Chácara do Jockey

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Av. Prof. Francisco Morato, 5300 - Vila Sônia
Prefeitura Regional do Butantã
Área: 143.531 m²
Funcionamento: 6h às 20h
Telefone: (11) 3722-3264

INFRAESTRUTURA

Núcleo Contemplativo do Pirajussara

A entrada pelo Portão P3 dá acesso ao parque pela Av. Pirajussara, onde é possível caminhar pelos diversos passeios de terra batida, sentar-se nos bancos espalhados pelas margens do lago ou aproveitar o extenso gramado sombreado pelo pergolado. Oficinas, aulas e demais ações socioambientais serão desenvolvidas no Galpão de Atividades que fica ao lado do Playground para crianças. A área com mesas e bancos para Piquenique, juntamente com o antigo Redondel, Coreto e Cocheiras – onde serão realizadas apresentações culturais –encerram o conjunto de edificações que compõem o Núcleo Contemplativo do Pirajussara.

Núcleo Esportivo do Jockey

O acesso pelo Portão P1 (Av. Prof. Francisco Morato) leva diretamente à Administração do Parque e ao Espaço de Convivência, uma área voltada para atividades comunitárias e de celebração. Diversos esportes podem ser praticados na Quadra Poliesportiva enquanto o Skatepark comporta atletas amadores das modalidades de skate (street e bowl), patins e BMX. Os Campos de Futebol são circundados por uma extensa pista de caminhada, onde também é possível encontrar a Sede dos Pequeninos do Jockey – voltado para a formação de base de jogadores de futebol – e Equipamentos de Ginástica disponíveis também para uso da melhor idade.

Núcleo Cultural das Baias

Com cerca de 8.800 metros quadrados, é considerado o maior e mais complexo conjunto de edificações que, sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), abrigará um novo polo de cultura e criação aberto para iniciativas de produção, formação e fruição do saber artístico em suas múltiplas linguagens e representações. A Casa de Cultura recebe atividades de coletivos culturais e artistas locais, com espaços para oficinas de criação e salas multiuso enquanto a Praça da Balança – assim chamada por preservar a antiga balança de pesagem de animais – abriga um pequeno anfiteatro a céu aberto, bancos e uma grande mesa de trabalho para oficinas ao ar livre, ampliando as possibilidades de atividades culturais.

O Polo Cultural e Criativo Municipal da Chácara do Jockey será reformado numa segunda etapa, onde setores da promoção cultural e coletivos poderão apresentar propostas de ocupação da área por meio de editais públicos. O edifício onde hoje está instalada a GCM será convertido em um Centro de Memória do Bairro com espaços onde artesãos da região poderão expor suas obras ao lado do Restaurante, que contará com ampla varanda e deck. No complexo funcionará também o LEIA – Laboratório de Experimentação e Inovação Audiovisual, gerido pela SPCine (empresa de cinema e audiovisual da Prefeitura de São Paulo) que atuará como um escritório para desenvolvimento, financiamento e implementação de programas e políticas públicas para cinema, TV, games e web. Haverá infraestrutura para receber laboratórios de produção e pós-produção para audiovisual e compartilhamento de salas para startups e produtoras com foco em inovação.

O parque conta ainda com uma unidade do Fab Lab Livre SP, uma rede pública de fabricação digital gerida pela Secretaria Municipal de Serviços. O laboratório atua como centro de pesquisa e produção tecnológica e tem equipamentos de última geração – como impressoras 3D, fresadoras de precisão, cortadoras a laser e de vinil – para uso colaborativo e aprendizado interdisciplinar da população, que poderá projetar e produzir diversos tipos de objetos em diferentes escalas.

 

Programação 
Saiba aqui o que está acontecendo na agenda do seu parque!

 

HISTÓRICO

O bairro do Butantã, zona oeste da cidade de São Paulo, começou a ser ocupado por volta de 1930 num movimento de urbanização contíguo à antiga Estrada de Itapecerica (atual Av. Prof. Francisco Morato). Em 1946, a propriedade rural conhecida como Chácara do Ferreira foi adquirida pelo Jockey Club de São Paulo com o objetivo de estabelecer um local adequado para a criação e treinamento de cavalos de corrida. Nos anos seguintes a Chácara funcionou como posto de monta e abrigo dos animais que disputariam os páreos no hipódromo de Cidade Jardim. Na década de 70 foi fundado o Clube Pequeninos do Jockey, voltado à formação de base de jogadores de futebol e, no período posterior, o terreno foi perdendo sua função original.

Em outubro de 2014, a Prefeitura de São Paulo tomou posse da Chácara do Jockey, atendendo uma reinvindicação de mais de 30 anos dos moradores da região pela criação de um parque. Com mais de 143 mil metros quadrados (o equivalente a 20 campos de futebol), a área foi declarada de utilidade pública e sua desapropriação envolveu um processo de negociação com o Jockey Club – onde a indenização pelo imóvel foi compensada pela dívida de IPTU acumulada ao longo dos anos pelo proprietário com a administração municipal.

Em 2015, deu-se início à adequação do complexo visando à preservação de estruturas históricas, a memória do espaço físico e paisagístico e a adaptação do local em parque público urbano. Considerando a dimensão e complexidade das obras e o compromisso da Prefeitura de São Paulo em abrir o equipamento ao público, as intervenções na propriedade foram divididas em duas etapas. A primeira, que permitiu a inauguração do Parque Municipal Chácara do Jockey em abril de 2016, contempla três áreas temáticas: Núcleo Contemplativo do Pirajussara; Núcleo Cultural das Baias; e Núcleo Esportivo do Jockey.

Já na segunda etapa, serão feitas obras de maior porte que envolve o restante das baias do Polo Cultural e Criativo Municipal da Chácara do Jockey, Ed. Pedro Augustín Pérez (UMAPAZ), novas instalações da Guarda Civil Municipal, ampliação dos sanitários e readequação dos antigos silos.

Inventário de flora 2018.

 

ÔNIBUS:
• 809L-10 Campo Limpo / Lapa
• 8026-10 Jd. Ingá / Butantã
• 746H-10 Jd. Jaqueline / Santo Amaro
• 6250-10 Jd. Jaqueline / Terminal Bandeira
• 8605-10 Terminal Campo Limpo / Terminal Bandeira
• 8075-10 Terminal Campo Limpo / Metrô Butantã
• 857A-10 Terminal Campo Limpo / Metrô Santa Cruz
+ informações: www.sptrans.com.br

METRÔ:
Linha 4 Amarela - Estação Butantã