Herbário Municipal

Av. IV Centenário, 1268 (Portão 7A)
Parque Ibirapuera - CEP 04030-000
herbario_svma@prefeitura.sp.gov.br
Telefone: (11) 5574-6201

Horário de atendimento ao público:

De segunda a sexta, das 9h às 12h, e das 13h às 16h

O Herbário Municipal de São Paulo

Herbário é um acervo de plantas identificadas e catalogadas, devidamente prensadas e secas, que são preservadas para estudos por centenas de anos. Ele é valiosa fonte de documentação sobre o meio ambiente de determinada região. Ele foi criado pela Prefeitura de São Paulo em 1984 com o objetivo de preservar a estudar a vegetação e divulgar a Flora da cidade de São Paulo, especialmente dos parques municipais.

Seu acervo conta atualmente com cerca de 12.000 espécimes (entre ervas, arbustos, árvores nativas e ornamentais), coletados principalmente no município de São Paulo. Em 1999, o Herbário Municipal foi registrado no Index Herbariorum, possibilitando maior intercâmbio científico nacional e internacional (acesse aqui).

Por meio do Herbário Municipal é realizada a identificação botânica, atendendo a necessidades técnicas da SVMA e da população em geral.

A importância da identificação botânica
As plantas, como todos os seres vivos, têm identidade, retratada por seu nome científico e sua classificação. Esses dados, exclusivos de cada espécie, são adotados internacionalmente para evitar confusões com os nomes populares. Isso é fundamental para o bom desenvolvimento de diversas atividades de conservação e recuperação ambiental. Confira:

  •  O Herbário permite o reconhecimento de espécies raras ou ameaçadas de extinção, indicando plantas matrizes ou porta-sementes para sua propagação pelos viveiros. Essas plantas podem ser atrativas à fauna silvestre, ter interesse ornamental ou ainda possuir outros usos econômicos.
     
  • A pesquisa viabiliza a caracterização florística de parques, reservas ecológicas e outras áreas de proteção ambiental, avaliando seu grau de conservação e, portanto, possibilitando indicar medidas de manejo.
     
  • Também é possível fazer o reconhecimento de plantas tóxicas ou daninhas, visando seu controle.
     
  • As informações armazenadas permitem a divulgação da flora à população, por meio de placas, folhetos e cursos, contribuindo assim para a educação ambiental.
     
  • Os estudos permitem a escolha adequada de espécies para uso na arborização de ruas, uma vez que árvores com o mesmo nome popular podem ter características muito distintas e até conflitantes em relação às condições do espaço a ser arborizado, podendo mesmo acarretar problemas futuros.

SERVIÇOS

Identificação botânica para munícipes
Para ser orientado quanto à identificação botânica, o munícipe deve seguir as recomendações sobre o estado do material botânico que deseja identificar:

  • Corte com cuidado ramos com flores e/ou frutos (que são as partes fundamentais para a identificação das plantas).
     
  • Caso não seja possível trazer o material fresco para o Herbário Municipal, coloque-o entre jornais, deixando-o prensado, secando ao sol ou sob calor, para que as folhas não fiquem enrugadas, nem embolorem.
     
  • Anote os seguintes dados: tamanho da planta, presença de látex, cor das flores e/ou frutos, local e data de coleta; é importante incluir seu nome e telefone (ou endereço para resposta).