Perguntas Frequentes

Perguntas e respostas prontas dos assuntos mais solicitados pelo usuário.

Veja as respostas às perguntas mais frequentes relacionadas com o trabalho desenvolvido pelo IPREM.

Você também pode consultar a base de pedidos respondidos pelo Sistema Eletrônico de Informações (e-sic).
 

Assunto: Recadastramento anual dos pensionistas (Se preferir, clique aqui para ver as informações completas)

1. Não fiz meu recadastramento, como proceder?

R: Os pensionistas do IPREM devem efetuar anualmente o cadastro de seus dados. Atente-se às informações da página oficial do IPREM. Clique aqui para acessá-la.

 

2. Se não efetuar meu recadastramento corro o risco de ter meu beneficio suspenso?

R: Sim. Caso o pensionista não efetue o recadastramento no período estipulado, conforme Art. 2º portaria nº 88 de 18 de Dezembro de 2019 poderá ter seu beneficio suspenso como prevê o Art. 12 da portaria citada.

 

3. Enviei a documentação para o recadastramento via correio e mesmo assim não recebi meu benefício. O que faço?

R: Situações como essa ocorre em decorrência do período de fechamento de folha de pagamento. Muitas vezes, os documentos são enviados após este período, ou seja, quando a ordem já foi executada. Portanto, nesses casos, o pagamento será repassado para o próximo mês. Se este não for o problema é recomendável que entre em contato com o setor de recadastramento para verificar se os documentos chegaram ao Instituto ou se estão em acordo. Consulte a página lista de servidores para ver o contato do setor.

 

4. Não consigo gerar o protocolo do sistema de recadastramento, como proceder?

R: O protocolo é gerado em uma janela POPUP. Se seu navegador de internet possuir sistema de bloqueio de ANTIPOPUP, desabilite-o para que o protocolo seja gerado.

 

Assunto: Declaração de Família Web (Se preferir, clique aqui para ver as informações completas)

5. O sistema apresenta erro quando coloco minha senha de acesso. Como Proceder?

R: Nesses casos, vá até o campo "esqueci a senha". Um quadro para preenchimento será exibido solicitando a data de nascimento, o primeiro nome da mãe do servidor e um e-mail válido (não é necessário ser do servidor). A senha será enviada para o e-mail cadastrado.

6. O sistema apresenta mensagem dizendo que o nome da mãe ou data de nascimento está incorreto para a recuperação de senha. O que fazer? 

R: Se em exercicios anteriores o servidor digitou o nome da mãe ou data de nascimento diferente dos dados cadastrados no sistema, este apresenta erro. Para solucionar, deve-se comparecer a unidade de RH da lotação do servidor ou à sede do Iprem para solicitar a verificação dos dados registrados em exercicios anteriores. Mesmo que estejam errados, para recuperar a senha, deve-se utilizar o nome da mãe ou data de nascimento cadastrada anteriormente.

 7. Como saber se minha declaração foi enviada?

Para certificar-se que a declaração foi enviada, acesse ao sistema novamente e, se a mensagem “deseja fazer uma retificadora?” for exibida, significa que a declaração foi enviada. Outra forma de confirmação é abrindo o Protocolo. Verifique no rodapé a data referente ao exercicio.

Obs.: O PROTOCOLO é gerado em uma janela Pop-up. Caso seu navegador possua um sistema antipopup, desabilite-o para que o sistema possa gerar o documento.

 

Assunto: Solicitação de pensão por morte (Se preferir,clique aqui para ver as informações completas)

8. Quem possui o direiro à pensão em caso de morte de servidor público?

R: Os parentes de servidores públicos do município de São Paulo possuem o direito à pensão em caso de morte nas seguintes condições (Lei 15.080/09):

  • 1ª Classe: Cônjuge, companheiro, filhos.
  • 2ª Classe: Pais
  • 3ª Classe: Irmãos

De acordo com a Lei estabelecida, se houver dependentes de 1ª classe, os dependentes da 2ª classe não possuem o direito de receber o beneficio. Se não houver parentescos da 1ª classe, passa-se o direito a classe subsequente e assim por diante.

