Comunicado AMLURB: Paralisação dos trabalhadores de limpeza urbana

.

A Prefeitura de São Paulo informa que tem como foco vacinar toda a população, priorizando os setores mais vulneráveis. Nesse sentido, desde março deste ano, foram imunizados todos os coletores e profissionais que trabalham com Resíduos de Saúde (RSS) na capital. A Prefeitura segue dialogando com o Sindicato dos Trabalhadores de Limpeza Urbana do Estado de SP (SIEMACO) e Governo do Estado para ampliar a vacinação entre estes profissionais.

A abertura de novos grupos depende da chegada de novas doses de vacina, enviadas pelo Ministério da Saúde aos Estados que repassam aos municípios. A Secretaria Municipal de Saúde acrescenta que segue o calendário definido pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) e o Programa Estadual de Imunização.

Sobre a paralisação, a Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (AMLURB) informa que não foi notificada formalmente sobre a greve. Por se tratar de um serviço essencial, foi desrespeitada a lei geral de greve, que determina em seu artigo 13 a comunicação com 72 horas de antecedência para qualquer paralisação, além da exigência de que mantenha em operação equipes necessárias para atender a população, conforme o artigo 11 da mesma lei. Pelo descumprimento e para garantir a prestação do serviço essencial à população, a Prefeitura vai tomar as medidas legais cabíveis.