Jardim Primavera

 Leste                         

Um retângulo com quatro fotografias dentro, separadas por uma fina linha branca. A primeira foto campo aberto com chão de concreto e árvores com troncos finos, a segunda foto trilha com grama verde ao redor, a terceira foto banco de concreto sobre a grama verde, a quarta foto trilha com grama ao redor e quiosques ao fundo.

Rua Perpétua do Campo, 481 – Jd. Pedro José Nunes
Criado por decreto em 31/01/2002
Subprefeitura de São Miguel Paulista
Horário de Funcionamento: parque atualmente fechado
Área: 148.976 m²

INFRAESTRUTURA

Prevista no Projeto, a infraestrutura contempla Quiosque, bicicletário, pista de caminhada, aparelhos de ginástica, playground, Centro de Convivência e sanitários acessíveis. Acessibilidade na entrada do parque (rampa) e áreas de circulação, possui 4 quiosques com churrasqueira e bosque.

PARTICULARIDADES

A Lei 13.308, de 31 de janeiro de 2002, criou o Parque Municipal Jardim Primavera, na área ocupada pelo Aterro Sanitário do Jacuí, situado no entorno do Córrego do Limoeiro com Córrego do Jacuí, no bairro de Ermelino Matarazzo. O Aterro foi desativado em 1989 e a primeira fase de implantação do parque foi concluída em 2012. A implantação do parque visa assegurar as áreas de preservação permanente do Rio Jacu e seu afluente, o Córrego do Limoeiro, cooperando com a drenagem urbana da região.

A área possui vegetação composta por campo antrópico, eucaliptal com sub-bosque, arborização esparsa, capoeirinha, brejo e vegetação ruderal. Destacam-se espécies como abacateiro, amoreira, aroeira-mansa, assa-peixe, cinamomo, cuvitinga, goiabeira, jambolão e maricá.

Foram registradas 46 espécies de FAUNA, sendo seis insetos (joaninhas, abelhas e formigas), um mamífero (rato-do-mato) e 38 aves. Dentre as aves, foram observadas espécies comumente encontradas nos parques urbanos (urubu, quero-quero, pombas silvestres, anús, beija-flores, periquito-rico, joão-de-barro, bem-te-vi e sabiás) e algumas aves de rapina (gavião-carijó, caracará e carrapateiro). No verão, também podem ser vistos algumas espécies migrantes (suiriri e tesourinha). Além de ser refúgio para as aves urbanas, o parque atua como morada para abelhas nativas sem ferrão, o que contribui para o processo de polinização das flores na cidade de São Paulo.

O BAIRRO
Dentre os bairros formados ao longo das margens do Rio Tietê, São Miguel Paulista nasceu a partir de capela erguida por índios, no século XVI, onde se encontra a Praça Padre Aleixo Monteiro Mafra. Mesmo após reforma ocorrida no século XVII, a edificação conservas paredes em taipa de pilão. O aldeamento jesuíta poderia ter sido fundado já em 1560, embora não haja documentos comprobatórios dessa data.

Como a capela erguida no local rendia homenagem a São Miguel Arcanjo, provavelmente daí deriva a escolha do nome do bairro, que foi, por algum tempo, chamado de Distrito Penha de França, inclusive com autonomia administrativa. Ganhou desenvoltura a partir da linha de trem da CPTM inaugurada na década de 1930. A primeira estrada só surgiu em 1939, assim como a energia elétrica e a inauguração de uma grande empresa, a Nitroquímica.
As antigas fazendas e chácaras sofreram um processo de loteamento, surgiram novos bairros ou adensaram aos mais antigos. A valorização da área central da cidade e o aceleramento dos loteamentos na região suburbana acabaram por expulsar a classe trabalhadora de menor poder aquisitivo para o subúrbio.

CONSELHO GESTOR
Os Conselhos Gestores dos Parques Municipais foram criados em 2003 para garantir a participação popular no planejamento, gerenciamento e fiscalização das atividades que ocorrem nos parques. O objetivo é envolver a comunidade na discussão das políticas públicas de forma consultiva, com enfoque nas questões socioambientais. Os Conselhos são integrados por representantes da sociedade civil (em geral, três frequentadores e um representante de movimento social ou entidade local), um representante dos trabalhadores do parque e três representantes do Poder Executivo.
Saiba mais sobre os Conselhos Gestores no site da SVMA.
 

COMO CHEGAR ?
2767-10 - Jd. Pedro José Nunes/ Metro Tatuapé