Coleta Domiciliar Comum

Saiba como funciona o processo de Coleta Domiciliar Comum da capital


O serviço de coleta domiciliar comum porta a porta está presente em 100% das vias, cobrindo os 96 distritos do município de São Paulo e conta com aproximadamente 6 mil funcionários e 555 veículos. A Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (AMLURB) é responsável pela coleta, destinação e tratamento ambientalmente correto dos resíduos coletados. As duas concessionárias responsáveis pela coleta na cidade são: Loga, encarregada pela prestação dos serviços divisíveis no agrupamento Noroeste (Centro, Norte e Oeste) e Ecourbis, responsável pelo agrupamento Sudeste (Sul e Leste); ambas possuem concessão de 20 anos.

Diariamente, a cidade de São Paulo coleta 12 mil toneladas de resíduos domiciliares, cerca de 360 mil toneladas/mês. Em 2019, o serviço de coleta domiciliar comum recolheu aproximadamente 3,6 milhões de resíduos, e no primeiro semestre deste ano, foram coletadas cerca de 1,7 milhões de resíduos. Demais quantitativos, clique aqui.  

Para descartar os resíduos corretamente, os sacos de resíduos devem ser colocados nas calçadas o mais próximo possível do horário da passagem do caminhão coletor, evitando que os resíduos ensacados fiquem expostos por muito tempo com perigo de serem rasgados. Para coleta domiciliar diurna, os resíduos devem ser dispostos nas vias públicas em até duas horas antes do horário da coleta, e para coleta domiciliar noturna, os sacos devem ser dispostos somente após às 18h.

Em parceria com os consórcios responsáveis pela coleta na cidade, a autarquia promove ações constantes de conscientização com os munícipes sobre horários e maneiras adequadas de realizar o descarte dos resíduos.
Colocar os sacos de lixo em vias públicas fora do horário da coleta é passível de multa no valor de R$ 85,51, conforme estabelece a Lei de Limpeza Urbana, nº 13.478/02º, artigo 151. É importante ressaltar que a mesma Legislação permite que o caminhão leve até 50 Kg de entulho por dia de coleta.
 

Dias e horários da coleta
Consulte os dias e horários que a coleta domiciliar comum e/ou seletiva passa na sua região:


• LOGA (Regiões Oeste, Norte, Centro e parte da Leste). Atende às subprefeituras: Butantã, Casa Verde, Freguesia do Ó, Jaçanã/Tremembé, Lapa, Mooca, Penha, Perus, Pinheiros, Pirituba/Jaraguá, Santana/Tucuruvi, Vila Maria/Vila Guilherme e Sé.

Pesquise aqui sua rua

• ECOURBIS (Regiões Sul e parte da Leste). Atende às subprefeituras: Aricanduva / Formosa, Campo Limpo, Capela do Socorro, Cidade Ademar, Cidade Tiradentes, Ermelino Matarazzo, Guaianases, Ipiranga, Itaim Paulista, Itaquera, Jabaquara, M’Boi Mirim, Parelheiros, Santo Amaro, São Mateus, São Miguel, Vila Mariana e Vila Prudente.

Pesquise aqui sua rua

 

 


Ciclo da Coleta Domiciliar Comum

Após o recolhimento, os resíduos provenientes da coleta domiciliar comum são encaminhados aos aterros sanitários para destinação e tratamento correto, sendo eles: Central de Tratamento de Resíduos Leste (CTL), aterro municipal, e o aterro privado CTR Caieiras. Vale ressaltar que a cidade de São Paulo não possui mais lixões e sim aterros sanitários que contam com garantias de proteção ao meio ambiente, evitando a contaminação do lençol freático, solo e rios.

Todo resíduo colocado é coberto por camadas de solo, portanto, não ficam expostos a céu aberto. Após o esgotamento dos aterros a área é totalmente coberta, e, depois que o nível de contaminação for praticamente zerado, esta poderá ser utilizada como área de lazer.

O aterro CTR Caieiras (Essencis) possui a usina termelétrica Termoverde Caieiras (a maior termelétrica movida a biogás de aterro sanitário do Brasil e uma das maiores do mundo), onde o gás metano do biogás gerado da decomposição dos resíduos orgânicos é utilizado como combustível para geração de energia elétrica, através de motogeradores a biogás.

Já na Central de Tratamento de Resíduos Leste (CTL), o biogás gerado é destinado à Estação de Queima de Biogás, onde é realizada a combustão de biogás em flares enclausurados, deixando de emitir o gás metano à atmosfera. Além disso, parte do biogás gerado na CTL é redirecionado à Usina Termelétrica – UTE da empresa São João Energia Ambiental S/A para geração de energia elétrica.



 

 Nova identidade visual dos uniformes e caminhões de coleta

Os caminhões e uniformes do serviço de coleta domiciliar, comum e reciclável, receberam novas cores e layouts, a fim de harmonizar com a nova identidade visual dos serviços de varrição e padronizar as cores entre os consórcios de coleta.

Desta forma, os caminhões e uniformes do serviço de coleta comum serão de cor cinza, das duas concessionárias que realizam o atendimento. Os uniformes do modelo feminino agora possuem um lenço no pescoço e foi acrescentado mais faixas retrorrefletivas para aumentar a visibilidade e segurança dos coletores durante o período noturno.

Portanto, a cor laranja passa a representar os serviços de limpeza urbana; a cinza, a coleta domiciliar comum; e o verde, a coleta de recicláveis. Essa mudança é de extrema importância para facilitar o entendimento dos munícipes em relação aos diversos serviços prestados pela Prefeitura, como por exemplo, que existe um caminhão diferente para recolher somente os resíduos recicláveis.


Central de atendimento

Em casos de falha no atendimento do serviço da coleta domiciliar comum ou reciclável e/ou para ddenúncias de munícipes que depositam os sacos de lixo nas vias antes do horário ligue para central de atendimento 156.