Unidades de Conservação Municipais recebem projeto de pesquisa que une saúde à natureza

Ações serão realizadas pelo Einstein durante todo o segundo semestre de 2022 e início de 2023

Com o objetivo de analisar como uma intervenção em meio à natureza pode influenciar o bem-estar, a felicidade da população, a conexão e engajamento com a natureza, a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente (SVMA) se une ao projeto “Um tempo com e-Natureza”, realizado pelo Einstein, com apoio da Fundação Grupo Boticário.

A iniciativa será realizada em seis áreas naturais, incluindo duas unidades de conservação municipais da cidade, os Parques Naturais Municipais Varginha, na região do Grajaú, zona sul do município, e Fazenda do Carmo, na zona leste, onde pesquisadores e profissionais da saúde se reunirão com a gestão dessas unidades em torno de atividades com foco na conexão entre saúde, natureza e turismo de bem-estar, com a intenção de demonstrar como é possível cuidar do planeta e da saúde humana ao mesmo tempo.

Parque Natural Municipal Varginha - Imagem aérea 

 

Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo - Trilha

O estudo será feito a partir de dois grupos de participantes que realizarão caminhadas leves de 30 minutos. O primeiro será orientado a perceber a natureza apenas pelos sentidos - audição, visão, olfato e tato- e não terá contato com o pesquisador que acompanhará o trajeto. Já o segundo receberá informações direcionadas, dadas pelos pesquisadores, sobre plantas e animais presentes nos parques. Os voluntários desse grupo serão orientados a olhar de forma apreciativa para a natureza e também experimentá-la pelos sentidos, além de serem instruídos a continuar a apreciação da natureza durante os 30 dias seguintes.

Todos os participantes responderão três questionários, um antes da caminhada, outro imediatamente após o fim dela e o terceiro trinta dias depois, a fim de avaliar os impactos do contato com a natureza em seu bem-estar e no engajamento com ela.

“A importância das unidades de conservação vai além dos cuidados com a preservação do meio ambiente e atinge de maneira igual a saúde das pessoas que vivem nas cidades, pois são refúgios de natureza e bem-estar. É isso o que queremos demonstrar cientificamente com o estudo”, comenta Luccas Guilherme R. Longo, biólogo da Divisão de Gestão de Unidade de Conservação – DGUC/SVMA, gestor da Área de Proteção Ambiental - APA Capivari-Monos e membro da comissão técnica de avaliação científica do projeto.

“Sabemos que o contato com a natureza pode ter um impacto positivo e significativo para a saúde das pessoas, podendo ser usado como mais um elemento no tratamento de diversas condições, como ansiedade e depressão. Ampliar a base de estudos é fundamental para que a compreensão de como isso acontece e para quais casos essa aproximação com o mundo natural tem maior potencial terapêutico e de promoção do bem-estar”, afirma Eliseth Leão, que estabeleceu a linha de pesquisa e-Natureza no Einstein há mais de cinco anos.

Os interessados em participar podem ficar atentos em suas visitas aos referidos parques naturais para saber se a equipe do estudo estará presente, o que ocorrerá em dois finais de semana do mês de outubro/22 e em janeiro/23. Os voluntários precisam ter 18 anos ou mais e não apresentar dificuldades de locomoção – já que a proposta parte de um convite à prática de caminhada, não ter medo relacionado a elementos naturais ou histórico de alergias quando em contato com a natureza.

A ideia ao final da experiência é desenvolver um manual de boas práticas para o turismo de bem-estar, a fim de qualificar, com fundamentação científica, o setor do turismo de natureza. Portanto, os ambientes proporcionados pelos parques naturais, com suas grandes áreas de mata e biodiversidade de flora e fauna, são cenários ideais para a realização dos estudos, previstos para começarem em outubro/2022.


Sobre os Parques Naturais Municipais

Os Parques Naturais Municipais - PNMs são Unidades de Conservação de Proteção Integral, ou seja, que permitem apenas o uso indireto de seus recursos naturais. Seu principal objetivo é preservar e recuperar as características dos ecossistemas originais, permitir a pesquisa científica e as atividades de educação ambiental, de recreação em contato com a natureza e de turismo ecológico.

O Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo está localizado na zona leste de São Paulo, inserida na APA Estadual Parque e Fazenda do Carmo e tem como objetivo promover a proteção da biodiversidade, atividades de educação ambiental, recreação e lazer em contato com a natureza e pesquisas científicas.
 

Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo - Preguiça-de-três-dedos

O Parque Natural Municipal Varginha fica no Distrito de Grajaú, na zona sul, e está inserido na – APA Municipal Bororé-Colônia. É constituído por remanescentes de Mata Atlântica, matas ciliares e reflorestamento, abriga uma grande variedade de espécies da fauna e flora, bem como nascentes de cursos d’água.

Parque Natural Municipal Varginha - Observação de aves


Além desses dois, existem outros quatro PNMs na cidade de São Paulo: PNM Bororé, PNM Cratera de Colônia, PNM Itaim e PNM Jaceguava.

Mais informações sobre esses espaços estão disponíveis na página das Unidades de Conservação do Município.

 

Atualizado às 16h16