PARQUE NATURAL MUNICIPAL FAZENDA DO CARMO

 Leste                         

Um retângulo com quatro fotografias dentro, separadas por uma fina linha branca. A primeira foto diagonal da sede, a segunda foto é outro angulo da sede destacando a placa de aço escovado da inauguração da sede, a terceira foto é de um tablhado com a vegetação de fundo, a quarta foto mostra o detalhe de uma horta frente a sede.

ABERTURA AO PÚBLICO

Horário: Aberto à visitação todos os dias, das 08h às 17h, exceto às segundas-feiras, quando ficam fechados para manutenção.
Telefone: (11) 3284-9485
Local: Estrada da Fazenda do Carmo, 350 – Itaquera, São Paulo – SP

Atente-se às instruções para visitação dos PNMs para evitar acidentes com os animais silvestres: Recomendações de segurança.

Endereço: Estrada da Fazenda do Carmo, 350 - Subprefeitura de Itaquera - Zona Leste de São Paulo, nos limites da Subprefeitura de Itaquera, próximo ao Parque do Carmo e ao SESC Itaquera, entre as Avenidas Aricanduva, Jacu Pêssego e Afonso de Sampaio e Souza.

O Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo (PNMFC) foi criado em 12 de junho de 2003 com o nome de Parque Natural Municipal do Carmo, por meio do Decreto Municipal nº 43.329, totalizando uma área de 3.958.667,70m². Em 2008 foi ampliado por meio do Decreto n° 50.201, quando passou a abranger uma área de 4.497.800,00m² e teve seu nome alterado para Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo, a fim de diferenciá-lo do já existente, Parque Municipal do Carmo - Olavo Egydio Setubal (Parque Urbano).
omingos.

Coordenadas:

Latitude - 23°35'11.55"S
Longitude - 46°29'2.21"O
UTM - 348576 / 7390763

Subprefeitura: Itaquera

MAPA - limites da APA do Carmo, Parque do Carmo e Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo.

VISITAÇÃO
Atualmente, o PNMFC está aberto para visitação pública somente às terça-feiras para visitação pública. Após inauguração de sua nova sede, serão organizadas atividades de educação ambiental. O espaço também pode ser utilizado por escolas, universidades e instituições de pesquisa. Os interessados devem entrar em contato com a Divisão de Gestão de Unidades de Conservação (DGUC), nos telefones: (11) 5187-0321/0322.

CARACTERIZAÇÃO
Situado no interior da Área de Proteção Ambiental (APA) Parque e Fazenda do Carmo, Unidade de Conservação de Uso Sustentável gerida pelo Estado de São Paulo, por meio da Fundação Florestal, o Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo (PNMFC), a primeira Unidade de Conservação de Proteção Integral criada na capital paulista em meio urbano, compõe o maior remanescente de Mata Atlântica da Zona Leste do município de São Paulo, em contraste com a densa ocupação urbana que o circunda.

O PNMFC também faz parte do Cinturão Verde da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica e, de acordo com as Leis Municipais nº 13.430, de 2002, e nº 13.885, de 2004, pertence à Macrozona de Proteção Ambiental, incluído na Zona Especial de Preservação (ZEP) e Zona Mista de Proteção Ambiental (ZM-p). As principais ameaças sobre a vegetação do PNMFC são o fogo, o corte indevido de vegetação, a ocupação irregular e o descarte de resíduos em locais impróprios.

Um fator que pode favorecer a sustentabilidade dos remanescentes florestais presentes nessa unidade de conservação, é a existência de remanescentes de vegetação no seu entorno que devem ser conectados por meio da implantação de um ‘Corredor Ecológico Urbano’ (CEU), que ligaria o PNMFC à região das nascentes do Rio Aricanduva.

