PROGRAMA DE PROMOÇÃO À SAÚDE COM PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES - PROSPIC

O Lian Gong em 18 Terapias é a primeira prática implementada no ambiente de trabalho

 

 

O que é o PROSPIC?
É o Programa de Promoção à Saúde com Práticas Integrativas e Complementares, que integra áreas da Medicina Tradicional com as Práticas Integrativas e Complementares (PICs). Ele foi criado pela Divisão de Promoção à Saúde da Coordenação de Gestão da Saúde do Servidor - COGESS, da Secretaria Municipal de Gestão - SG, e é desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde – SMS.

O que são Práticas Integrativas Complementares?
As Práticas Integrativas e Complementares (PICs) abrangem todos os sistemas e recursos terapêuticos que buscam estimular os mecanismos naturais de prevenção de doenças e de recuperação da saúde. Entre elas estão as diversas práticas corporais, meditação, acupuntura, homeopatia, fitoterapia etc.

Qual o objetivo do PROSPIC?
Promover a cultura de saúde no trabalho, no âmbito da Prefeitura de São Paulo, visando ao bem-estar físico, mental e consequente melhoria na qualidade de vida dos servidores públicos.

Quais são as práticas integrativas oferecidas pelo PROSPIC?
O PROSPIC trabalha, inicialmente, com a prática de Lian Gong em 18 terapias.

O que é o Lian Gong?
Lian Gong (Lian = Treinar / Gong = Persistência) é uma prática fundamentada na Medicina Tradicional Chinesa. São 18 exercícios terapêuticos simples, de fácil aprendizado e execução, por meio de movimentos lentos, contínuos, equilibrados e naturais, que geram inúmeros benefícios à saúde. Divididos em três séries, os exercícios trabalham o pescoço e ombros; as costas e a cintura; e as pernas e pés. A aula é complementada pelo qi gong, sistema de exercícios respiratórios, ao som de uma trilha sonora chinesa. O tempo total da prática é, em média, de 30 minutos.

Como o Lian Gong pode ajudar na saúde do servidor?
A prática é especialmente desenvolvida para prevenir e tratar dores no corpo. Melhora o funcionamento dos órgãos internos e estimula a percepção dos sentidos. Auxilia no combate ao estresse, ansiedade, má respiração e problemas com pressão, além de atuar no tratamento de doenças osteomusculares que, em grande parte dos casos, são relacionadas ao ambiente de trabalho - devido a postura inadequada constante, esforços físicos pelo excesso de cargas, movimentos repetitivos, vibrações, impacto, invariabilidade de tarefas e trabalho muscular estático.

Quando começou o Programa?
O Programa teve início nas secretarias de Educação e Segurança Urbana (Guarda Civil Metropolitana – GCM) em 2016.

O PROSPIC já é oferecido a todos os servidores da Prefeitura de São Paulo?
Ainda não. Até novembro de 2018, cerca de 800 servidores praticavam o Lian Gong em 18 Terapias, por meio do PROSPIC, nas Secretarias de Gestão, Educação, Segurança Urbana, Saúde, Esportes, Assistência Social, Subprefeitura Regional de São Mateus e HSPM.

Quais são os resultados da prática prolongada de Lian Gong?
Uma pesquisa realizada em fevereiro de 2018 apontou que os participantes se sentiram mais dispostos para realizar atividades fora do trabalho: 31% em lazer; 29% atividades físicas; 27% atividades intelectuais; além disso, 27% dos participantes afirmou estar dormindo bem. A proposta é que pesquisas como estas sejam realizadas semestralmente para avaliar os resultados conquistados pelo programa.

De que forma o programa está sendo implantado na Prefeitura de São Paulo?
O PROSPIC está sendo implementado gradativamente nas unidades da Administração Municipal, de acordo com as características funcionais de cada local; considerando o espaço físico, atividades realizadas, horários de funcionamento e horários para a realização das práticas, no intuito de envolver o maior número de servidores municipais nas ações de prevenção e promoção à saúde com o uso das Práticas Integrativas e Complementares.
Está sendo realizado um trabalho de divulgação por meio de palestras promovidas aos servidores municipais acerca da importância da adoção de um modelo de gestão de Práticas Integrativas e Complementares em saúde. Após a sensibilização, os servidores interessados começam a praticar, no mínimo, uma vez por semana, em grupos, no próprio ambiente de trabalho.

O Lian Gong tem contra-indicações?
O Lian Gong não deve ser praticado em estado agudo de doenças, como febre e gripe muito forte; em estado agudo de traumas, como fraturas e entorses; em estado de câncer ativo; e em estado de gravidez, sem a devida avaliação médica.

Divisão de Promoção à Saúde
Coordenação de Gestão da Saúde do Servidor - COGESS

 

VEJA AQUI INFORMAÇÕES E RELAÇÃO DE SERVIDORES PARTICIPANTES DOS CURSOS