Saúde Municipal lança o programa de Doulas Voluntárias

Objetivo é alinhar as atividades das voluntárias nas unidades de saúde municipais, sendo a capacitação uma das estratégias; presença de Doulas na hora do parto é garantida por lei

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de São Paulo lança nesta segunda-feira (28), Dia Nacional do Voluntário, o Programa de Doulas Voluntárias. A coordenação e organização desta iniciativa é uma parceria das Coordenações de Gestão de Pessoas e Atenção Básica por meio da Escola Municipal de Saúde, Programa Voluntários da Saúde e Área Técnica de Saúde da Mulher.

O lançamento do programa aconteceu durante o Encontro Municipal de Voluntários da Saúde - que homenageou os voluntários da SMS no Auditório do Arquivo do Estado, com a realização de palestras das ONGs “Heróis do Bem” e “Conta Gotas”.

As Doulas são mulheres com habilidades para cuidar e ajudar outra mulher que está dando à luz, que proporcionam suporte físico e emocional às gestantes e puérpuras, com informações contínuas à mãe, auxiliando escolhas conscientes sobre a gestação, parto, nascimento e maternidade, e proporcionando, assim, um suporte diferenciado e complementar ao da equipe multiprofissional.

O programa tem como uma de suas estratégias capacitar mulheres para atuar como Doulas Voluntárias junto a equipamentos de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS), no âmbito da SMS, e conhecer os princípios e diretrizes do SUS e a legislação municipal sobre Voluntariado e Doulas.

A missão do programa é apoiar, informar e auxiliar o processo de empoderamento de mulheres, casais e famílias sobre todo o processo da gravidez, com informações de qualidade e possibilitando escolhas conscientes.

Tal capacitação será efetivada por meio de cursos com carga horária de 40 horas. A primeira turma iniciou as aulas em 23 de agosto, na sede da secretaria, com 30 participantes. A estimativa é que as Doulas recém-formadas comecem a atuar nos hospitais e maternidades municipais ainda este ano. Posteriormente, novas turmas serão abertas e os alunos já formados atuarão também como propagadores do conhecimento, levando a iniciativa para as diversas regiões da cidade.

Caso a gestante já possua a sua Doula - considerada como externa -, bastará que agende visita no hospital de referência para a realização do parto e a Coordenadora do Voluntariado realizará seu cadastro no SISVOL, recebendo todas as orientações e assinando os termos e documentações necessárias. Além disso, deverão acatar todas as orientações fornecidas pelo Manual do Programa das Doulas Voluntárias da SMS.

“A atuação da Doula é uma das estratégias de humanização da assistência ao parto e nascimento, prestada às mulheres assistidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) da cidade de São Paulo. O acesso das Doulas é garantido por lei e queremos que todas as gestantes tenham acesso a este direito, proporcionando uma assistência de qualidade e um atendimento humanizado”, ressalta dr. Adalberto Kiochi Aguemi, coordenador da Área Técnica de Saúde da Mulher.

A permissão da presença de Doulas durante todo o período de trabalho de parto, do parto propriamente dito e do pós-parto, bem como nas consultas e exames de pré-natal nas maternidades, hospitais e demais equipamentos de saúde da rede municipal, é garantida pela lei nº 16.602, de 23 de dezembro de 2016.

Para a secretária-adjunta municipal de Saúde, Maria da Glória Zenha Wieliczka, o lançamento do Programa de Doulas Voluntárias é um passo importante para as mulheres que utilizam o Sistema Único de Saúde (SUS) no município. “As Doulas abraçaram uma tarefa linda que é dar suporte para essas mães num momento tão especial. O Programa de Doulas é um diferencial que qualifica esse momento de uma maneira muito especial. É um trabalho árduo que se tem pela frente, por se tratar de mudança de conceito, de convencimento, de dedicação de todos, mas é algo que, sem dúvida, vale muito a pena”, disse Maria da Glória.

As mulheres que tiverem interesse em participar do programa e se capacitar para atuar como Doula devem procurar o Programa de Voluntários da Saúde, todas as informações estão disponíveis no site http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/cgp/ger_de_desenvolvimento/index.php?p=238861