluminação e sinalização; e reforma das paradas de ônibus.

O corredor da Avenida Imirim, com 4,6 quilômetros de extensão, é uma importante conexão perimetral entre as avenidas Inajar de Souza, Dep. Emílio Carlos, Eng. Caetano Álvares, Alameda Afonso Schmidt e Conselheiro Moreira de Barros. O projeto foi contratado em dezembro de 2021 e tem previsão de ser concluído em 9 meses. O valor total estimado do empreendimento é de R$ 36,1 milhões.

O traçado do corredor Amador Bueno da Veiga, de 5 quilômetros de extensão, inicia-se na confluência da Rua Dr. João Ribeiro com a Praça Micaela Vieira e segue até o cruzamento das Avenidas Dom Helder Câmara e Calim Eid, seguindo até a confluência com a Rua Embira e término junto à Avenida São Miguel. O projeto foi contratado em dezembro de 2021 e deve ser concluído em 12 meses. O valor total estimado é de R$ 32,6 milhões.

Já o corredor Itapecerica conta com 3,5 quilômetros de extensão e é compreendido entre o Terminal João Dias e o Terminal Capelinha. Este viário é o principal eixo de ligação dos distritos de Capão Redondo, Campo Limpo, Jardim São Luis e Vila Andrade.O projeto foi contratado em dezembro de 2021 e também está previsto para ser concluído em 12 meses. O valor total estimado é de R$ 62,3 milhões.

Estão em fase final de contratação os projetos de reforma dos corredores Santo Amaro/João Dias e Interlagos. O corredor Santo Amaro/João Dias, com 7,8 quilômetros, tem início na Av. Santo Amaro junto à Av. Portugal, seguindo até o entroncamento com a Rua Nove de Julho, onde tem início a Avenida João Dias, por onde o corredor prossegue até alcançar o Terminal João Dias, logo após transpor a Marginal do Rio Pinheiros. O valor total estimado é de R$ 80,6 milhões.

Por fim, o corredor Interlagos, com 9 quilômetros de extensão, inicia-se na Avenida Washington Luís seguindo pela Avenida Interlagos até a Avenida Senador Teotônio Vilela em confluência com a Avenida Atlântica. O Corredor cruza diversas vias importantes na região, como as Avenidas Nossa Senhora do Sabará, Miguel Yunes e Atlântica. O valor total estimado é de R$ 100,9 milhões .

Semáforos inteligentes e Painel de Mensagens Variáveis

Os corredores serão equipados com semáforos inteligentes, capazes de monitorar o volume e o fluxo de tráfego para, então, definir o tempo de duração dos sinais verde e vermelho. A captação das informações sobre o comportamento do trânsito ajudará a definir os intervalos que os semáforos vão operar, contribuindo para maior fluidez do tráfego e agilidade dos trajetos.

As paradas de ônibus contarão com painéis eletrônicos de mensagens variáveis, que auxiliam os condutores mediante a veiculação de mensagens dinâmicas em tempo real sobre situações das vias, tais como acidentes, congestionamentos, direcionamento do tráfego, emergências, rotas alternativas, obras e condições meteorológicas adversas.

Todas as melhorias previstas visam o aumento da velocidade média dos ônibus, a redução dos custos operacionais, além de proporcionarem mais segurança e conforto aos passageiros.

Assessoria de Comunicação - SPObras
24/03/2022


Notícias relacionadas:

Prefeitura anuncia BRTs e corredores de ônibus que tornarão a cidade um canteiro de obras

SPObras retoma licitações para modernização de 30 quilômetros de corredores de ônibus da Capital