Vidas no Centro

Conheça mais sobre a ação que oferece opções de higiene pessoal para pessoas em situação de vulnerabilidade no Centro da cidade, entre o Centro novo e o Triângulo SP

O que é?
A Prefeitura de São Paulo, por meio das Secretarias Municipais de Turismo e de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo (SMADS), com apoio da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), elaboraram a ação que visa proporcionar condições básicas para realizar higiene pessoal aos cidadãos em situação de vulnerabilidade social na região central cidade. O objetivo é minimizar o impacto da proliferação do coronavírus nesta população.

Qual é a importância?
A pesquisa censitária da população em situação de rua (2019), realizada por SMADS, apontou 24.344 pessoas vivendo nas ruas de São Paulo. Destas, a região central soma 11.048 pessoas, sendo 3.455 delas acolhidas e 7.593 vivendo nas ruas.  

Onde são feitos os atendimentos?
Ao todo, são sete estações instaladas na região do Triângulo SP e Centro novo.

3 super estações: Praça da Sé, Praça da República e Praça Cívica Ulisses Guimarães (Parque D. Pedro II) - banhos, banheiros e lavanderias

2 estações padrão: Largo do Paissandu/Praça Ouvidor Pacheco e Silva (Largo São Francisco) - banho, banheiros e lavanderias

2 estações de sanitários (incluindo PNE): Páteo do Colégio e Largo General Osório - banheiros.

| Funcionamento: todos os dias, das 7h às 19h | Lavanderias: 8h às 18h.

Até o dia 29 de junho, foram realizados 361.579 atendimentos em sete estações, considerando todos os serviços oferecidos.