Pinheirinho d'Água

 Norte                           

Mosaico com quatro fotografias sendo a primeira de uma ponte de madeira com árvores ao fundo, a segunda de uma flor vermelha, a terceira de um escorregador azul, a quarta de mesa de zadrez branca e vermelha.

Estrada de Taipas, s/n - Jaraguá
Inaugurado em 13/02/2008
Prefeitura Regional de Pirituba
Área: 250.306 m²

Aberto diariamente das 6h às 18h, a partir de sábado (31/10)
Telefone: (11) 3928-1691

INFRAESTRUTURA

Pista de caminhada, passeios com pontes sobre o córrego, playground, quadra de bocha, centro de educação ambiental, campos de futebol, quadras poliesportivas, estares, churrasqueiras, paraciclo, sanitários. Acessibilidade em equipamentos de ginástica, banheiros, entrada do parque e áreas de circulação. Aceita cães, desde que conduzidos com coleira e guia.

PARTICULARIDADES

Solicitado em 2001 pela comunidade com a finalidade de preservar e assegurar a área devido à sua dimensão e características paisagísticas, o parque foi implantado com recuperação de taludes e córrego e enriquecimento arbóreo com espécies nativas. Possui também um mirante com vista para o Pico do Jaraguá. A administração vem realizando reimplantação arbórea próxima ao prédio da administração e implantação paisagística com diversas espécies ornamentais.
Vegetação com eucaliptal (Eucalyptus sp.), remanescente de Mata Atlântica em estágio inicial de sucessão, campo antrópico (com espécies típicas de cerrado), área ajardinada, bosques recém implantados e brejo, com predomínio de taboa (Typha sp.). Destaques da FLORA: angico-vermelho (Anadenanthera peregrina), astrapeia (Dombeya wallichii), cerejeira-do-rio-grande (Eugenia involucrata), embiruçu (Pseudobombax grandiflorum), guanandi (Calophyllum brasiliense), ipê-branco (Tabebuia roseoalba), ipê-verde (Cybistax antisyphilitica), jequitibá-rosa (Cariniana legalis), pau-brasil (Paubrasilia echinata), pitangueira (Eugenia uniflora). Já foram registradas 135 espécies vasculares, das quais estão ameaçadas de extinção: jequitibá-rosa (Cariniana legalis), pau-brasil (Paubrasilia echinata) e pinheiro-do-paraná (Araucaria angustifolia). Inventário de flora 2020.

Em relação à FAUNA, foram registradas 93 espécies, sendo 19 insetos (borboletas e joaninhas), um réptil (cobra parelheira), um mamífero (caxinguelê) e 70 aves. Dentre as aves, destacam-se espécies de áreas úmidas e descampadas como a saracura-sanã, curutié, pia-cobra, filipe, joão-teneném, joão-botina-do-brejo (endêmica da Mata Atlântica), garibaldi, choca-de-chapéu-vermelho, avoante, quero-quero, pica-pau-do-campo e os anús. Também foi registrado no parque o guaxe, uma ave bonita com canto chamativo e que possui poucos registros no município de São Paulo. Falando de borboletas, também visita o parque a ilustre borboleta-monarca que faz extensas migrações por todo o continente americano.

O BAIRRO
A região que abrange o distrito de Pirituba Está localizadA na zona norte da cidade e sua origem remonta ao século XIX, com a existência de grandes fazendas de café. O nome de Pirituba é o resultado da palavra "piri", que significa vegetação de brejo, mais o aumentativo "tuba", que na língua tupi significa muito. Pirituba tem como referência histórica a inauguração da Estação de Trem, em 01 de fevereiro de 1885.

Uma das principais propriedades era a Fazenda Barreto, partilhada entre os herdeiros com a morte de seu proprietário em 1922. Logo foi feito o primeiro loteamento, seguido de um segundo, realizado em 1926. Essas duas vilas, somadas ao núcleo inicial que se desenvolveu ao lado da estação, vieram a se constituir no núcleo principal de desenvolvimento do bairro. Outros bairros surgiram a partir do desmembramento de outras propriedades, como a Fazenda Jaraguá. Em 1939, a fazenda onde se encontra hoje o morro do Jaraguá foi adquirida pelo governo do Estado, permitindo a criação do Parque Estadual do Jaraguá, em 1961.

CONSULTE AQUI O REGULAMENTO DO PARQUE

CONSELHO GESTOR
Os Conselhos Gestores dos Parques Municipais foram criados em 2003 para garantir a participação popular no planejamento, gerenciamento e fiscalização das atividades que ocorrem nos parques. O objetivo é envolver a comunidade na discussão das políticas públicas de forma consultiva, com enfoque nas questões socioambientais. Os Conselhos são integrados por representantes da sociedade civil (em geral, três frequentadores e um representante de movimento social ou entidade local), um representante dos trabalhadores do parque e três representantes do Poder Executivo.
Saiba mais sobre os Conselhos Gestores no site da SVMA.

COMO CHEGAR?
9011/10 – CPTM Jaraguá / Terminal Cachoeirinha
9011/21 – CPTM Jaraguá / City Jaraguá
971R/10 – CPTM Jaraguá / Metrô Santana
+ informações: www.sptrans.com.br