9. Meu pedido de pensão foi indeferido. É possível recorrer?

R: Sim. Quando uma pensão é negada, seja por falta de comprovação documental ou outro motivo, o requerente terá o direito a reconsideração de despacho.

10. Qual o período para a solicitação de pensão?

R: A solicitação de pensão não prescreve, ou seja, não há período determinado para o pedido. É importante observar que se o requerimento for feito noventa (90) dias após o óbito do servidor não haverá pagamento retroativo, contando somente após o pedido. Se for feito antes de 90 dias, o pagamento vai retroagir a partir do dia posterior ao óbito do servidor.

 

Assunto: Empréstimos consignados para pensionistas (Se preferir,clique aqui para ver as informações completas)

11. Não consigo efetuar o empréstimo. Por quê?

R: Os pensionistas obrigatoriamente deverão fazer um cadastro no sistema de controle, por meio de senha pessoal e intransferível na página da Câmara Interbancária de Pagamanetos (CIP) através do endereço eletrônico: www.portaldoconsignado.com.br. Sem esse cadastro não é possível efetuar um contrato de empréstimo consignado. Após esta etapa, o pensionista poderá dirijir-se à uma credenciada para efetuar o empréstimo.

12. Esqueci minha senha e o e-mail cadastrado para recuperá-la. Como proceder?

R: Se o pensionista esqueceu sua senha e não se lembra qual e-mail registrado para a recuperá-la, deve-se entrar em contato com o Iprem através do e-mail ipremconsignacao@prefeitura.sp.gov.br e solicitar o reestabelecimento "reset" dos dados para que possa fazer um novo cadastro.

13. O Iprem pode efetuar um contrato ou mesmo encerrá-lo?

R: Não. O IPREM apenas administra a concessão dos empréstimos, podendo somente, suspender um contrato a fim de impedir os descontos em folha de pagamento caso seja identificado alguma irregularidade.

14. Não tenho margem consignável e a credenciada informa que o IPREM deve dispobilizar.

R: As margens consignáveis são geradas automaticamente pelo sistema, em consonância com o Decreto 58.890/19. Penionistas curatelados e menores de 18 anos não possuem margem disponível. No caso de curatelados, os respectivos curadores podem solicitar junto ao Fórum da Familia uma autorização para efetuar o empréstimo em nome do pensionista e apresentar ao Iprem para a liberação de margem.

15.  Tenho um contrato que necessito renegociar, porém a credenciada informa que está bloqueada. O que fazer?

R: Envie um e-mail para ipremconsignacao@prefeitura.sp.gov.br informando CPF, número de pensão, nome e motivo para que o IPREM possa fazer o desbloqueio. A partir desta ação, se o contrato possuir parcelas à pagar, voltará a ser descontado em folha de pagamento.

 

Assunto: Informações sobre o Instituto (Se preferir, clique aqui para ver as informações completas)

16. O IPREM é responsável pela regime de previdência dos trabalhadores em geral?

R: Não. O IPREM é responsável pelo regime de Previdência dos servidores públicos do Município de São Paulo. Atualmente, administra a concessão e a manutenção das pensões de familiares dos servidores. As unidades de Recursos Humanos da Prefeitura, por enquanto, são as responsáveis pelas concessões de aposentadoria.

17. Como é o sistema de contribuição do regime de previdência dos servidores municipais de São Paulo?

R: Atualmente, os servidores ativos contribuem com 14% sobre seus proventos para o regime de previdência e os aposentados e pensionistas contribuem com 14%, somente se o benefício for superior a r$ 6.433,57 (Teto do Regime Geral de Previdência Social). A Prefeitura também contribui para o regime com alíquota de 28% sobre os proventos e beneficios ( Art. 5º da Lei 13.973/05)