Asfalto Novo beneficia Itaquera

Duas importantes vias da região são contempladas pelo programa

Nayara Ungarato

As avenidas Caititu e Afonso de Sampaio e Souza foram escolhidas para serem as primeiras vias a receber as ações de recapeamento em Itaquera. Totalizando 6295 metros lineares recapeados em ambos os endereços, o Programa Asfalto Novo chega à localidade a todo o vapor para entregar à população a renovação das pistas. A escolha dos trajetos beneficiados foi tomada devido à condição da pavimentação dos logradouros, que necessitavam de recapes por conta da deterioração do solo. Foi priorizada ainda a atenção ao grande fluxo de veículos que passam pela Avenida Afonso de Sampaio e Souza, incluindo ônibus municipais, que possuíam sua segurança comprometida em consequência das irregularidades.

O recapeamento é realizado por duas etapas. Na primeira fase, as equipes responsáveis pelo trabalho trocam as guias e sarjetas, enquanto na segunda é executada a aplicação de massa asfáltica. O asfalto dura em média até oito anos: o dobro da durabilidade média do asfalto comum. O aumento na resistência do material é devido à eficácia do controle de qualidade, que atua por meio de visitas às usinas fornecedoras da matéria-prima, ensaios tecnológicos e laudos fornecidos pelas próprias empresas, garantindo assim, a qualidade da massa.

As obras na Avenida Caititu começaram no dia 4 de janeiro de 2018 e até o momento foram aplicadas aproximadamente 230 toneladas de massa asfáltica em 1.600 metros quadrados, enquanto em 1.200 metros de extensão da via houveram trocas de guias e sarjetas. Já na Avenida Afonso de Sampaio, as obras que começaram em dezembro do ano passado, foram concluídas.

Sobre o programa

O Asfalto Novo tem como objetivo melhorar a qualidade das ruas de São Paulo e contará com a atuação de mais de 30 profissionais da empresa contratada para prestar os serviços, com equipes de fresagem e limpeza, sinalização de obras, engenharia, laboratório, aplicação de massa asfáltica e transporte de equipamentos e materiais.

Pela primeira vez as ações são realizadas com recursos arrecadados das multas. O programa vai investir R$ 350 milhões no recapeamento de cerca de três milhões de metros quadrados de vias em todas as 32 Prefeituras Regionais da capital paulista. Deste total, R$ 210 milhões são provenientes do Fundo de Multas, R$ 100 milhões do Tesouro Municipal e os outros R$ 40 milhões serão investidos pela SPTrans no recape de corredores de ônibus.