Histórico de acidentes em São Paulo e a importância do plano

O Relatório Anual de Acidentes de Trânsito, elaborado todos os anos pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), aponta que o número de mortes causadas no trânsito na cidade de São Paulo em 2019 foi de 791. Isso representa uma redução de 6,8% na comparação com 2018, quando foram registrados 849 óbitos.

O número de óbitos dos motociclistas foi reduzido em 18,9%, de 366 mortes em 2018 para 297 no ano passado. Já os óbitos de motoristas e passageiros de veículos foram reduzidos em 9,6%, de 115 em 2018 para 104 no ano passado.

Ao longo dos últimos 10 anos, o número de mortes caiu cerca de 40% na cidade, conforme o gráfico abaixo:

SÉRIE HISTÓRICA DE MORTES NO TRÂNSITO

SÉRIE HISTÓRICA DE MORTES NO TRÂNSITO

 

RAIO-X

Os dados consolidados pela CET revelam que 81% de todos os óbitos no trânsito em 2019 foram de homens e 19% de mulheres.

Entre os motociclistas, 92% dos mortos foram homens, a maioria entre 18 e 29 anos de idade. 

Entre os ciclistas, 29 das 31 mortes registradas foram de homens, a maioria entre 30 e 59 anos de idade.

Entre os pedestres, 72% do total de óbitos foram de homens, a maioria a partir dos 60 anos de idade.

A maior parte dos acidentes fatais ocorreu de sexta-feira a domingo, tanto no período noturno como durante a madrugada.

Dentre os dez locais que registraram os maiores índices de acidentes fatais na capital em 2019 estão quatro rodovias. A primeira colocação é da Via Anhanguera, com 21 óbitos.

 
PEDESTRES E CICLISTAS – OS MAIS VULNERÁVEIS

Os pedestres são as principais vítimas do trânsito. Foram 349 mortos em 2018 e 359 no ano passado. 

As mortes de ciclistas no trânsito subiram de 19 para 31. Dados coletados pela CET em diversos pontos da cidade mostram que houve aumento em média de 16% no número de ciclistas circulando pela cidade de 2018 para 2019. Com mais bicicletas nas ruas, os motoristas de veículos motorizados devem estar ainda mais atentos em preservar a vida dos que estão em modais mais frágeis e dos que são mais vulneráveis no viário. 

SÉRIE HISTÓRICA DE MORTES POR MODAL

RELATÓRIO ANUAL


O relatório anual completo da CET traz um maior detalhamento dos dados já apresentados e o cruzamento com os registros da Secretaria Municipal da Saúde, resultando em informações relevantes sobre a gravidade dos acidentes, tempo de internação e o custo dos acidentes de trânsito para o poder público. Acesse o resumo do Relatório Anual de Acidentes ou clique aqui para conferir a íntegra de 2019 e de outros anos.