Chuvisco

 Sul                              

Mosaico com quatro fotografias sendo a primeira de árvores com os troncos cobertos por folhas em tom de verde claro, a segunda de árvores com troncos largos e uma quadra ao fundo, a terceira da pista de skate com rampas e degraus em tons de branco e laranja, e a quarta de árvores altas com troncos finos e folhas em tons de verde e amarelo.

Rua Ipiranga, 792 - Jardim Aeroporto, São Paulo - SP - CEP: 03178-200
Não possui telefone
Inaugurado em 01/04/2017
Subprefeitura de Santo Amaro
Área: 37.050,97m²

Aberto diariamente das 7h às 19h


INFRAESTRUTURA

Acessibilidade na entrada, áreas de circulação, equipamentos de ginástica e sanitários. O parque está dividido em um Núcleo de Vivência (600 m²), com recepção, sala de jogos, sanitários masculino/feminino, despensa, cozinha e área para café (térreo). O Galpão Multiuso (1.180m²) reúne: brinquedoteca, exposição, área de estar, auditório/sala de projeção, lanche, cozinha, fraldário, sanitário p/deficiente, sanitários masculino/feminino, sanitários para funcionários masculino/feminino, área de serviço, depósito e terraço (térreo); refeitório, varanda, administração, recepção, oficina de manutenção, deposito, vestiário para funcionários masculino/feminino, fraldário, sanitário para deficiente e sanitários (subsolo).

As áreas externas possuem pista de Skate, quadra de bocha, quiosques com mesa e bancos, três quadras poliesportivas, bebedouros (três de concreto e quatro de aço), quatro áreas com equipamentos para ginástica, dois setores para brinquedos (incluindo arborismo) e pisca de caminhada (761m). Uma ciclovia (706 m), área de projeção e palco encerram a infraestrutura.

PARTICULARIDADES

Implantado pela SP-Obras por fazer parte das obrigações de Licença Ambiental Previa (LAP) da Operação Urbana da Água Espraiada, o parque se encontra na sub bacia do Córrego da Água Espraiada e está próximo também ao monotrilho (Linha Ouro).

Em sua FAUNA foram registradas 17 espécies de animais silvestres registradas, sendo 02 insetos, 14 aves e 01 mamífero. As aves, a classe mais representativa, encontram-se distribuídas em 12 famílias, 06 de aves passeriformes e 06 de não passeriformes. Destacam-se as presenças do beija-flor-tesoura (Eupetomena macroura), urubu-preto (Coragyps atratus) e periquito-rico (Brotogeris tirica), espécies que constam no Apêndice II da CITES (Convention on International Trade in Endangered Species of Wild Fauna and Flora), indicando que estarão ameaçadas de extinção, num futuro próximo, caso o comércio não seja regulado; o periquito-rico (Brotogeris tirica) é considerado também uma espécie endêmica do bioma Mata Atlântica.

As espécies observadas na área são, em sua maioria, bem adaptadas e comumente encontradas nos parques urbanos de São Paulo, dentre elas estão a rolinha-roxa (Columbina talpacoti), o quero-quero (Vanellus chilensis), o joão-de-barro (Furnarius rufus), o bem-te-vi (Pitangus sulphuratus), o pitiguari (Cyclarhis gujanensis), a corruíra (Troglodytes musculus), o sabiá-laranjeira (Turdus rufiventris), a cambacica (Coereba flaveola) e o sanhaço-cinzento (Thraupis sayaca).
 

Sua FLORA é constituída por bosque heterogêneo e áreas ajardinadas com abacateiro (Persea americana), aroeira-mansa (Schinus terebinthifolia), cinamomo (Melia azedarach), dedaleira (Lafoensia pacari), embiruçu (Pseudobombax grandiflorum), espatódea (Spathodea campanulata), eucalipto (Eucalyptus sp.), figueira-benjamim (Ficus benjamina), goiabeira (Psidium guajava), guanandi (Calophyllum brasiliense), ingá-macarrão (Inga edulis), ipê-rosa (Handroanthus heptaphyllus), jaboticabeira (Plinia sp.), jambeiro (Syzygium jambos), jerivá (Syagrus romanzoffiana), nespereira (Eriobotrya japonica), pau-ferro (Libidibia ferrea var. leiostachya), tipuana (Tipuana tipu) e washingtônia-do-sul (Washingtonia robusta).Inventário de flora 2021.

 O BAIRRO

A origem do nome Jabaquara vem do tupi-guarani yab a quar a (rocha e buraco, numa tradução livre). Embora seja um bairro relativamente “novo”, sua ocupação data do século XVIII, com o Sítio da Ressaca, construção de estilo bandeirista datada de 1719 implantada no caminho entre a Borda do Campo (o ABC paulista) e Santo Amaro. O imóvel, tombado pelo patrimônio, recebeu o nome do córrego da região, mas só se popularizou no final do século XIX, com a implantação do Parque Jabaquara.

O primeiro loteamento do bairro, na Vila Santa Catarina, aconteceu em meados de 1920. Dois elementos urbanos contribuíram para fazer o bairro crescer: a “autoestrada” Washington Luís (criada no fim dessa década) e o aeroporto de Congonhas (inaugurado em 1936). Um parque particular, o Jabaquara, também contribuiu para dar visibilidade à região. O aeroporto de Congonhas e a doação de terrenos para entidades beneficentes reduziram a área de bosque desse parque, que tinha 2,5 km². Por isso, seu proprietário, Antonio Cantarella, iniciou processo de loteamento, fazendo surgir os bairros de Vila Guarani, Parque Jabaquara, Jardim Aeroporto e Cidade Vargas. Em 1940, foi construída a Paróquia São Judas Tadeu, o que abriu mais loteamentos, como Vila Mascote.

CHUVISCO
O adensamento urbano trouxe também novas vias, e uma delas foi a Jornalista Roberto Marinho (antiga Água Espraiada). Sua implantação foi feita pela Operação Urbana Consorciada Água Espraiada (OUCAE), dando origem a um Termo de Compromisso Ambiental (TAC). Esse TAC foi cumprido sob a forma de adequação e obras do Clube Chuvisco – usado pelos funcionários da extinta Varig. O espaço recebeu diversas benfeitorias e foi entregue à população em 2017.

CONSELHO GESTOR
Os Conselhos Gestores dos Parques Municipais foram criados em 2003 para garantir a participação popular no planejamento, gerenciamento e fiscalização das atividades que ocorrem nos parques. O objetivo é envolver a comunidade na discussão das políticas públicas de forma consultiva, com enfoque nas questões socioambientais. Os Conselhos são integrados por representantes da sociedade civil (em geral, três frequentadores e um representante de movimento social ou entidade local), um representante dos trabalhadores do parque e três representantes do Poder Executivo.
Saiba mais sobre os Conselhos Gestores no site da SVMA.

COMO CHEGAR:
857C-10 – Terminal Campo Limpo / Metrô Conceição
175T-10 – Metrô Santana / Metrô Jabaquara