Acessibilidade Digital

A pessoa com deficiência ainda encontra barreiras para acessar a Internet. Seja pela disposição das informações, tecnologias utilizadas ou formas de comunicação, frequentemente encontram sites, que pelo uso exagerado de figuras (imagens, títulos e ilustrações), e pela necessidade de movimentos precisos (exigindo o uso de mouse), são totalmente inacessíveis para quem tem alguma dificuldade sensorial e/ou motora, seja por deficiência nata ou adquirida (doença, velhice, etc.). Acessibilidade digital é uma série de recursos que possibilita a navegação, a compreensão e a interação de qualquer pessoa na web (independentemente de suas dificuldades), sem ajuda de ninguém: uma internet acessível para todas as pessoas!


A PRODAM


A atenção quanto a acessibilidade digital deve necessariamente fazer parte das estratégias de Comunicação e Tecnologia das empresas governamentais. A Prodam, atenta à questão da mudança dos paradigmas tecnológicos que têm norteado o uso da Tecnologia da Informação na Prefeitura de São Paulo, vem focando suas ações na prestação de cada vez mais serviços aos cidadãos com agilidade no atendimento, qualidade no produto final, transparência na execução e amplitude social, implicando, portanto, na dedicação de esforços para assegurar a igualdade de atendimento a todos.


Benefícios da Acessibilidade Digital

 

O Censo 2010 divulgado pelo IBGE aponta que 45,6 milhões de pessoas declararam ter ao menos um tipo de deficiência, o que corresponde a 23,9% da população brasileira. A deficiência visual foi a mais apontada, atinge 18,8% da população. Em seguida vêm as deficiências motora (7%), auditiva (5,1%) e mental ou intelectual (1,4%).A cidade de São Paulo é a que detém o maior número de pessoas com deficiência que utilizam computadores e internet.
As questões de inclusão social estão intimamente ligadas não só ao acesso das pessoas com deficiência à Internet e tecnologias de informação, mas também ao acesso das pessoas com baixa renda e escolaridade.

 

A acessibilidade na web traz benefícios para todo mundo, principalmente para as pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, além de idosos, leigos no uso do computador e analfabetos funcionais (pessoas com baixo letramento, incapazes de interpretar um texto).

Sem acessibilidade na web, pessoas com deficiência e mobilidade reduzida perdem autonomia e precisam contar com a boa vontade alheia para executarem tarefas simples e essenciais.Pode-se então concluir que a Acessibilidade Digital é, para as organizações e para sociedade, simultaneamente:

 

  • uma necessidade e benefício cada vez maior para todas as pessoas, especialmente as pessoas com deficiências, independente de renda e idade;
  • uma estratégia de negócio, pois amplia consideravelmente o público alvo;
  • um aumento de compatibilidade com todos os dispositivos, plataformas, sistemas e navegadores;
  • uma questão de justiça social;
  • sintonia com políticas públicas (transparência e inovação);
  • uma adequação às nossas leis;
  • uma adequação às diretrizes internacionais.