Linear Canivete

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Av. Dep. Cantídio Sampaio e Av. Hugo Ítalo Merigo – Jardim Damasceno
Inaugurado em 2010
Subprefeitura de Freguesia do Ó / Brasilândia
Área: 46.000m²

 

INFRAESTRUTURA
Quadra poliesportiva, playgrounds, caminhos, gramados, áreas de estar e pista de skate.

 

 

PARTICULARIDADES
Situado no extremo norte da cidade, foi implantado em 2010 em parceria com a Subprefeitura e SEHAB como forma de conter o crescimento urbano sobre as áreas de preservação permanente. O projeto do parque prevê a recuperação de córrego e margens, implantação de equipamentos esportivos e de lazer e relocação de população em área de risco, definindo os limites da urbanização na Borda da Cantareira. A obra incluiu ainda a estabilização dos taludes da encosta e a continuação das calçadas da Avenida Deputado Cantídio Sampaio.

 

Sua vegetação é composta por áreas ajardinadas e arborizadas e vegetação ruderal nos taludes do córrego. Destaques da FLORA: alfeneiro (Ligustrum lucidum), aroeira-mansa (Schinus terebinthifolia), aroeira-salsa (Schinus molle), árvore-orquídea (Bauhinia blakeana), eucalipto (Eucalyptus sp.), figueira-benjamim (Ficus benjamina), grevílea-gigante (Grevillea robusta), ingá (Inga sp.), ipê-branco (Tabebuia roseoalba), ipê-de-jardim (Tecoma stans), ipê-rosa (Handroanthus heptaphyllus), jacarandá-mimoso (Jacaranda mimosifolia), jerivá (Syagrus romanzoffiana), mulungu (Erythrina falcata), paineira (Ceiba speciosa), pata-de-vaca (Bauhinia forficata subsp. forficata), pitangueira (Eugenia uniflora), seafórtia (Archontophoenix cunninghamiana), suinã (Erythrina speciosa) e uva-japonesa (Hovenia dulcis). Já foram registradas 76 espécies vasculares, das quais está ameaçada de extinção: pau-brasil (Paubrasilia echinata). Inventário de flora 2018.

Registraram-se 65 espécies de FAUNA, sendo 7 espécies de insetos, 1 espécie de réptil (dormideira), 56 espécies de aves e 1 espécie de mamífero. Dentre as aves, registraram-se saracuras, arapaçus, quero-quero, pica-pau-de-cabeça-amarela, rolinha, beija-flores, martim-pescador-grande, sabiás, entre outras. É possível se observar também aves de rapina como o carrapateiro, corujinha-do-mato, gavião-carijó e caracará. Tiê-preto, saracura-do-mato, rabo-branco-de-garganta-rajada, chupa-dente, arapaçu-rajado, arredio-pálido e pula-pula-assobiador são exemplos de espécies endêmicas de Mata Atlântica observadas no Parque. O bugio-ruivo foi o único mamífero registrado.

O BAIRRO 
Imortalizada por Gilberto Gil na música "Punk da Periferia", a Freguesia do Ó é a única região que conserva em seu nome a denominação antiga para "bairro" (freguesia). A área tem 10,50 km², distribuídos por 49 bairros, e a Freguesia do Ó é um dos bairros mais antigos de São Paulo. Por isso, ainda guarda várias características do século passado, como árvores centenárias, construções antigas e o Largo da Matriz. Localizado em uma das colinas da Freguesia, desde 1901 ostenta a bela Igreja de Nossa Senhora do Ó, palco de festas tradicionais como a Festa do Divino (em abril), o Assentamento da Cruz (em maio) e a da Nossa Senhora do Ó (em agosto).

O bairro iniciou sua história em 1580 quando o bandeirante português Manoel Preto construiu a sede de sua fazenda próxima às margens do rio Tietê. Da Freguesia do Ó, mais precisamente do Largo Velho da Matriz saíam diversas expedições de bandeirantes rumo ao interior. Com o passar dos anos, a Freguesia foi se desenvolvendo, mas sem perder as características de uma tranquila cidade do interior. O bairro também recebeu um grande fluxo de migrantes do nordeste do país, que fugiam da seca em seus estados nas décadas de 50 e 60.

CONSELHO GESTOR
Os Conselhos Gestores dos Parques Municipais foram criados em 2003 para garantir a participação popular no planejamento, gerenciamento e fiscalização das atividades que ocorrem nos parques. O objetivo é envolver a comunidade na discussão das políticas públicas de forma consultiva, com enfoque nas questões socioambientais. Os Conselhos são integrados por representantes da sociedade civil (em geral, três frequentadores e um representante de movimento social ou entidade local), um representante dos trabalhadores do parque e três representantes do Poder Executivo.
Saiba mais sobre os Conselhos Gestores no site da SVMA.

COMO CHEGAR ?
1017/10 – Perus / Conexão Vl. Iório
8015/10 – Cem. de Perus / Term. Pirituba
8016/10 – Jd. Rincão / Term. Pirituba
8194/10 – Perus / Term. Cachoeirinha
819A/10 – CPTM Vl. Aurora / Jd. Primavera
8542/10 – Brasilândia / Pça. do Correio
8542/21 – Brasilândia / Term. Lapa
8545/10 – Penteado / Metrô Barra Funda
8548/10 – Jd. dos Cunhas / Term. Lapa
8549/10 – Taipas / Pça. do Correio
888P/10 – Perus / COHAB Taipas
9009/10 – COHAB Brasilândia / Term. Cachoeirinha
9011/10 – CPTM Jaraguá / Term. Cachoeirinha
9023/10 – Pq. De Taipas / Term. Pirituba
9032/21 – Jd. Damasceno / Term. Cachoeirinha
9162/10 – Vl. Penteado / Term. Casa Verde
938V-10 – Jd. Vista Alegre / Metrô Barra Funda
957T-10 – COHAB Taipas / Itaim Bibi
+ informações: www.sptrans.com.br