FLORA
O PNMFC apresenta cobertura vegetal bastante diversa, formada por matas ciliares, capoeiras, campos, reflorestamento de eucaliptos, brejos e remanescentes de Mata Atlântica, encontrados principalmente nas áreas centrais da unidade. Esses remanescentes são constituídos por uma formação florestal denominada Floresta Ombrófila Densa (FOD), que tem como principal característica a sua associação com altos índices de chuva, bem distribuídos por todo o ano. No interior do parque estas florestas ainda podem ser classificadas como Montana, que ocorrem em altitudes entre 500 e 1500 metros e, em menor quantidade, do tipo aluvial ou “ciliar”, que ocorrem sob influência de cursos d'água. Foram identificadas 209 espécies nativas, das quais 05 encontram-se ameaçadas de extinção: o cedro-rosa (Cedrella fissilis), o jacarandá-paulista (Machaerium villosum), a copaíba (Copaifera langsdorffii), a embaúba-prateada (Cecropia hololeuca) e o cambuci (Campomanesia phaea), uma espécie rara e endêmica da Mata Atlântica, que considerada a árvore símbolo da cidade de São Paulo.Inventário de flora 2021.

FAUNA
Quanto à fauna local, por meio de levantamentos executados pela equipe da SVMA e do Plano de Manejo da unidade, já foram catalogadas mais de 100 espécies de animais, dentre as quais predominam o bicho-preguiça-de-três-dedos, o caxinguelê e as aves, como o tangará-dançarino (Chiroxiphia caudata), sanhaçu-de-encontro-azul (Tangara cyanoptera), papagaio-verdadeiro (Amazona aestiva), borralhara-assobiadora (Mackenziaena leachii), curiango-do-banhado (Hydropsalis anomala), jacuaçu (Penelope obscura) entre muitas outras.

O parque realiza atividades de observação amadora de aves voltadas para a população, especialmente para as comunidades do seu entorno. Por meio de oficinas e atividades, a gestão do espaço pretende melhorar o diálogo com a comunidade local, além de proporcionar uma alternativa de lazer e renda, além de contribuir para o conhecimento da biodiversidade de São Paulo. Apesar da necessidade de mais pesquisas para conhecer toda a diversidade de animais existente no parque, destaca-se a presença da preguiça-de-três-dedos (Bradypus variegatus), animal-símbolo do parque e que, assim como outras espécies, pode ser um indicador para uma melhor compreensão da qualidade ambiental do PNMFC.

O parque possui os seguintes atrativos e equipamentos

- Trilha da Preguiça;
- Área aberta para piquenique;
- Biblioteca comunitária;
- Banheiro masculino e feminino. Há também banheiros para portadores de necessidades especiais;
- Administração: destaque para sua construção com projeto arquitetônico sustentável
- Estacionamento


GESTÃO

O PNMFC possui um Conselho Gestor Consultivo, criado no dia 25 de maio de 2016 e formado por representantes da Sociedade Civil e do Poder Público.

O Conselho Gestor é presidido pelo gestor (a) da unidade de conservação, representante da Divisão de Gestão de Unidades de Conservação da Secretaria do Verde e Meio Ambiente (SVMA).

Os membros do conselho gestor são eleitos para um mandato de 02 (dois) anos, renovável por igual período.

No momento, o PNMFC oferece a possibilidade de agendamento para visitação de escolas municipais, universidades e instituições de pesquisa e/ou que realizam educação ambienta. O agendamento nos telefones: 011-5187-0322 ou 0321.


COMPOSIÇÃO DO CONSELHO GESTOR DO PNM FAZENDA DO CARMO - GESTÃO 2018-2020

Publicação em diário oficial do regimento interno do conselho gestor do Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo

PLANO DE MANEJO

Caderno do Plano de Manejo do Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo

 

>> Clique aqui para acessar o Volume I – Diagnóstico do Plano de Manejo do Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo.

>> Clique aqui para fazer o download do Volume I – Diagnóstico do Plano de Manejo do Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo.

>> Clique aqui para acessar o Volume II – Planejamento do Plano de Manejo do Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo.

>> Clique aqui para fazer o download do Volume II – Planejamento do Plano de Manejo do Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo.

>> Clique aqui para acessar o Caderno de Mapas do Plano de Manejo do Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo.

>> Clique aqui para fazer o download do Caderno de Mapas do Plano de Manejo do Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo.