Câncer Ocupacional

DVISAT - COVISA

Definição

O câncer ocupacional é decorrente da exposição a agentes químicos , físicos ou biológicos classificados como carcinogênicos, presentes no ambiente de trabalho.

" (...) um potencial carcinogênico ocupacional significa qualquer substância, combinação ou mistura de substâncias, que causam um aumento da incidência de neoplasias benignas ou malignas, ou uma substancial diminuição do período de latência entre a exposição e o aparecimento da doença ..." (Occupational Safety and Health Administration).


Protocolo

O Protocolo do Ministério da Saúde, Saúde do Trabalhador é específico para exposição a benzeno e investigação de Síndrome mielodisplásica e leucemia mielóide aguda do adulto.

São substâncias reconhecidas pelo Ministério do Trabalho e Emprego como carcinogênicas:
benzeno; 4-aminodifenil; benzidina; beta-naftalamina; 4-nitrodifenil.

Benzeno è um hidrocarboneto aromático encontrado no estado líquido incolor, lipossolúvel, volátil, inflamável, de odor característico, perceptível a concentrações de 12 ppm. Usado na fabricação de borracha, tolueno, indústria do couro, adesivos e colas, tintas, limpeza a seco, produtos derivados de petróleo, metalurgia, siderurgia e indústria automotiva.

 

Causas

A exposição ao benzeno pode causar intoxicação aguda e crônica. O quadro clínico de toxicidade ao benzeno pode se caracterizar pelo comprometimento da medula óssea, sendo a causa básica de diversas alterações hematológicas

 

Sinais e Sintomas

Os sinais e sintomas mais frequentes são astenia, mialgia, sonolência, tontura e infecções repetidas.
Os dados hematológicos mais relevantes são neutropenia, leucopenia, eosinofilia, linfocitopenia, monocitopenia, macrocitose, pontilhado basófilo, pseudo Pelger e plaquetopenia.


Diagnóstico

O diagnóstico de benzenismo é clínico e epidemiológico, fundamentando-se na história da exposição ocupacional e na observação de sinais e sintomas clínicos e laboratoriais.
Deve-se valorizar qualquer alteração hematológica em trabalhadores expostos a benzeno.


Método de Diagnóstico

  • Suspeição: anamnese ocupacional, hemograma completo com plaquetometria e contagem de reticulócitos; hematoscopia;
  • Confirmação diagnóstica: mielograma e citoquímica incluindo a coloração para o ferro; biópsia de medula óssea; citometria de fluxo do material medular nos casos suspeitos de leucemia aguda;
  • Diagnóstico diferencial: provas de função jepática; dosagem de hemoglobina fetal em crianças; sorologias virais (hepatite A, B e C; HIV 1 e 2; CMV e HTLV1); provas reumáticas de triagem (FAN e anti-DNA); dosagem de B12 e ácido fólico séricos; teste de HAM, caso disponível, complementar com citometria de fluxo para as proteínas de ancoragem eritrocitária (anti CD55 e anti-CD59); em caso de HAM positivo ou déficit das proteínas de ancoragem eritrocitária, pesquisar hemossiderinuria.

Complicações hematológicas relacionadas à exposição ao benzeno:
- Síndromes mielodisplásicas:
- Leucemia mielóide aguda


Tratamento

O tratamento deve ser realizado em centros especializados, a critério clínico e atendendo a requisitos como prognóstico, performance status, idade, presença de co-morbidades pré-existentes.


Prevenção

A exposição ao benzeno deve ser controlada, uma vez que mesmo em doses inferiores a 1ppm traz risco à saúde do trabalhador. O controle se estende a empresas que utilizam, manipulam, armazenam ou transportam o benzeno e a suas misturas em correntes com concentrações acima de !% em volume.

As medidas de prevenção devem se orientar para a eliminação da exposição e/ou adoção de medidas de redução da exposição e de proteção coletiva e indvidual.


Notificação

Os casos diagnosticados devem ser notificados:

  • Ao SUS, na Ficha de Notificação do SINAN (Sistema de Informação de Agravos de Notificação);
  • Á Previdência Social, por meio da CAT (Comunicação da Previdência Social)

Os casos confirmados de câncer ocupacional também devem ser informados nos Registros de Câncer de Base Populacional e nos Registros Hospitalares de Câncer.

 

 Veja tabela abaixo com o resumo dos agentes químicos e tipos de câncer 

 

Fonte

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Protocolos de Complexidade Diferenciada: Câncer Relacionado ao Trabalho (Leucemia Mielóide Aguda/ Síndrome Mielodisplásica Decorrente da Exposição ao Benzeno), nº 8, Brasília, 2006

 

Clique para abrir os documentos: