Histórico

"Sapopemba" é um nome tupi que significa "raiz angulosa, com protuberâncias", através da junção dos termos sapó ("raiz") e pem ("anguloso, com protuberâncias")

O bairro de Sapopemba foi oficialmente fundado em 26 de junho de 1910, sendo elevado à condição de distrito no ano de 1985, quando foi desmembrado de Vila Prudente. A história de Sapopemba está viva na memória de seus moradores mais antigos até os dias de hoje. Por exemplo, o primeiro nome dado à região pelos imigrantes italianos foi Monte Rosso, devido à terra vermelha (rosso é um termo italiano que significa "vermelho"), própria para a agricultura e fabricação de telhas e tijolos. Depois veio o nome "Sapopemba", originário da árvore sapopema, espécie comum na Amazônia que desenvolve raízes de até dois metros de altura ao redor de seu tronco.

Todavia, foram os portugueses os principais responsáveis pelo povoamento do bairro, que transformaram as grandes extensões de terras férteis em chácaras de plantação de verduras. Américo Colaço Secco, é morador da região desde 1923 e conta que os filhos sempre o ajudaram no trabalho da roça: "Tudo o que plantávamos era vendido no mercado da Rua da Cantareira, próximo do Parque Dom Pedro", disse lembrando do tempo em que o local era todo de madeira.

José Annes é outro morador com muita história para contar. Ele diz que em 1924, durante os 28 dias da Revolução, foi expulso de casa com sua família pela artilharia carioca e mineira, e teve que fugir em carros de boi. Segundo Annes, a agricultura foi introduzida na região pelos imigrantes portugueses. "As pessoas que moravam aqui viviam de cortar as árvores que já existiam e vender os feixes de lenha para as padarias do Belém", afirma.

O evento mais importante da história de Sapopemba foi a chegada da imagem de Nossa Senhora de Fátima, vinda de Portugal em 1931. Porém, encomendada por João Alves Pereira, a imagem só foi liberada pela alfândega depois que uma comissão de moradores pagou três contos de réis, valor de que Pereira não dispunha. "Cada um deu o que podia, mas todos contribuíram", conta Secco, filho de um dos integrantes da turma que pagou a taxa alfandegária.

Aí então uma procissão grandiosa levou a estátua da santa até Sapopemba. "O grupo que carregava a imagem partiu da Rua Padre Lino, na Quarta Parada e outro saiu da Igreja de São Roque, onde hoje é a Paróquia de Nossa Senhora de Fátima e de São Roque", afirma Annes, lembrando dos momentos em que viveu quando tinha dezesseis anos. Mas, o encontro dos dois grupos aconteceu somente na Capela de Santa Cruz, localizada na Estrada da Barreira Grande. Mais tarde, ao lado da antiga Igreja de São Roque, foi erguido um santuário para a imagem da santa.
 

Subprefeitura

A região de Sapopemba conta com a instalação de sua própria subprefeitura em um imóvel de 1,6 mil metros quadrados, desde janeiro de 2015. A praça de atendimento instalada no local tem capacidade para atender até 500 pessoas por dia, projeto este que faz parte do Plano de Metas 2013-2016 do atual Prefeito. 

A Subprefeitura de Sapopemba foi criada pela  Lei n°15.764, de 27 de maio de 2013, que dispõe sobre a criação e alteração da estrutura organizacional das Secretarias Municipais que especifica, cria a Subprefeitura de Sapopemba e institui a Gratificação pela Prestação de Serviços de Controladoria. Esta lei dispõe sobre a criação das Secretarias Municipais de Promoção da Igualdade Racial – SMPIR, de Relações Governamentais – SMRG, de Licenciamento – SEL, de Políticas para as Mulheres – SMPM, bem como da Controladoria Geral do Município – CGM e da Subprefeitura de Sapopemba – SP-SB, reorganiza a Coordenadoria de Inclusão Digital, da Secretaria Municipal de Serviços, e as Secretarias Municipais de Desenvolvimento Urbano – SMDU, de Habitação – SEHAB, de Relações Internacionais e Federativas – SMRIF, de Direitos Humanos e Cidadania – SMDHC, e institui a Gratificação pela Prestação de Serviços de Controladoria.

Está situada na avenida Sapopemba, 9064, no Jardim Planalto. O horário de atendimento é de segunda à sexta-feira das 8h00 às 18h00. Telefone: (011) 2705-1092